Opinião: Por que o salário das mulheres ainda é menor em Hollywood?

Muitas atrizes têm se posicionado sobre a desigualdade salarial na industria cinematográfica

31/01/2018 18h27 (Atualizado em 29/09/2020 17h21)

Por Thamires Viana

Em janeiro de 2018, uma notícia deu o que falar na internet. O assunto girava em torno da diferença de salários que os atores Michelle Williams e Mark Wahlberg receberam para regravar as cenas do filme Todo O Dinheiro Do Mundo, longa dirigido por Ridley Scott naquele ano. 

Com a saída de Kevin Spacey da produção, o diretor correu para substituir o ator e convocou todo o elenco para trabalhar nas novas cenas. E assim um novo absurdo teve a chance de acontecer!

Williams, uma das atrizes mais populares e talentosas de Hollywood, recebeu menos de 1% do salário do que Wahlberg. De acordo com uma apuração feita pelo USA Today, o valor recebido por ela foi de US$ 1 mil, cerca de US$ 80 dólares por dia, enquanto o ator embolsou US$ 1,5 milhão pelo trabalho de refilmagens que aconteceu durante o feriado de Ação de Graças nos EUA.

Não é a primeira polêmica envolvendo atrizes que recebem menos por trabalhos igualmente feitos nos cinemas. Natalie Portman protagonizou a comédia romântica Sexo Sem Compromisso, em 2011, e depois de alguns anos não hesitou ao falar sobre o assunto após ser veiculado que ela recebeu uma quantia três vezes menor do que seu par no longa, o ator Ashton Kutcher.

"Acho que não fiquei tão chateada quanto deveria. Tudo bem, nós somos bem pagos, é difícil de reclamar... Mas não tem como negar que a disparidade é louca", disse ela em entrevista à revista Marie Claire, em 2017.

Portman também fala sobre a falta de oportunidade que as mulheres têm, não somente na indústria cinematográfica, mas em diversas outras profissões. "Eu não acho que mulheres e homens são mais ou menos capazes, temos apenas uma questão clara com as mulheres que é a falta de oportunidades", revelou.

Sem papas na língua, a queridíssima Jennifer Lawrence foi outra que se posicionou de maneira aberta sobre o assunto. Dois anos após gravar A Trapaça, filme de 2013, ela escreveu uma carta aberta intitulada "Why Do I Make Less Than My Male Co Stars?", em tradução livre, algo como "Por Que Ganho Menos que o meu Ator Coadjunvante?" no site da também atriz Lena Dunham (Girls).

No texto ela afirma ter ficado revoltada ao descobrir que seus colegas de elenco Bradley Cooper e Christian Bale receberam cerca de 9% de lucro no filme, enquanto ela recebeu 7%. "Quando vi o e-mail da Sony e descobri o quão menos eu estava recebendo do que os sortudos com pênis, eu não fiquei brava com a Sony, fiquei com raiva de mim mesma. Eu falhei como negociadora. Eu não queria continuar lutando por milhões de dólares que, francamente, devido a duas franquias (Jogos Vorazes e X-Men), não preciso", desabafou.

O absurdo não para aí! Emma Stone interpretou um dos melhores papéis de sua carreira em La La Land - Cantando As Estações e faturou US$ 26 milhões. O longa foi um sucesso arrebatador e chegou a ser indicado como Melhor Filme no Oscar de 2017. Extremamente elogiada e vencedora do Oscar de Melhor Atriz pelo musical, a moça recebeu três milhões a menos que o colega de elenco, Ryan Gosling, que ganhou US$ 29 milhões.

Em uma matéria de 2017 do jornal britânico The Telegraph, a atriz aparece com o salário abaixo de atores como Mark Wahlberg, Adam Sandler e Jackie Chan e de estrelas de Bollywood (indústria de cinema indiana) como o ator Shah Rukh Khan.

Confira o gráfico com 14 atores que ganharam mais do que as atrizes mais bem pagas. Dados estimados no período de junho de 2016 e junho de 2017:

Gráfico - Matéria Desigualdade de salários

É frustrante para uma mulher, lembrando que uma vos escreve aqui, ver que a desigualdade vai desde salários recebidos até as oportunidades no mercado de trabalho. De acordo com dados da ONU em 2016, as mulheres recebem, em média, cerca de US$ 0,79 centavos para cada US$ 1 dólar recebido por um homem. 

Independente do nível de qualificação apresentado e tendo em vista que as mulheres já ocupam cargos anteriormente dedicados somente aos homens, ainda se fala sobre a desconfiança que gira em torno da capacidade feminina de se dedicar a um emprego. Fatores como o cuidado com a família, gravidez, criação dos filhos, licença maternidade e tarefas domésticas ainda são vistos somente como obrigação das mulheres, o que já é ultrapassado se lembrar dos avanços femininos nas últimas décadas.

E vamos combinar que toda essa balela de incapacidade feminina é um reflexo da sociedade machista na qual vivemos? 

Veja também:

Os salários mais altos recebidos pelos atores em Hollywood

Você sabia que astros também faturam muito fora das telas?

Chadwick Boseman reduziu próprio salário para equiparar ao de Sienna Miller


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus