Parasita é retrato cortante sobre oportunidades e a falta delas

Longa sul-coreano concorre à estatueta de Melhor Filme no Oscar 2020

03/02/2020 17h16 (Atualizado em 04/03/2020 10h38)

Por Thamires Viana

Parasita, longa sul-coreano de Bong Joon-ho, se tornou um destaque no Oscar 2020 ao ser indicado a seis categorias e levando o prêmio de Melhor Filme. Sucesso de crítica e público, a produção narra um conflito social de uma família com poucos recursos e outra abastada. Quando o caminho das duas se cruza, várias revelações e reviravoltas levam a trama a pontos inesperados. 

Confira um trecho da nossa crítica:

"Se no início Parasita se mostra aberto para diferentes interpretações às suas críticas sociais, no decorrer de seus 132 minutos ele vai mudando sua forma de expor a desigualdade e conduz seu público para um único caminho: engolir a seco a realidade brutal de viver em uma sociedade dividida. Enquanto as cenas mostram a casa arquitetada e espaçosa da família Park e o cubículo inabitável dos Kim, vemos as semelhanças que Joon Ho quer inserir."

CONFIRA A CRÍTICA COMPLETA CLICANDO AQUI

O time de atores de Parasita conta com Song Kang Ho, Lee Sun Kyun, Cho Yeo Jeong, Choi Woo Shik, Park So Dam, Lee Jung Eun e Chang Hyae Jin

Veja o trailer:

 

Veja também: Democracia em Vertigem: Doc brasileiro é indicado ao Oscar


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus