cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Máquinas Mortais chega na Amazon e você deve ver por esses motivos

    É um filme steampunk futurista que todo fã desse subgênero queria ver no cinema
    Por Daniel Reininger
    24/11/2020

    Máquinas Mortais é um filme steampunk futurista que todo fã desse subgênero queria ver no cinema. O longa, adaptação do primeiro livro da série criada pelo autor britânico Philip Reeve, chega agora na Amazon Prime Vídeo e você precisa assistir por esses motivos:

    Cena inicial

    O filme começa com duas cidades numa perseguição insana, repleta de fumaça e sujeira enquanto as monstruosidades atropelam tudo num desolado cenário europeu. Sim, o início é um dos melhores momentos do filme, exatamente por lembrar Mad Max: Estrada Da Fúria numa versão absurdamente megalomaníaca. Só por esse início o filme já vale!

    Trama

    Com base nos romances de Philip Reeve, a história é ambientada num mundo pós-apocalíptico, destruído pela Guerra dos 60 Minutos, que transformou o mundo num deserto radioativo. Agora, a humanidade sobrevive graças a um sistema de "darwinismo municipal", em que as cidades são máquinas gigantes que precisam consumir umas às outras para sobreviver.

    Durante a intensa perseguição de abertura, conhecemos Tom Natsworthy (Robert Sheehan), um historiador que ama o que faz, mas é ingênuo. Em seguida aparece Hester Shaw (Hera Hilmar), que encontra seu caminho até Londres para vingar a morte de sua mãe e matar o vilão Valentine (Hugo Weaving). O caminho dos dois se cruza e eles enfrentam uma conspiração capaz de mudar ainda mais o seu já destruído mundo.

    Questões políticas

    O filme traz um certo peso político relevante pela maior parte do tempo e críticas diversas questões atuais, como o Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia. Não é só isso, o longa questiona a opressão dos mais ricos contra os pobres, o imperialismo, o consumo desenfreado de recursos e outras questões óbvias pela premissa do longa.

    Steampunk

    Esse subgênero quase não é explorado no cinema e por isso é ótimo ver um blockbuster ser ambientado num mundo desses. Para quem não sabe, o steampunk é marcado por uso de tecnologia mais robusta como máquinas a vapor, fabricações em madeira, cobre e bronze e o amplo uso de engrenagens, mas ainda assim é mais avançada do que a tecnologia atual. É uma uma variante de cyberpunk e compartilha muitos temas com esse subgênero.

    Visual incrível

    O filme manda bem visualmente, principalmente ao criar o mundo steampunk. As máquinas são incríveis, os veículos aéreos criativos e existe até mesmo uma cidade flutuante animal, pena só que não é aproveitada como poderia e aparece muito pouco. Toda a parte técnica é deslumbrante, dos cenários aos belos figurinos. Há diversidade suficiente para fazer o mundo do filme parecer gigantesco.

    Ação desenfreada

    Outro ponto positivo é a ação. As perseguições são incríveis, as batalhas bem feitas, com referências de Star Wars, Senhor dos Anéis, Hobbit e, claro, Mad Max. Quando a pancadaria começa e as coisas explodem, o longa ganha muito em diversão. Dá até dó de ver tanta coisa legal indo pelos ares, mas as cenas são tão boas, que você fica ansioso para ver qual será a próxima batalha.

    Elenco e produção

    O longa tem produção de Peter Jackson (O Senhor Dos Anéis: A Sociedade Do Anel) e direção de Christian Rivers, ganhador do Oscar de Efeitos Visuais por King Kong. Inteiramente filmado na Nova Zelândia, Máquinas Mortais tem roteiro assinado pelo próprio Peter Jackson e traz Hugo Weaving, Hera Hilmar, Robert Sheehan, Jihae, Ronan Raftery, Leila George, Patrick Malahide e Stephen Lang no elenco principal.

    O filme já está disponível na Amazon Prime Video. Veja o trailer: