cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    O Invasor é o grande vencedor em Recife

    Por Da Redação
    29/04/2002

    A 6ª edição do Festival de Cinema de Recife terminou no domingo e o grande vencedor foi O Invasor. O filme de Beto Brant levou sete prêmios do júri do Festival, entre eles o de Melhor Filme, Ator (Marco Ricca) e Atriz Coadjuvante (Mariana Ximenez).

    O Invasor já foi exibido na França e em Berlim e seria lançado em Israel. Dias depois de ser concluído, foi apresentado com exclusividade, em novembro de 2001, no Festival de Brasília, onde Beto Brant ficou com o prêmio de Melhor Diretor. No Festival de Sundance, o mais importante do cinema independente, foi escolhido como o Melhor Filme Latino-Americano.

    O gaúcho Netto Perde Sua Alma ficou em segundo lugar em número de prêmios em Recife, entre eles o de Melhor Roteiro, Direção de Arte e Ator Coadjuvante (Sismar Antunes). O prêmio de Melhor Atriz foi para Carolina Kasting por sua atuação em Sonhos Tropicais, que entrou em cartaz neste fim de semana no Rio de Janeiro e em São Paulo.

    O Festival de Cinema de Recife é considerado o mais popular entre os demais realizados no país devido à freqüência de público durante o festival.

    Confira os premiados:

    Ficção:

    Melhor Filme: O Invasor
    Melhor Direção: Beto Brant (O Invasor)
    Melhor Ator: Marco Ricca (O Invasor)
    Melhor Atriz: Carolina Kasting (Sonhos Tropicais)
    Melhor Ator Coadjuvante: Sismar Antunes (Netto Perde Sua Alma)
    Melhor Atriz Coadjuvante: Mariana Ximenez (O Invasor)
    Melhor Roteiro: Netto Perde Sua Alma
    Melhor Fotografia: O Invasor
    Melhor Montagem: O Invasor
    Melhor Trilha Sonora: Sabotage (O Invasor)
    Melhor Direção de Arte: Netto Perde Sua Alma
    Melhor Som: As Três Marias

    Documentário:

    Melhor Documentário: Onde a Terra Acaba
    Melhor Som: Onde a Terra Acaba
    Melhor Montagem: Onde a Terra Acaba
    Melhor Diretor: Andrucha Waddington (Viva São João)
    Melhor Trilha Sonora: Gilberto Gil (Viva São João).
    Melhor Roteiro: Rosemberg Cariri (Juazeiro - Nova Jerusalém)