cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Otávio e as Letras não é bem recebido em Toulouse

    Por Da Redação
    02/04/2008

    O filme Otávio e as Letras não teve uma recepção calorosa na competição oficial do Festival de Toulouse. O longa teve uma exibição digital que atrasou meia hora para começar, o que fez com que algumas pessoas desistissem de assisti-lo. O filme foi selecionado na indicativa Cinema em Construção, destinada a ajudar a finalizar longas já filmados.

    O filme conta a história de Otávio (Donizete Mazonas), um homem solitário que vive em São Paulo. Ele tem muitas manias, mas uma delas é deixar em locais públicos "pacotes" com recados e poesias concretas feitas sobre páginas de jornais, revistas e anúncios publicitários. Paralelamente, o filme também acompanha uma jovem fotógrafa que observa seus vizinhos à distância pela objetiva de sua máquina e de um taxista que fotografa cada rua que passa.

    Não é a primeira vez que Masagão, diretor do festival de curtas-metragens Minuto, participa do festival em Toulouse. O filme Nós que Aqui Estamos por Vós Esperamos (1999) já tinha sido selecionado para participar do evento.

    Este ano, o cinema brasileiro é o convidado de honra do festival, com exibição especial de dois filmes: A Pedra do Reino, de Luiz Fernando Carvalho e Limite, obra de Mário Peixoto, feita em 1931 e restaurada depois de ser considerada desaparecida durante anos. O Grão, de Petrus Cariry concorre na mesma categoria que Otávio e as Letras e Ainda Orangotangos, de Gustavo Splidoro, está na mostra Descoberta.