cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Mostra 2013: O Lobo Atrás da Porta tem primeira exibição concorrida em SP

    O Cineclick assistiu e conta detalhes do premiado longa brasileiro
    Por Roberto Guerra
    20/10/2013
    O Lobo Atrás da Porta

    Em cartaz na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, O Lobo Atrás da Porta marca a estreia do diretor Fernando Coimbra em longas-metragens. E que estreia! O longa teve sua primeira e concorrida exibição na noite deste sábado (19), no Espaço Itaú de Cinema do Shopping Frei Caneca, que contou com a presença do cineasta e parte da equipe do filme.

    A primeira coisa a se dizer sobre O Lobo Atrás da Porta é que Coimbra mostra pleno domínio da história que se propõe a contar. Melhor: não "enche linguiça". Seu filme é dinâmico e sem arestas a aparar, resultado de um roteiro (também de sua autoria) muito bem lapidado. Tudo se encaixa, há harmonia e o desenvolvimento do arco dramático é impecavelmente regular.

    Misto de drama, suspense e policial, o filme apresenta logo em seus primeiros minutos o conflito que serve de gancho para a trama: uma menina é sequestrada no subúrbio do Rio para desespero de seus pais, interpretados por Milhem Cortaz e Fabíula Nascimento.

    Não demora muito e aparece a principal suspeita (Leandra Leal). Diante do delegado que cuida do caso (Juliano Cazarré), os envolvidos vão expondo detalhes, segredos e versões que aos poucos vão montando o quebra-cabeça de uma história que envolve traição, sexo, violência e na qual, definitivamente, as aparências enganam.

    Não há em O Lobo Atrás da Porta, no entanto, artificialismos narrativos para segurar a atenção do espectador. As surpresas e reviravoltas surgem das atitudes e reações dos personagens, que são muito bem construídos, cheios da típica complexidade humana. Coimbra tampouco os julga; respeita todos eles, deixando o arbítrio ao público, o que é mais um entre os muitos acertos desse filme.

    Cinema é trabalho de grupo. O diretor e roteirista fez a parte dele com méritos e o ótimo elenco, por sua vez, deu vida e verdade ao que ele criou com habilidade insuspeita. A distinção vai para Leandra Leal, que interpreta a personagem mais difícil da trama. O talento da atriz é reconhecido faz tempo, mas é de impressionar a compreensão que ela tem do desenvolvimento dramático da protagonista. A câmera gosta dessa mulher e ela sabe o que fazer diante dela.

    A harmonia que marca a produção, que mencionei no início do texto, está também na trilha sonora incidental. Ela reforça o tom de mistério, de suspense, e antecipa que acontecimentos pesados nos esperam. Mas em nenhum momento é usada em exagero ou como muleta para induzir percepções e sentimentos no público. Está lá cumprindo apenas sua função de galvanizar a bem urdida trama do filme.

    O Lobo Atrás da Porta terá ainda duas outras sessões na Mostra: dia 28/10, às 15h45, no Espaço Itaú de Cinema; e dia 20/10, às 17h30, na Cinemateca. Sugerir que você não deve ver é redundante. Para quem perder a oportunidade ou àqueles que não moram em São Paulo, o filme estreia comercialmente no início de 2014.