cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Paraty ganha festival de cinema

    Por Da Redação
    29/07/2002

    Para engrossar o circuito de festivais nacionais, a mulher do diretor Paulo Cezar Sarraceni, Ana Maria Nascimento e Silva, está organizando o Paracine 2002 - 1º Festival de Paraty, que acontece de 30 de outubro a 3 de novembro. Ana conta que a idéia surgiu quando esteve na cidade para uma visita e constatou que um festival seria uma justa homenagem aos vários filmes já foram feitos lá. Com a ajuda do marido, o Paracine apresentará, na primeira edição, somente curtas-metragens de diretores brasileiros; a intenção, a médio prazo, é ampliar o formato e transformá-lo num festival de longas.

    Será permitida a participação de todos os formatos: digital, película e super-8, distinguindo-se apenas entre documentário e ficção. Ana Maria pretende construir uma grande tenda para realizar as projeções, além de exibir todos os filmes que já foram rodados na cidade e nas praias próximas. Entre os cineastas que elegeram a cidade como locação, estão Nelson Pereira dos Santos, que fez lá Azylo Muito Louco e Como Era Gostoso o Meu Francês; Sarraceni rodou Anchieta José do Brasil, e Bruno Barreto Gabriela, Cravo e Canela, adaptação do romance de Jorge Amado, que teve o italiano Marcello Mastroianni no elenco.

    Ana Maria ainda deseja homenagear Leila Diniz, Sônia Braga e Ney Latorraca. Com o orçamento apertado, de R$ 250 mil, o festival foi inscrito na lei estadual de incentivo à cultura, do Rio, e na Lei Roaunet, e aguarda parcerias.