cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    'Medida Provisória' é um grito de resistência

    Longa que marca estreia de Lázaro Ramos na direção já está em cartaz nos cinemas
    Por Thamires Viana
    15/04/2022 - Atualizado há cerca de 1 mês

    "Como é que a gente deixou chegar nesse ponto?". A frase dita por André, personagem de Seu Jorge em Medida Provisória, exemplifica a realidade lacerante que Lázaro Ramos traz para seu primeiro trabalho de direção nas telonas.

    Ambientado em um futuro distópico, o drama adaptado da peça “Namíbia, Não!”, escrita por Aldri Anunciação em 2011, retrata uma medida provisória implementada pelo governo brasileiro que obriga a população negra a retornar ao continente africano. 

    Embora fictício, o enredo escrito há mais de dez anos está muito mais próximo da nossa realidade do que gostaríamos de acreditar. 

    Na trama, Antonio (Alfred Enoch) é um advogado idealista casado com a médica Capitu (Taís Araújo) e que mora com seu primo André (Seu Jorge), um irreverente jornalista. 

    Quando a Medida Provisória nº 1888 — numerada ironicamente com o ano da Lei Áurea que extinguiu a escravidão no Brasil — é instaurada pelo governo, Antonio e André se refugiam dentro de casa, mas Capitu acaba entrando para um afrobunker, movimento criado pela população negra para resistir à ordem governamental e lutar pelo direito de permanecer no Brasil. 

    Mesmo sendo um diretor iniciante, Lázaro traz o olhar afiado de um veterano para compor o tom que uma história desse porte exige. Medida Provisória ganha tons melodramáticos e bem humorados totalmente propositais para despertar diferentes emoções.

    Em pouco mais de 90 minutos, o enredo fisga o espectador com risadas, lágrimas e desespero, sensações que se conectam diretamente à indignação do jornalista vivido por Seu Jorge quando se pergunta como a sociedade chegou a esse ponto. 

    Seu Jorge e Alfred Enoch em cena de 'Medida Provisória'Reprodução

    Embora tenha enfrentado impasses para ser lançado no Brasil, Medida Provisória parece ter chegado em um momento ainda mais oportuno, com total potência para causar incômodos em quem precisa ser incomodado, algo mencionado pelo diretor em papo exclusivo com o Cineclick

    É um filme carregado de simbolismos e referências, ora inseridas como protesto e também como homenagens. A abordagem cautelosa, a direção atenta de Lázaro e as magníficas atuações fazem de Medida Provisória um dos projetos mais necessários do nosso cinema. É grito de resistência que estava preso na garganta. 

    Medida Provisória

    Além dos nomes já citados, Medida Provisória ainda traz no elenco Renata Sorrah, Aldri Anunciação, Flavio Bauraqui, Dona Diva, Hilton Cobra, Jéssica Ellen, Emicida e o Afrobunker, núcleo de resistência formado por atores e atrizes de teatro no Rio de Janeiro. 

    Com 1h43 de duração, Medida Provisória já está em cartaz nos cinemas brasileiros. 

    Leia também: