Por que Abril Despedaçado deveria estar no streaming?

Longa de Walter Salles estrelado por Rodrigo Santoro é um clássico

20/11/2020 15h40

Por Thamires Viana

Em 2002 chegava às telonas um dos filmes mais marcantes do cinema nacional: Abril Despedaçado. Estrelado por Rodrigo Santoro e dirigido por Walter Salles, o longa logo conquistou o coração do público uma história preciosa e comovente.

Porém, o filme que é quase obrigatório de ser assistido por todos, não está disponível em nenhum catálogo de streaming. Por isso, separamos os motivos pelos quais esse filme deveria estar mais do que acessível para o público.

Relembre a trama

Roteirizado por Karim Aïnouz, o longa é ambientado em 1910 no sertão brasileiro onde vive Tonho, personagem vivido espetacularmente por Rodrigo Santoro, e sua família. O jovem passar por diversos questionamentos quando é  intimado pelo pai a vingar a morte de seu irmão mais velho, vítima de uma luta por terras que acabou em sangue. Tonho sabe que a vingança o fará ser perguido pela família rival e que ele terá pouco tempo de vida. Angustiado pela possibilidade de morrer e instigado por seu irmão menor, Pacu, Tonho questiona a lógica da violência e da tradição. Em meio a confusão de ideia e sentimentos, surge um pequeno circo itinerante na região onde mora.

É um clássico

Filme Abril Despedaçado

Inspirado no romance homônimo do escritor albanês Ismail Kadaré, Abril Despedaçado marcou o início da década de 2000 e não foi para menos. Comovente e realista, o longa traz diálogos poéticos e cenas magníficas do sertão nordestino, resultado de uma dupla infalível de Walters (Carvalho na direção de fotografia e Salles na direção geral do filme). Repleto de brasilidades, o longa é uma união de elementos que exala a magnitude do nosso cinema em todo o seu decorrer.   

Grandes Nomes 

Walter Salles é um dos gigantes do cinema mundial. O brasileiro nascido no Rio de Janeiro marcou seu nome na indústria cinematográfica com longas memoráveis como Central Do Brasil, Terra Estrangeira, Na Estrada e Diários De Motocicleta

Karim Aïnouz, o roteirista, é outro cineasta incrível que temos nesse país. Abril Despedaçado é só alguns dos sucessos de sua carreira e de lá para cá, ele comandou filmes como Madame Satã, O Céu De Suely e A Vida Invisível, este pré-selecionado à categoria de Melhor Filme Internacional no Oscar 2020.

O elenco de Abril Despedaçado também é grandioso trazendo além de Rodrigo Santoro, nomes como Wagner Moura, Othon Bastos, José Dumont, Rita Assemany e o saudoso Caio Junqueira. 

Opinião 

"Cada cena é uma pintura. Cada diálogo é uma poesia. A luz mágica do diretor de fotografia Walter Carvalho e a direção fluente de Walter Salles (a mesma dupla de Central do Brasil) convidam a platéia a embarcar num tempo e numa geografia perdidos em algum lugar no sertão nordestino. Horizontes amplos. Diálogos longamente meditados. Abril Despedaçado tem uma estética própria, reflexiva, há anos luz de distância da era dos videoclipes. Entrar numa sala escura de cinema para apreciá-lo é como embarcar num Túnel do Tempo sensorial."

Confira a crítica completa


Veja também:

Tudo sobre cinema nacional

Relembre nossa entrevista com Walter Salles

Filmes nacionais que fogem do comum e que você precisa ver

Filmes que ambientaram suas histórias no Nordeste do Brasil


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus