cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Veja o que esperar da 45ª Mostra de Cinema de São Paulo

    Este ano, filmes serão exibidos de forma presencial, online e híbrida
    Por Flávio Pinto
    16/10/2021 - Atualizado há cerca de 2 meses

    Após uma edição essencialmente virtual, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo está de volta às salas de cinema. Mas sem deixar de lado as praticidades e "o novo normal" exigidos por conta da pandemia do novo coronavírus. 

    Por isso, em sua 45.ª edição, a Mostra SP, como é popularmente chamada, terá seu primeiro festival híbrido, com sessões realizadas de forma presenciais, online e em ambos os modelos. 

    O Cineclick conta aqui tudo o que você precisa saber da 45.ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que está marcada para acontecer entre os dias 21 de outubro a 3 de novembro.

    O que será exibido na 45.ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo?

    Este ano, a mostra terá uma mistura na exibição dos seus filmes. Com sessões presenciais, virtuais e híbridas, alguns longas-metragens tiveram sua divulgação anunciada previamente, como no caso de Annette (2021), filme estrelado por Adam Driver e Marion Cotillard, que ganhou o prêmio de melhor direção no Festival de Cannes deste ano, e Um Herói (2021), do iraniano Asghar Farhadi, que também venceu o prêmio de Grande Prêmio do Júri no evento francês. 

    Outros títulos também foram anunciados previamente, mas desta vez, pelo jornal Folha de S. Paulo, como Ahed’s Knee, de Nadav Lapid, o Noche de Fuego, de Tatiana HuezoMurina, da diretora Antoneta Alamat KusijanovicBergman Island, de Mia Hansen-Love Les Intranquilles, de Joachim Lafosse — que também tiveram exibição em Cannes. 

    Veja a lista completa de tudo que será exibido este ano na Mostra SP 2021:

    • 18 KHZ ( 18 KILOHERZ ) , de Farkhat Sharipov / CAZAQUISTÃO
    • 18½, de Dan Mirvish / EUA
    • 66 QUESTÕES DA LUA ( MOON, 66 QUESTIONS ) , de Jacqueline Lentzou / GRÉCIA, FRANÇA
    • 7 PRISIONEIROS, de Alexandre Moratto / BRASIL
    • A ARTE DA MEMÓRIA, de Rodrigo Areias / PORTUGAL, BRASIL
    • A CAIXA ( LA CAJA ) , de Lorenzo Vigas / EUA, MÉXICO
    • A CHIARA, de Jonas Carpignano / ITÁLIA, FRANÇA
    • A COLHEITA DO TRIGO ( MAIZISHULE ) , de Yu-qiang Tang / CHINA
    • A CRÔNICA FRANCESA ( THE FRENCH DISPATCH ) , de Wes Anderson / REINO UNIDO, FRANÇA, ALEMANHA
    • A FEBRE DE PETROV ( PETROVY V GRIPPE ) , de Kirill Serebrennikov / RÚSSIA, FRANÇA
    • A FELICIDADE DAS COISAS, de Thais Fujinaga / BRASIL
    • A FILHA ( LA HIJA ) , de Manuel Martín Cuenca / ESPANHA
    • A FLORESTA SILENCIOSA ( THE SILENT FOREST ) , de Ko Chen-nien / TAIWAN
    • A GAROTA E A ARANHA ( DAS MÄDCHEN UND DIE SPINNE ) , de Ramon Zurcher, Silvan Zurcher / SUÍÇA
    • A HISTÓRIA DA MINHA ESPOSA ( A FELESÉGEM TÖRTÉNETE ) , de Ildikó Enyedi / HUNGRIA, FRANÇA, ALEMANHA, ITÁLIA
    • A ILHA DE MORAES, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • A ILHA DOS AMORES, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • A LEI, de Amadeo Canônico / BRASIL
    • A MULHER QUE FUGIU ( DOMANGCHIN YEOJA ) , de Sang-soo Hong / CORÉIA DO SUL
    • A NOITE DO FOGO ( NOCHE DE FUEGO ) , de Tatiana Huezo / MÉXICO, ALEMANHA, BRASIL, CATAR
    • A NOVA GAROTA ( LA CHICA NUEVA ) , de Micaela Gonzalo / ARGENTINA
    • A PORTA AO LADO ( NEBENAN ) , de Daniel Brühl / ALEMANHA
    • A TAÇA PARTIDA ( LA TAZA ROTA ) , de Esteban Cabezas / CHILE
    • A TÁVOLA DE ROCHA, de Samuel Barbosa / PORTUGAL
    • A TERRA DE FRENTE, de Thiago Cóstackz / BRASIL
    • A VIAGEM DE PEDRO, de Laís Bodanzky / BRASIL, PORTUGAL
    • A VOZ HUMANA ( THE HUMAN VOICE ) , de Pedro Almodóvar / ESPANHA
    • ABSENCE, de Ali Mosaffa / REPÚBLICA TCHECA, ESLOVÁQUIA
    • AFTER BLUE (PARAÍSO IMUNDO) ( AFTER BLUE (PARADIS SALE) ) , de Bertrand Mandico / FRANÇA
    • AHED’S KNEE ( HA’BERECH ) , de Nadav Lapid / FRANÇA, ALEMANHA, ISRAEL
    • AILEY, de Jamila Wignot / EUA
    • ALTA DEMANDA: A VIDA E A OBRA DE DANI KARAVAN ( DANI KARAVAN ) , de Barak Heymann / ISRAEL, POLÔNIA
    • AMANHECER ( ZORA ) , de Dalibor Matanic / CROÁCIA, ITÁLIA
    • AMOR FATI, de Cláudia Varejão / PORTUGAL, SUÍÇA, FRANÇA
    • AMPARO, de Simón Mesa Soto / COLÔMBIA, SUÉCIA, CATAR
    • ANATOMIA, de Ola Jankowska / POLÔNIA, FRANÇA
    • ANNETTE, de Leos Carax / FRANÇA, EUA
    • ANTÍGONA 442 A.C., de Maurício Farias / BRASIL
    • AO CAIR DO SOL ( SUNDOWN ) , de Michel Franco / MÉXICO
    • AO ORIENTE ( AL ORIENTE ) , de José María Avilés / EQUADOR, ARGENTINA
    • APPLES ( MILA ) , de Christos Nikou / GRÉCIA, POLÔNIA, ESLOVÊNIA
    • ARMUGAN ( ARMUGÁN, EL ÚLTIMO ACABADOR ) , de Jo Sol / ESPANHA
    • ARQUIPÉLAGO ( ARCHIPEL ) , de Félix Dufour-Laperrière / CANADÁ
    • AS BRUXAS DO ORIENTE ( LES SORCIERES DE L’ORIENT ) , de Julien Faraut / FRANÇA
    • AS FACES DO MAO, de Dellani Lima, Lucas Barbi / BRASIL
    • AS SIAMESAS ( LAS SIAMESAS ) , de Paula Hernández / ARGENTINA
    • AS VERDADES, de José Eduardo Belmonte / BRASIL
    • ASSIM COMO NO CÉU ( DU SOM ER I HIMLEN ) , de Tea Lindeburg / DINAMARCA
    • ASSIM QUEIMAMOS ( WE BURN LIKE THIS ) , de Alana Waksman / EUA
    • AT THE END OF EVIN, de Mohammad Torab Beigi, Mehdi Torab Beigi / IRÃ
    • ATLÂNTIDA ( ATLANTIDE ) , de Yuri Ancarani / ITÁLIA, FRANÇA, EUA, CATAR
    • ATLAS, de Niccolò Castelli / SUÍÇA, BÉLGICA, ITÁLIA
    • ATO, de Bárbara Paz / BRASIL
    • AURORA, de Paz Fabrega / COSTA RICA, MÉXICO
    • AYAR, de Floyd Russ / EUA
    • AZOR, de Andreas Fontana / SUÍÇA, ARGENTINA, FRANÇA
    • BANTÚ MAMA, de Ivan Herrera / REPÚBLICA DOMINICANA
    • BERGMAN ISLAND, de Mia Hansen-Løve / FRANÇA, ALEMANHA, SUÉCIA
    • BI ABAN, de Mehrdad Koroushnia / IRÃ
    • BIABU CHUPEA: UM GRITO NO SILÊNCIO ( BIABU CHUPEA: UN GRITO EN EL SILENCIO ) , de Priscila Padilla / COLÔMBIA
    • BLOODY ORANGES ( ORANGES SANGUINES ) , de Jean-Christophe Meurisse / FRANÇA
    • BOA SENHORA ( MLUNGU WAM ) , de Jenna Cato Bass / ÁFRICA DO SUL
    • BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE, de Cesar Cabral / BRASIL
    • BRANCO PURO ( BEMBEYAZ ) , de Necip Çaghan Özdemir / TURQUIA
    • BRIGHTON 4TH, de Levan Koguashvili / GEÓRGIA, RÚSSIA, BULGÁRIA, MÔNACO, EUA
    • BRUNO REIDAL, CONFISSÕES DE UM ASSASSINO ( BRUNO REIDAL ) , de Vincent Le Port / FRANÇA
    • CAMILA SAIRÁ ESTA NOITE ( CAMILA SALDRÁ ESTA NOCHE ) , de Ines Barrionuevo / ARGENTINA
    • CAMINHO INCERTO ( CAMINO INCIERTO ) , de Pau-Pablo García Pérez de Lara / ESPANHA
    • CAPTAIN VOLKONOGOV ESCAPED ( KAPITAN VOLKONOGOV BEZHAL ) , de Natasha Merkulova, Aleksey Chupov / RÚSSIA, FRANÇA, ESTÔNIA
    • CAPTAINS OF ZAATARI, de Ali El Arabi / EGITO
    • CHARUTO DE MEL ( CIGARE AU MIEL ) , de Kamir Aïnouz / FRANÇA, ARGÉLIA
    • CLARA SOLA, de Nathalie Álvarez Mesén / SUÉCIA, COSTA RICA, BÉLGICA
    • COISAS VERDADEIRAS ( TRUE THINGS ) , de Harry Wootliff / REINO UNIDO
    • COLMEIA ( ZGJOI ) , de Blerta Basholli / KOSOVO, SUÍÇA, MACEDÔNIA DO NORTE, ALBÂNIA
    • COMPARTMENT NO. 6 ( HYTTI NRO 6 ) , de Juho Kuosmanen / FINLÂNDIA, ALEMANHA, ESTÔNIA, RÚSSIA
    • CONTATADO ( CONTACTADO ) , de Marité Ugás / PERU, BRASIL, VENEZUELA, NORUEGA
    • COW, de Andrea Arnold / REINO UNIDO
    • CURTAS JORNADAS NOITE ADENTRO, de Thiago B. Mendonça / BRASIL
    • DANÇARINO CUBANO ( CUBAN DANCER ) , de Roberto Salinas / ITÁLIA, CANADÁ, CHILE
    • DESERTO PARTICULAR, de Aly Muritiba / BRASIL
    • DESPEDIDA, de Luciana Mazeto, Vinícius Lopes / BRASIL
    • DIÁRIOS DE OTSOGA, de Miguel Gomes, Maureen Fazendeiro / PORTUGAL
    • DISTRITO TERMINAL ( MANTAGHEYE PAYANI ) , de Bardia Yadegari, Ehsan Mirhosseini / IRÃ, ALEMANHA
    • DO OUTRO LADO ( DEL OTRO LADO ) , de Ivan Guarnizo / COLÔMBIA, ESPANHA
    • DOMANDO O JARDIM ( MOTVINIEREBA ) , de Salomé Jashi / SUÍÇA, ALEMANHA, GEÓRGIA
    • ELES TRANSPORTAM A MORTE ( ELES TRANSPORTAN A MORTE ) , de Helena Girón, Samuel M. Delgado / ESPANHA, FRANÇA
    • ENCONTROS ( INTRODUCTION ) , de Hong SangSoo / CORÉIA DO SUL
    • ENTRE DOIS CREPÚSCULOS ( IKI SAFAK ARASINDA ) , de Selman Nacar / TURQUIA, FRANÇA, ROMÊNIA, ESPANHA
    • ERRANTES – UMA HISTÓRIA ROHINGYA ( ERRANCE SANS RETOUR ) , de Olivier Higgins, Mélanie Carrier / CANADÁ
    • ESPÍRITO SAGRADO ( ESPÍRITU SAGRADO ) , de Chema García Ibarra / ESPANHA, FRANÇA, TURQUIA
    • ESTRADA PARA O ÉDEN ( AKYRKY KOCH ) , de Bakyt Mukul, Dastan Zhapar Uulu / QUIRGUISTÃO
    • EU ERA UM HOMEM COMUM ( I WAS A SIMPLE MAN ) , de Christopher Makoto Yogi / EUA
    • EU QUERO FALAR SOBRE DURAS ( VOUS NE DÉSIREZ QUE MOI ) , de Claire Simon / FRANÇA
    • EU VEJO VOCÊ EM TODOS OS LUGARES ( RENGETEG – MINDENHOL LÁTLAK ) , de Bence Fliegauf / HUNGRIA
    • EVOLUTION, de Kornél Mundruczó / ALEMANHA, HUNGRIA
    • FANTASMAS ( HAYALETLER ) , de Azra Deniz Okyay / TURQUIA, FRANÇA, CATAR
    • FANTASMAS DE BERGMAN ( BERGMAN’S GHOSTS ) , de Gabe Klinger /
    • FATORES HUMANOS ( HUMAN FACTORS ) , de Ronny Trocker / ALEMANHA, ITÁLIA, DINAMARCA
    • FEATHERS, de Omar El Zohairy / FRANÇA, EGITO, HOLANDA, GRÉCIA
    • FÉDRO, de Marcelo Sebá / BRASIL
    • FILHO DAS MONARCAS ( HIJO DE MONARCAS ) , de Alexis Gambis / MÉXICO, EUA
    • FILME, O REGISTRO VIVO DE NOSSA MEMÓRIA ( FILM, THE LIVING RECORD OF OUR MEMORY ) , de Inés Toharia / ESPANHA, CANADÁ
    • FIM DA PRIMAVERA ( JOLSOBI ) , de Jaicheng Zxai Dohutia / ÍNDIA, ALEMANHA
    • FOGO NAS MONTANHAS ( FIRE IN THE MOUNTAINS ) , de Ajitpal Singh / ÍNDIA
    • FRANCE, de Bruno Dumont / FRANÇA, ALEMANHA, BÉLGICA, ITÁLIA
    • FREQUÊNCIAS MAGNÉTICAS ( LES MAGNÉTIQUES ) , de Vincent Maël / FRANÇA, ALEMANHA
    • FUTURA, de Pietro Marcello, Francesco Munzi, Alice Rohrwacher / ITÁLIA
    • GRAND CANCAN, de Mikhail Kosyrev-Nesterov / RÚSSIA
    • GREAT FREEDOM ( GROSSE FREIHEIT ) , de Sebastian Meise / ÁUSTRIA, ALEMANHA
    • HIGIENE SOCIAL ( HYGIÈNE SOCIALE ) , de Denis Côté / CANADÁ
    • HOLGUT, de Liesbeth de Ceulaer / BÉLGICA
    • I COMETE – UM VERÃO NA CÓRSEGA ( I COMETE – A CORSICAN SUMMER ) , de Pascal Tagnati / FRANÇA
    • ILHAS ( ISLANDS ) , de Martin Edralin / CANADÁ
    • IMACULADA ( IMACULAT ) , de Monica Stan, George Chiper-Lillemark / ROMÊNIA
    • IMPASSE ( ZASTOJ ) , de Vinko Möderndorfer / ESLOVÊNIA, SÉRVIA, MACEDÔNIA DO NORTE
    • INTREGALDE ( ÎNTREGALDE ) , de Radu Muntean / ROMÊNIA
    • IRMANDADE ( SESTRA ) , de Dina Duma / MACEDÕNIA DO NORTE, KOSOVO, MONTENEGRO
    • JÁ QUE NINGUÉM ME TIRA PRA DANÇAR, de Ana Maria Magalhães / BRASIL
    • JANE POR CHARLOTTE ( JANE PAR CHARLOTTE ) , de Charlotte Gainsbourg / FRANÇA
    • LA TRAVIATA, MEUS IRMÃOS E EU ( MES FRÈRES, ET MOI ) , de Yohan Manca / FRANÇA
    • LAMB ( DYRIO ) , de Valdimar Jóhannsson / ISLÂNDIA, SUÉCIA, POLÔNIA
    • LET IT BE MORNING ( VAYEHI BOKER ) , de Eran Kolirin / ISRAEL, FRANÇA
    • LIDANDO COM A MORTE ( DOOD IN DE BIJLMER ) , de Paul Sin Nam Rigter / HOLANDA
    • LINGUI, de Mahamat-Saleh Haroun / CHADE, FRANÇA, BÉLGICA, ALEMANHA
    • LISTEN, de Ana Rocha de Sousa / REINO UNIDO, PORTUGAL
    • LUA AZUL ( CRAI NOU ) , de Alina Grigore / ROMÊNIA
    • LUTA POR VINGANÇA ( THE FLOOD ) , de Victoria Wharfe McIntyre / AUSTRÁLIA
    • LUZ NATURAL ( TERMÉSZETES FÉNY ) , de Dénes Nagy / HUNGRIA, LETÔNIA, FRANÇA, ALEMANHA
    • LUZZU, de Alex Camilleri / MALTA
    • MÁ SORTE NO SEXO OU PORNÔ AMADOR ( BABARDEALA CU BUCLUC SAU PORNO BALAMUC ) , de Radu Jude / ROMÊNIA, LUXEMBURGO, REPÚBLICA TCHECA, CROÁCIA
    • MADALENA, de Madiano Marcheti / BRASIL
    • MADEIRA E ÁGUA ( WOOD AND WATER ) , de Jonas Bak / ALEMANHA, FRANÇA
    • MAIOR QUE O MUNDO, de Beto Marquez / BRASIL
    • MAJORITY ( BI HAMEH-CHIZ ) , de Mohsen Gharaie / IRÃ
    • MAR INFINITO, de Carlos Amaral / PORTUGAL
    • MARES DO DESTERRO, de Sandra Alves / BRASIL
    • MARINHEIRO DAS MONTANHAS, de Karim Aïnouz / BRASIL
    • MARX CAN WAIT ( MARX PUÒ ASPETTARE ) , de Marco Bellocchio / ITÁLIA
    • MÁSCARA DE AÇO CONTRA ABISMO AZUL, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • MATEÍNA, de Joaquín Peñagaricano, Pablo Abdala / URUGUAI, BRASIL
    • MEDO ( STRAH ) , de Ivaylo Hristov / BULGÁRIA
    • MEDUSA, de Anita Rocha da Silveira / BRASIL
    • MEMÓRIA SUFOCADA, de Gabriel Di Giacomo / BRASIL
    • MEMORIA, de Apichatpong Weerasethakul / COLÔMBIA, TAILÂNDIA, REINO UNIDO, MÉXICO, FRANÇA
    • MEU FILHO ( MEIN SOHN ) , de Lena Stahl / ALEMANHA
    • MEU TIO JOSÉ, de Ducca Rios / BRASIL
    • MEUS IRMÃOS SONHAM ACORDADOS ( MIS HERMANOS SUEÑAN DESPIERTOS ) , de Claudia Huaiquimilla / CHILE
    • MICKEY NA ESTRADA ( MICKEY ON THE ROAD ) , de Mian Mian LU / TAIWAN
    • MINHA NOITE ( MA NUIT ) , de Antoinette Boulat / FRANÇA
    • MOMENTUM, de Edwin Charmillot / SUÍÇA
    • MOTHERING SUNDAY, de Eva Husson / REINO UNIDO
    • MUDAR DE VIDA, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • MULHERES CHORAM ( WOMEN DO CRY ) , de Mina Mileva, Vesela Kazakova / BULGÁRIA, FRANÇA
    • MUNDO NOVO, de Álvaro Campos / BRASIL
    • MURINA, de Antoneta Alamat Kusijanovic / CROÁCIA, BRASIL, EUA, ESLOVÊNIA
    • NINGUÉM AO NORTE ( NO ONE IN THE NORTH ) , de Zebin Zhang / CHINA
    • NO CHOICE ( MAJBOORIM ) , de Reza Dormishian / IRÃ
    • NO LIMITE DO DESTINO ( HIGAN NO FUTARI ) , de Yusuke Kitaguchi / JAPÃO
    • NO PAÍS DE ALICE, de Rui Simões / PORTUGAL
    • NO TÁXI DO JACK, de Susana Nobre / PORTUGAL
    • NOITE PASSADA EM SOHO ( LAST NIGHT IN SOHO ) , de Edgar Wright / REINO UNIDO
    • NOSTROMO, de Fisnik Maxville / SUÍÇA
    • NOVE DIAS ( NINE DAYS ) , de Edson Oda / EUA
    • O ATLAS DOS PÁSSAROS ( ATLAS PTÁKU ) , de Olmo Omerzu / REPÚBLICA TCHECA
    • O CÃO QUE NÃO SE CALA ( EL PERRO QUE NO CALLA ) , de Ana Katz / ARGENTINA
    • O CIRCO VOLTOU, de Paulo Caldas / BRASIL
    • O COMPROMISSO DE HASAN ( BAGLILIK HASAN ) , de Semih Kaplanoglu / TURQUIA
    • O CONTO DO CARANGUEJO REI ( RE GRANCHIO ) , de Alessio Rigo de Righi, Matteo Zoppis / ITÁLIA, FRANÇA, ARGENTINA
    • O GRAVADOR DE HARUHARA-SAN ( HARUHARASAN NO UTA ) , de Kyoshi Sugita / JAPÃO
    • O GRITO DAS LEOAS ( LUANESHAT E KODRËS ) , de Luàna Bajrami / KOSOVO, FRANÇA
    • O JOVEM CAÇADOR DE BALEIAS ( KITOBOY ) , de Philipp Yuryev / RÚSSIA, POLÔNIA, BÉLGICA
    • O LEOPARDO DAS NEVES ( LA PANTHÈRE DES NEIGES ) , de Marie Amiguet / FRANÇA
    • O MAR À FRENTE ( THE SEA AHEAD ) , de Ely Dagher / FRANÇA, LÍBANO, BÉLGICA
    • O MELHOR LUGAR DO MUNDO, de Caco Ciocler  / BRASIL
    • O OUTRO LADO DO RIO ( THE OTHER SIDE OF THE RIVER ) , de Antonia Kilian / ALEMANHA, FINLÂNDIA
    • O OUTRO TOM ( EL OTRO TOM ) , de Rodrigo Plá, Laura Santullo / MÉXICO, EUA
    • O PAI DA RITA, de Joel Zito Araújo / BRASIL
    • O PERFEITO DAVID ( EL PERFECTO DAVID ) , de Felipe Gómez Aparicio / ARGENTINA, URUGUAI
    • O PLANETA ( EL PLANETA ) , de Amalia Ulman / ESPANHA
    • O REI DA NOITE, de Hector Babenco / BRASIL
    • O RIO DO OURO, de Paulo Rocha / PORTUGAL, FRANÇA, BRASIL
    • O RUÍDO DOS MOTORES ( LE BRUIT DES MOTEURS ) , de Philippe Gregoire / CANADÁ
    • O SAL EM NOSSAS ÁGUAS ( NONAJOLER KABBO ) , de Rezwan Shahriar Sumit / BANGLADESH, FRANÇA
    • OLGA, de Elie Grappe / SUÍÇA, UCRÂNIA, FRANÇA
    • ONODA, 10 000 NIGHTS IN THE JUNGLE ( ONODA, 10 000 NUITS DANS LA JUNGLE ) , de Arthur Harari / FRANÇA, JAPÃO, ALEMANHA, BÉLGICA, ITÁLIA, CAMBOJA
    • OS CÃES NÃO DORMIRAM ONTEM À NOITE ( SAG-HA DISHAB NA-KHABIDAND ) , de Ramin Rasouli / AFEGANISTÃO, IRÃ
    • OS DONOS DA CASA, de Carla Dauden / BRASIL
    • OS INTRANQUILOS ( LES INTRANQUILLES ) , de Joachim Lafosse / BÉLGICA, LUXEMBURGO, FRANÇA
    • OS INVENTADOS ( LOS INVENTADOS ) , de Leo Basilico, Nicolás Longinotti, Pablo Rodríguez Pandolfi / ARGENTINA
    • OS ÚLTIMOS ( VIIMEISET ) , de Veiko Õunpuu / FINLÂNDIA, ESTÔNIA
    • OS VERDES ANOS, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • OUR MEN ( MON LÉGIONNAIRE ) , de Rachel Lang / BÉLGICA, FRANÇA
    • PARASITA PB ( GISAENGCHUNG ) , de Bong Joon Ho / CORÉIA DO SUL
    • PEDRA DA NOITE ( PIEDRA NOCHE ) , de Iván Fund / ARGENTINA, CHILE, ESPANHA
    • PEDREGULHOS ( KOOZHANGAL ) , de P.S. Vinothraj / ÍNDIA
    • PEGANDO A ESTRADA ( JADDEH KHAKI ) , de Panah Panahi / IRÃ
    • PENSAMENTOS SECUNDÁRIOS ( ICH ICH ICH ) , de Zora Rux / ALEMANHA
    • PEQUENA PALESTINA, DIÁRIO DE UM CERCO ( YARMOUK, JOURNAL D’UN ASSIÉGÉ ) , de Abdallah Al-Khatib / LÍBANO, FRANÇA, CATAR
    • POR UM PUNHADO DE FRITAS ( POULET FRITES ) , de Jean Libon, Yves Hinant / FRANÇA, BÉLGICA
    • POROPOPÓ, de Luís Igreja / BRASIL
    • PRIMEIRO ENCONTRO ( FIRST DATE ) , de Manuel Crosby, Darren Knapp / EUA
    • PRISÃO DOMICILIAR ( HOUSE ARREST ) , de Aleksey Guerman Jr. / RÚSSIA
    • PROCURANDO POR VENERA ( NË KËRKIM TË VENERËS ) , de Norika Sefa / KOSOVO, MACEDÔNIA DO NORTE
    • QUANDO UMA FAZENDA SE INCENDEIA ( WHEN A FARM GOES AFLAME ) , de Jide Tom Akinleminu / ALEMANHA
    • QUARENTENA ( MOLODI ) , de Alexander Seliverstov / RÚSSIA
    • RADIOGRAFIA DE UMA FAMÍLIA ( RADIOGRAPH OF A FAMILY ) , de Firouzeh Khosrovani  / NORUEGA, IRÃ, SUÍÇA
    • REFLEXÃO ( VIDBLYSK ) , de Valentyn Vasyanovych / UCRÂNIA
    • REGINA, de Alessandro Grande / ITÁLIA
    • REGRESSO A REIMS (FRAGMENTOS) ( RETOUR À REIMS (FRAGMENTS) ) , de Jean-Gabriel Périot / FRANÇA
    • ROARING 20’S ( ANNÉES 20 ) , de Elisabeth Vogler / FRANÇA
    • RODA DO DESTINO ( GÛZEN TO SÔZÔ ) , de Ryusuke Hamaguchi / JAPÃO
    • SABEDORIA DAS RUAS ( GAEY WA’R ) , de Na Jiazuo / CHINA
    • SALAMANDRA, de Alex Carvalho / BRASIL, FRANÇA, ALEMANHA
    • SALOUM, de Jean Luc Herbulot / SENEGAL, FRANÇA
    • SANGUESSUGAS – UMA COMÉDIA MARXISTA SOBRE VAMPIROS ( BLUTSAUGER ) , de Julian Radlmaier / ALEMANHA
    • SANREMO, de Miroslav Mandic / ESLOVÊNIA, ITÁLIA
    • SANS SOLEIL, de Banu Akseki / BÉLGICA, HOLANDA
    • SARS-COV-2 / O TEMPO DA PANDEMIA, de Eduardo Escorel, Lauro Escorel / BRASIL
    • SE EU FOSSE LADRÃO… ROUBAVA, de Paulo Rocha / PORTUGAL
    • SEM DEIXAR RASTROS ( ZEBY NIE BYLO SLADÓW ) , de Jan P. Matuszynski / POLÔNIA, FRANÇA, REPÚBLICA TCHECA
    • SEXPLICAÇÃO ( A SEXPLANATION ) , de Alex Liu / EUA
    • SIMON CHAMA, de Marta Sousa Ribeiro / PORTUGAL
    • SOL, de Lô Politi / BRASIL
    • SOUAD, de Ayten Amin / EGITO, TUNÍSIA, ALEMANHA
    • SR. BACHMANN E SEUS ALUNOS ( MR BACHMANN AND HIS CLASS ) , de Maria Speth / ALEMANHA
    • STILLWATER, de Tom McCarthy / EUA
    • SUMMER OF SOUL (…OU, QUANDO A REVOLUÇÃO NÃO PODE SER TELEVISIONADA) ( SUMMER OF SOUL (…OR, WHEN THE REVOLUTION COULD NOT BE TELEVISED) ) , de Ahmir Questlove Thompson / EUA
    • SUPERIOR, de Erin Vassilopoulos / EUA
    • TARSILINHA, de Celia Catunda, Kiko Mistrorigo / BRASIL
    • TEMPO RUY, de Adilson Mendes  / BRASIL
    • TERRA DISTANTE ( UZAK ÜLKE ) , de Erkan Yazici / TURQUIA
    • TERRA ESTRANGEIRA, de Daniela Thomas, Walter Salles / BRASIL
    • TERRA SILENCIOSA ( CICHA ZIEMIA ) , de Aga Woszczynska / POLÔNIA, ITÁLIA, REPÚBLICA TCHECA
    • THE BLIND MAN WHO DID NOT WANT TO SEE TITANIC ( SOKEA MIES, JOKA EI HALUNNUT NÄHDÄ TITANICIA ) , de Teemu Nikki / FINLÂNDIA
    • THE MOST BEAUTIFUL BOY IN THE WORLD, de Kristina Lindström, Kristian Petri / SUÉCIA
    • THE NIGHT ( LIANG YE BU NENG LIU ) , de Tsai Ming-liang / TAIWAN
    • TITANE, de Julia Ducournau / FRANÇA
    • TOVE, de Zaida Bergroth / FINLÂNDIA, SUÉCIA
    • TRANSVERSAIS, de Émerson Maranhão / BRASIL
    • TRÊS IRMÃOS ( BRATRSTVO ) , de Francesco Montagner / REPÚBLICA TCHECA, ITÁLIA
    • TRUMAN & TENNESSEE: UMA CONVERSA ÍNTIMA ( TRUMAN & TENNESSEE: AN INTIMATE CONVERSATION ) , de Lisa Immordino Vreeland / EUA
    • UM EQUILÍBRIO ( YUKO NO TENBIN ) , de Yujiro Harumoto / JAPÃO
    • UM FORTE CLARÃO ( DESTELLO BRAVÍO ) , de Ainhoa Rodríguez / ESPANHA
    • UM HERÓI ( GHAHREMAN ) , de Asghar Farhadi / IRÃ, FRANÇA
    • UM RIO CORRE, VIRA, APAGA, TRANSFORMA ( A RIVER RUNS, TURNS, ERASES, REPLACES ) , de Shengze Zhu / EUA
    • UMA NOVA VELHA PEÇA ( JIAO MA TANG HUI ) , de Qiu Jiongjiong / HONG KONG, FRANÇA
    • UNCLENCHING THE FISTS, de Kira Kovalenko / RÚSSIA
    • URUBUS, de Claudio Borrelli / BRASIL
    • VENGEANCE IS MINE, ALL OTHERS PAY CASH ( SEPERTI DENDAM, RINDU HARUS DIBAYAR TUNTAS ) , de Edwin / INDONÉSIA, SINGAPURA
    • VENICE BEACH, CA., de Marion Naccache / FRANÇA, BRASIL
    • VERA SONHA COM O MAR ( VERA ANDRRON DETIN ) , de Kaltrina Krasniqi / KOSOVO, MACEDÔNIA DO NORTE, ALBÂNIA
    • VISÕES DO IMPÉRIO, de Joana Pontes / PORTUGAL
    • VOCÊ, EU E LÊNIN ( SEN BEN LENIN ) , de Tufan TAstan / TURQUIA
    • WHAT DO WE SEE WHEN WE LOOK AT THE SKY? ( RAS VKHEDAVT, RODESAC CAS VUKUREBT? ) , de Alexandre Koberidze / ALEMANHA, GEÓRGIA
    • WHEN THE POMEGRANATES HOWL ( VAGHT-E CHIGH-E ANAR ) , de Granaz Moussavi / AUSTRÁLIA, AFEGANISTÃO
    • WHO WE ARE – A CHRONICLE OF RACISM IN AMERICA, de Emily Kunstler, Sarah Kunstler / EUA
    • WHO WE WERE ( WER WIR WAREN ) , de Marc Bauder / ALEMANHA
    • YOU RESEMBLE ME ( TU ME RESSEMBLES ) , de Dina Amer / EGITO, FRANÇA, EUA
    • YUNI, de Kamila Andini / INDONÉSIA, SINGAPURA, FRANÇA, AUSTRÁLIA
    • ZAHORÍ, de Marí Alessandrini / SUÍÇA, ARGENTINA, CHILE, FRANÇA
    • ZALAVA, de Arsalan Amiri / IRÃ
    • ZERE ( 3EPE ) , de Dauren Kamshibayev  / CAZAQUISTÃO
    • ZIRALDO – ERA UMA VEZ UM MENINO, de Fabrizia Pinto / BRASIL
    • ZIRALDO – UMA OBRA QUE PEDE SOCORRO, de Guga Dannemann / BRASIL
    Annette, vencedor de Cannes e com os figuraças Adam Driver e Marion Cotillard, será exibido presencialmente na Mostra SP 2021Divulgação (MUBI)

    Noite de abertura única

    Outra novidade para a Mostra 2021 é uma noite de abertura especial. 

    Diferente de outras edições, neste anos, ao invés de um grande filme para abrir a programação, teremos nove filmes e outros três curtas-metragens exibidos no dia 20 de outubro em sessões simultâneas em dez salas de cinema de São Paulo. 

    As exibições dos filmes serão antecedidas pela projeção virtual da cerimônia de inauguração, com apresentação de Renata de Almeida e Serginho Groissman, além da participação de autoridades e patrocinadores. 

    Veja o que será exibido na estreia do dia 20 de outubro:

    • Cine Marquise (sala 1): Noite Passada em Soho (Last Night in Soho), de Edgar Wright;
    • Cinesesc: Bergman Island, de Mia Hansen-Love;
    • Cinesala: Compartment nº 6, de Juho Kuosmanen;
    • Espaço Itaú – Augusta (sala 3): programa de curtas com A Voz Humana (The Human Voice), de Pedro Almodovar, A Noite (The Night), de Tsai Ming Liang e Ato, de Bárbara Paz, com presença da diretora;
    • Espaço Itaú – Frei Caneca (sala 1): A Crônica Francesa (The French Dispach), de Wes Anderson;
    • Espaço Itaú – Frei Caneca (sala 2): Um Herói (A Hero), de Asghar Farhadi;
    • Espaço Itaú – Frei Caneca (sala 3):  A Caixa (La Caja), de Lorenzo Vigas;
    • Petra Belas Artes (sala Leon Cakoff): Roda do Destino (Wheel of Fortune and Fantasy), de Ryusuke Hamaguchi;
    • Reserva Cultural (sala 1): Má Sorte ou Pornô Amador (Bad Luck Banging or Loony Porn), de Radu Jude;
    • Centro Cultural São Paulo (sala Paulo Emílio): Lua Azul (Blue Moon), de Alina Grigore.

    Todas as sessões serão iniciadas às 20h. 

    Anya Taylor-Joy e Matt Smith estrelam o fantástico Last Night in SohoDivulgação (Revista Empire)

    Mostra Play e Itaú Cultural Play

    Mostra Play, plataforma de exibição online da Mostra SP 2021, vai oferecer três tipos de pacotes exclusivos — que não são válidos para nenhuma exibição presencial. 

    Para adquiri-lo, basta entrar em contato por e-mail (pacote_mostraplay@mostra.org) e realizar o pagamento via transferência bancária: 5 ingressos (R$ 57,00), 10 ingressos (R$ 105,00) ou 15 ingressos (R$ 150,00).

    Lembrando que a programação da Mostra Play e das salas é diferente. Nem todos os filmes que estão disponíveis nas salas podem ser vistos também virtualmente. 

    O ingresso individual para cada título da Mostra Play estará disponível a partir do domingo, 17 de outubro, custa R$ 12,00 e pode ser comprado diariamente no site. Após a compra, os filmes ficam disponíveis por 72 horas e, após dar o play inicial, por 24 horas.

    Já entre os dias 25 de outubro e 2 de novembro, o Itaú Cultural Play exibirá gratuitamente sete títulos — um por dia, sempre às 19h — que ficarão disponíveis por quatro horas. Veja as produções e seus dias:

    25 de outubro, segunda-feira

    • Antígona 442 a.C., de Maurício Farias (Brasil);

    26 de outubro, terça-feira

    • O Melhor Lugar do Mundo é Agora, de Caco Ciocler (Brasil);

    27 de outubro, quarta-feira

    • Meu Tio José, de Ducca Rios (Brasil);

    28 de outubro, quinta-feira

    • O Circo Voltou, de Paulo Caldas (Brasil);

    29 de outubro, sexta-feira

    • Memória Sufocada, de Gabriel Di Giacomo (Brasil);

    30 de outubro, sábado

    • Tarsilinha, de Celia Catunda, Kiko Mistrorigo (Brasil);

    2 de novembro, terça-feira

    • SARS-CoV-2 – O Tempo da Pandemia, de Eduardo Escorel, Lauro Escorel (Brasil).

    Como adquirir os ingressos da Mostra?

    Você pode adquirir os ingressos da Mostra pelo site do festival ou pelo aplicativo gratuito da 45ª Mostra Internacional de São Paulo. Pelo app, o espectador poderá comprar pacotes de ingressos para as sessões presenciais.

    Em 2021, foram disponibilizados as seguintes opções de pacote: de 30 ingressos, por R$ 340, e de 20 ingressos, por R$ 250. Posteriormente, esses ingressos serão trocados por filmes em cartaz nas salas de cinema.

    Existem também as credenciais: Permanente Especial (R$ 150), para sessões de segunda a sexta até as 17h55; e a Permanente Especial Folha (127,50), com 15% de desconto para o titular da assinatura para aproveitar sessões de segunda a sexta as 17h55 — as duas opções não contemplam finais de semana nem sessões noturnas.

    Já os ingressos avulsos custam R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia-entrada), às segundas, terças, quartas e quintas, e R$ 30 (inteira) e R$ 15 meia-entrada, às sextas, aos sábados e domingos.

    Até o dia 21 de outubro, primeiro dia desta edição do festival, o app vai ganhando mais funcionalidades, reunindo toda a programação do evento e notícias. Também por meio do app será possível fazer reserva de ingressos para credenciados e comprar ingressos individuais.

    Vinheta da 45.ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

    Para mais detalhes sobre a exibição de filmes, preços, atrações ou demais informações sobre a Mostra SP 2021, visite o site oficial do evento.

    Leia também