Leve e relevante, Adoráveis Mulheres merece Oscar de roteiro

Longa está em cartaz em todo o Brasil e é um dos destaques da cerimônia do dia 9 de fevereiro

03/02/2020 16h00

Por Daniel Reininger

Adoráveis Mulheres é um dos destaques do Oscar 2020 e um filme incrível. Saiba o que achamos sobre ele:

"Depois de sua estreia na direção com Lady Bird - É Hora De Voar, Greta Gerwig (conhecida como a atriz de Frances Ha) se mostrou como uma grande diretora da atualidade. Ela poderia dirigir qualquer história sua, mas resolveu adaptar Adoráveis Mulheres, de Louisa May Alcott, um dos livros mais lidos na América do Norte e clássico literário mundial.

À primeira vista, parece que a diretora decidiu mudar seu foco, mas a narrativa de mulheres jovens que lutam para encontrar um lugar no mundo é um assunto visto também no primeiro filme da diretora. O mais legal é que Greta consegue dar uma abordagem nova o suficiente e inteligente a um clássico atemporal, deixando-o mais relevante do que nunca.

O elenco é de dar inveja, com Saoirse Ronan no papel de Jo March, uma analogia de Alcott para si mesma, cujos sonhos de se tornar escritora fazem dela mal vista na sociedade do século XIX. Emma Watson assume o papel de Meg, a irmã mais velha que deseja ser atriz. Florence Pugh brilha como Amy, a caçula e mais temperamental das irmãs. O quarteto é completado por Eliza Scanlen, assumindo o trágico papel de Beth.

Timothée Chalamet se junta às irmãs como o badboy vitoriano Laurie, num papel que aparentemente foi feito para ele. Laura Dern interpreta a mãe amorosa das meninas e Meryl Streep é a rica tia March. Só de ir ao cinema ver esses astros no auge, já é uma experiência impactante."

Confira a crítica completa


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus