cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    MOSTRA 2007: Confira os vencedores

    Por Da Redação
    02/11/2007

    Foi realizada na noite de ontem (1º/11), em São Paulo, o encerramento da 31ª Mostra Internacional de Cinema. A festa, apresentada por Serginho Groisman e Marina Person, ocorreu no Memorial da América Latina e contou com a presença tanto de convidados quanto do público, que pôde ter acesso aos ingressos antecipadamente. Na ocasião, foram entregues os troféus Bandeira Paulista - cujo design foi criado pela artista plástica Tomie Otake - aos melhores da Mostra, de acordo com júri e público.

    O primeiro prêmio da noite foi o concedido pela crítica. O grupo de jornalistas especializados convidado pela organização do evento escolheu A Questão Humana, produção francesa dirigida por Nicolas Klotz, "pela força da linguagem", conforme justificou. Além disso, o cineasta chinês Jia Zhang Ke - um dos homenageados deste ano pela Mostra - subiu ao palco para receber em mãos o prêmio que deveria ter ganhado há três anos, quando seu longa-metragem O Mundo recebeu o prêmio da crítica. O troféu foi entregue ontem (1º/11) porque, apesar de ter sido enviado ao cineasta, o mesmo não chegou em suas mãos.

    A diretora venezuelana Mariana Rondón estava presente na cerimônia para receber dois troféus: o Prêmio da Juventude, concedido por estudantes secundaristas que assistiram às sessões do Festival da Juventude, e o Prêmio do Júri - Revelação.

    Dois longas-metragens estrangeiros de ficção ficaram empatados por Prêmio do Público, que também pôde votar em seus favoritos ao fim de cada sessão da 32ª Mostra. Into The Wild, de Sean Penn, e a animação Persépolis, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, foram os escolhidos pelos espectadores. O Melhor Documentário, também de acordo com o público, foi para a produção argentina O Filme da Rainha, de Sergio Mercúrio. O Melhor Documentário entre as produções nacionais foi Pindorama - A Verdadeira História dos Sete Anões, de Roberto Berliner, Leo Criverale e Lula Queiroga. O Prêmio do Público para Melhor Longa de Ficção brasileiro foi para Histórias de Trancoso, de Augusto Sevá. Produzido na comunidade baiana de Trancoso, o filme conta com atores amadores, moradores da localidade, e não era dos favoritos nesta categoria, já que, entre os nacionais em competição, estavam títulos já aclamados em outros festivais, como A Casa de Alice, de Chico Teixeira - aclamado em eventos internacionais, como de Miami (EUA), Toulouse (França) e Berlim (Alemanha) -, Mutum e Estômago, premiados como Melhor Filme - Júri Oficial e público, respectivamente - no último Festival do Rio.

    O documentário em média-metragem Cartas a uma Ditadura, de Inês de Medeiros, foi escolhido o melhor média pelos espectadores. A diretora é parte do júri oficial deste ano. O grupo - completo pelo cineasta japonês Hirokazu Kore-eda (que não pôde estar presente à cerimônia de encerramento), a brasileira Lúcia Murat (Maré, Nossa História de Amor), o senegalês Moussa Sene Absa (Teranga Blues) e diretor tunisiano Férid Boughédir (Verão em La Goulette) - escolheu O Banheiro do Papa como o Melhor Filme deste ano. Cesar Charlone, co-diretor do longa, recebeu o troféu Bandeira Paulista no palco do Memorial. Uruguaio radicado no Brasil, disse que "fazer um filme com co-produção com o Uruguai é a realização de um sonho para mim".

    Ao entregar o prêmio Humanidade ao cineasta Amos Gitai, Leon Cakoff, diretor da Mostra, fez um protesto em relação ao aumento dos encargos e burocracia no trânsito de bens culturais na alfândega brasileira, o que prejudica diretamente a Mostra na chegada de filmes exibidos na programação. "Queremos que isso melhore para garantirmos a satisfação do público da Mostra", completou.

    Após a entrega dos troféus, foi realizada a première latina do drama Onde os Fracos Não Têm Vez, novo filme dirigido pelos irmãos Cohen.

    Confira a lista completa dos vencedores da 31ª Mostra Internacional de Cinema:

    JÚRI
    Melhor Filme: O Banheiro do Papa (Brasil/ Uruguai/ França), de Enrique Fernández e Cesar Charlone
    Prêmio Especial: Truques (Polônia), de Andrzej Jakimowski
    Revelação: Postales de Leningrado (Venezuela), de Mariana Rondón
    Melhor Atriz: Carla Ribas (A Casa de Alice)
    Melhor Documentário: Transformaram Nosso Deserto em Fogo (Sudão/ Chade/ EUA), de Mark Brecke
    Melhor Curta-Metragem Estrangeiro: Em Construção (França), de Zhenchen Liu
    Melhor Curta-Metragem Brasileiro: O Crime da Atriz, de Elza Cataldo
    Menção Especial (Curta): O Pequeno Martin (França), de Violaine Bellet

    CRÍTICA: A Questão Humana (França), de Nicolas Klotz

    PÚBLICO
    Longa Estrangeiro de Ficção: Into The Wild (EUA), de Sean Penn; e Persépolis (França), de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud
    Documentário Estrangeiro: O Filme da Rainha (Argentina), de Sergio Mercúrio
    Longa Brasileiro de Ficção: Estórias de Trancoso, de Augusto Sevá
    Documentário Brasileiro: Pindorama - A Verdadeira História dos Sete Anões, de Roberto Berliner, Leo Crivelare e Lula Queiroga
    Média-Metragem: Cartas a uma Ditadura (Portugal/ França/ Bélgica), de Inês de Medeiros

    PRÊMIO DA JUVENTUDE: Postales de Leningrado (Venezuela), de Mariana Rondón

    PRÊMIO HUMANIDADE: Amos Gitai

    Veja especial sobre a 31ª Mostra Internacional de Cinema.