cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    OSCAR 2008: Este é o ano dos roteiristas

    Por Da Redação
    24/01/2008

    Calma, não vamos falar mais uma vez da greve dos roteiristas que quase destruiu a festa do Oscar, mas sim dos candidatos ao prêmio.

    Com a lista de indicados à mão, você deve estar se perguntando: Onde estão aqueles grandes nomes entre os indicados de Melhor Direção? Pois saiba que os grandes nomes ainda estão aí, apenas não são conhecidos do grande público. Isso só vem a mostrar que o trabalho dos roteiristas não é valorizado como deveria. Agora, você deve estar perguntando o que a categoria de Melhor Direção do Oscar 2008 tem a ver com roteiro. É simples: todos os indicados se destacaram no meio cinematográfico escrevendo grandes histórias.

    Paul Thomas Anderson, indicado ao Oscar de Melhor Direção por Sangue Negro, já concorreu duas vezes à estatueta de Melhor Roteiro Orginal. A primeira por seu trabalho em Boogie Nights - Prazer sem Limites, em 1998, e depois por Magnólia, em 2000.

    Entre os diretores deste ano, Tony Gilroy é a maior prova de que escritores conseguem dirigir muito bem um longa-metragem. Conduta de Risco, filme que lhe rendeu a indicação, é sua estréia na direção, mas o nova-iorquino é responsável por grandes roteiros como a trilogia Bourne, Advogado do Diabo, entre outros.

    Julian Schnabel possivelmente é o menos experiente quando o assunto é roteiro ou mesmo direção. Possui três filmes como diretor: Basquiat - Traços de Uma Vida (1996), Antes do Anoitecer (2000) e O Escafandro e a Borboleta, que lhe rendeu a indicação. Os dois primeiros possuem roteiro assinado por ele.

    Juno é o segundo longa-metragem de Jason Reitman como diretor. Apesar de não ter escrito o roteiro que o levou à briga pela estatueta, começou sua carreira dirigindo e roteirizando, nada mais nada menos, que Obrigado por Fumar (2005).

    Os irmãos Ethan e Joel Coen podem não ser tão populares em blockbusters, mas são os indicados que possuem o currículo mais extenso. Profissionais completos, eles costumam assumir não só a direção e o roteiro de seus filmes, mas também a produção e edição de alguns. São os únicos da categoria Melhor Direção que possuem uma estatueta em casa, mas não como diretores. Adivinhe só: os irmãos receberam o Oscar de Melhor Roteiro Original por Fargo - Uma Comédia de Erros, em 1997, além de outra indicação ao prêmio de Melhor Roteiro Adaptado por E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?, em 2001.

    Mas não pense que o passado de roteiros ficou para trás. Entre os cinco indicados à Melhor Direção do Oscar de 2008, três também estão na categoria de Melhor Roteiro. Tony Gilroy está entre os indicados por Melhor Roteiro Original por Conduta de Risco e como Melhor Roteiro Adaptado estão Joel e Ethan Coen por Onde os Fracos Não Têm Vez e Paul Thomas Anderson por Sangue Negro.

    Quem sabe com a estatueta, os roteiristas recebam o valor devido...