cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Michelle Williams e amigos fazem tributo em revista para Ledger

    Por Da Redação
    13/03/2008

    As atrizes Michelle Williams e Naomi Watts falaram pela primeira vez sobre a morte do ator Heath Ledger, com quem se envolveram no passado. As duas juntaram-se à Todd Haynes - diretor do filme Não Estou lá sobre a vida do cantor Bob Dylan, no qual Heath também faz parte -, aos atores Sean Penn (O Assassinato de um Presidente), Philip Seymour Hoffman (Jogos do Poder), o agente Steve Alexander e a comediante Ellen DeGeneres para falar com a revista Interview sobre o relacionamento que tinham com o astro.

    Michelle, mãe da única filha do ator, Matilda, descreve a energia e o talento de Ledger: "Ele tinha uma energia incontrolável. Ele despertava e já pulava fora da cama", comentou. "Desde que o conheci, ele tinha problemas com insônia. Sua mente estava ligada, ligada, ligada - sempre ligada", revela a ex-mulher do ator. "Ele tinha talento em tudo que colocava as mãos, mas não conhecia limites. O que acho interessante sobre Heath, que talvez as pessoas só tenham descoberto com sua morte, o quão vulnerável ele era. Você podia ver isso em suas performances, mas era fácil de desacreditar porque ele era tão corpulento, bonito, forte e masculino. Mas existia sempre aquela sensibilidade sublinhada. Era quem ele era", completa.

    Naomi, que namorou Ledger por dois anos, acrescentou: "Sua atuação era tão tocante, tão conectada com a verdade. Ele estava apenas começando". Seymour Hoffman, que conheceu Ledger quando ambos foram indicados para o Oscar de Melhor Ator em 2006, descreve o "entusiasmo de criança" de Ledger, dizendo que "seu corpo estava sempre em movimento". E seu agente Alexander o pinta como uma "rocha em movimento".

    Ledger sofreu uma overdose acidental aos 28 anos devido à ingestão de drogas prescritas. O corpo do ator foi encontrado em seu apartamento, em Nova York, no dia 22 de janeiro de 2008.