cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Na HBO Max, 'It's a Sin' é minissérie dolorosa, mas totalmente necessária

    Em cinco episódios, a atração aborda o início da pandemia da AIDS no Reino Unido
    Por Thamires Viana
    22/07/2021 - Atualizado há 3 meses

    Passeando pelo catálogo da HBO Max, serviço de streaming da marca que chegou com uma nova roupagem ao Brasil, a capa de It's a Sin me chamou a atenção logo de cara. Britânica, com um grupo de amigos como centro da trama e poucos episódios, era a opção ideal para maratonar em um domingo.

    Mas não se deixe levar pela capa colorida e pelas musicas animadas que embalam a trilha sonora. A minissérie criada por Russell T. Davies não é uma simples comédia britânica de humor ácido. É um drama emocionante e doloroso que nos leva às mais variadas reflexões ao longo de cinco episódios.

    Cena de It's a SinReprodução

    A trama é ambientada entre os anos 80 e 90 no Reino Unido, quando a pandemia do HIV/AIDS passou a assolar a população e a falta de informação sobre a doença dificultava ainda mais a busca por um tratamento adequado. 

    Nela, um grupo de amigos - Ritchie (Olly Alexander), Clive (Shaun Dooley), Ash (Nathaniel Curtis), Roscoe (Omari Douglas), Colin (Callum Scott Howells) e Jill (Lydia West) - compartilha seus sonhos e planos em Londres até a chegada do vírus que viria a mudar completamente suas vidas.

    Por que assistir?

    It's a Sin, de cara, me lembrou da série Pose, sucesso criado por Ryan Murphy que se tornou referência na temática. Enquanto esta ambienta sua trama em Nova York acompanhando, principalmente, mulheres trans, a atração britânica traz como foco jovens gays que sofreram com o avanço da contaminação.

    A ideia central de It's a Sin é mostrar como o preconceito em torno da doença e da homossexualidade impossibilitou, na época, o avanço das pesquisas sobre a contaminação e também de que muitas vidas fossem salvas pela medicina. Embora dolorosa, a abordagem é necessária não só para conscientizar o público, mas também para criar reflexões em torno do assunto ainda considerado um tabu nos dias atuais. Dessa forma, a atração serve para quebrar de vez o estereótipo de que o HIV está atrelado apenas às pessoas homossexuais. 

    Mesmo usando o drama a seu favor, It's a Sin também traz momentos descontraídos entre os amigos que nos divertem em cenas poderosas de encontros, diversões e realizações pessoais. E por falar nisso, a série conta com personagens espirituosos, que criam identificação e carisma imediato com o público, deixando uma saudade gostosa no final.

    Em apenas cinco episódios, Peter Hoar traz uma direção consistente, aprofundando com eficácia todos os personagens envolvidos na trama e garantindo que a história seja contada sob diferentes olhares. 

    Cena de It's a SinReprodução

    Bônus

    Se você curte apreciar a trilha sonora das produções que assiste, It's a Sin é um prato cheio para isso. Esse retorno às décadas de 80 e 90 garante nostalgia através de hits do Queen, R.E.M, Joy Division, entre outros. 

    Gosta de se inspirar nos figurinos também? Então aproveite, já que muitos modelitos comuns às décadas também dão as caras nos armários desses amigos, incluindo jaquetas coloridas, jeans cintura alta, brilhos e acessórios.

    Produção

    It's a Sin traz a participação especial de Neil Patrick Harris, ator de How I Met Your Mother e Desventuras em Série, como Henry Coltrane. O elenco também conta com Stephen Fry, Neil Ashton, Toto Bruin e David Carlyle.

    Com 5 episódios de 49 minutos, a atração está disponível no catálogo da HBO Max

    Trailer oficial

    Veja também: