cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Mostra 2013: Conversa com JH expõe relação entre biógrafo e biografado

    Documentário traz reflexão sobre assunto no momento em que país discute a legalidade das biografias não-autorizadas
    Por Roberto Guerra
    21/10/2013
    Conversa com JH

    O espectador da Mostra interessado em se aprofundar sobre a polêmica das biografias no país não deve deixar de ver o documentário Conversa com JH, do jornalista Ernesto Rodrigues. O filme retrata os percalços que o autor passou para publicar o livro Jogo Duro – A história de João Havelange, que foi desautorizado pelo ex-presidente da FIFA quando estava pronto para ser publicado.

    A prévia autorização para biografias voltou a ser debatida nos país depois que a ex-mulher de Caetano Veloso, Paula Lavigne, fundou o grupo Procure Saber, do qual fazem parte os compositores Chico Buarque, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Caetano, e Erasmo Carlos. Eles defendem a autorização do biografado, o que é considerado por muitos como espécie de censura.

    Havelange chegou a assinar contrato permitindo a biografia. Rodrigues, então, passou a acompanhar a rotina de presidente de honra da Fifa e reconstruiu sua vida baseado em horas de entrevista com o todo-poderoso cartola e mais 170 fontes ao redor do mundo. Quando o texto final ficou pronto, em 2006, Havelange leu, não gostou e ameaçou o autor com um processo em caso de publicação.

    Para não perder o extenso trabalho de pesquisa, Rodrigues propôs ao biografado uma conversa para negociarem os vetos. Havelange concordou e combinou de reler os originais do livro na presença de Ernesto, página por página. Foram doze encontros de leitura conjunta, entre 19 de julho de 2006 e 13 de fevereiro de 2007, registrados por um gravador de voz digital.

    Tema controverso

    Os tensos embates entre autor e biografado são o norte do documentário, que traz ainda muitas das entrevistas gravadas em vídeo da época em que Rodrigues fazia as pesquisas para o livro. Entre os depoentes estão personalidades como Pelé, Franz Beckenbauer e Joseph Sepp Blatter, sucessor de Havelange no comando da FIFA.

    Em Conversa com JH o realizador propõe também uma reflexão sobre as limitações e dificuldades em se escrever a história de alguém ainda vivo. Para isso, convidou os jornalistas e amigos Geneton Moraes Neto, George Moura e Ricardo Pereira para ouvirem as discussões com Havelange e debaterem o controverso tema.

    Mesmo fazendo algumas concessões para ver seu livro publicado, Rodrigues não conseguiu a autorização de Havelange. Jogo Duro – A história de João Havelange foi publicado mesmo sem a anuência do biografado em 2007 pela editora Record. Havelange não cumpriu as ameaças de acionar a Justiça e embargar o livro.

    As opiniões a favor e contra a publicação de biografias são baseadas no Código Civil e na Constituição Federal. De um lado estão os que afirmam que não há na lei uma proibição clara de publicação de biografias sem autorização do biografado. Do outro, os que dizem que o código prevê essa figura, que vem sendo utilizada por artistas ou suas famílias para recolher obras. A palavra final será dada pelo Supremo, que marcou audiência pública sobre o tema para os dias 21 e 22 de novembro.

    A Mostra Internacional de Cinema de SP exibe Conversa com JH no dia 22, às 22h, no Cine Livraria Cultura; dia 23, às 14h, na sala BNDES da Cinemateca; e dia 28, às 18h15, na Matilha Cultural.