cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Por que o novo 'Resident Evil' não é uma continuação?

    Bem-Vindo a Raccoon City promete ser fiel aos jogos
    Por Daniel Reininger
    01/12/2021 - Atualizado há 7 meses

    Depois da franquia estrelada por Milla Jovovich chegar ao filnal, Resident Evil ganha um muito esperado reboot 2021. Bem-Vindo a Raccoon City, novo longa da icônica franquia dos games, chega aos cinemas sem grande alarde, mas com a promessa de fazer a alegria dos fãs dos jogos.

    Com foco no terror, sobrevivência e com a promessa de ser bem mais fiel aos jogos do que os filme anteriores, é estrelado pela brasileira Kaya Scodelario, atriz da trilogia Maze Runner

    O filme

    Dirigido por Johannes Roberts (Medo Profundo), a trama é ambientada em 1998 e explora os segredos da Mansão Spencer e da cidade de Raccoon City, enquanto também será uma história de origem com foco nas tramas dos dois primeiros jogos da franquia.

    O filme começou a ser desenvolvido no início de 2017, logo após o lançamento de Resident Evil 6: O Capítulo Final. Durante uma entrevista ao site de notícias Screen Rant, Roberts declarou que o filme seria "super, super assustador" e mais fiel aos jogos.

    Vale lembrar que a franquia segue histórias sobre incidentes biológicos e virais que criam zumbis. O primeiro jogo foi lançado para Playstation em 1996.

    Na trama, Raccoon City já foi o lar da gigante farmacêutica Umbrella Corporation e agora é uma cidade agonizante do meio-oeste. O êxodo da empresa deixou a cidade em um deserto com um grande perigo abaixo da superfície. Quando esse mal é desencadeado, um grupo de sobreviventes deve trabalhar juntos para descobrir a verdade por trás da Umbrella e sobreviver durante a noite.

    Por que um reboot?

    Resident Evil é uma franquia de survival horror, ação e tiro da Capcom criada por Shinji Mikami. O primeiro jogo explora uma mansão sinsitra após uma série de incidentes bizarros. Já o segundo jogo se passa dois meses após na cidade de Raccon City, localizada na região centro-oeste dos Estados Unidos. Ambos tem sua principal temática no horror e não na ação, como os filmes estrelados por Milla Jovovich.

    Só isso já é um claro motivo para um reboot, afinal, o novo longa promete duas coisas que os filmes anteriores não fizeram: Focar no terror e manter a fidelidade aos temas e personagens dos jogos.

    Além disso, a trama iniciada em 2002 com Resident Evil: O Hóspede Maldito foi encerrada em 2016 com Resident Evil 6: O Capítulo Final, realmente fechando a narrativa criada pelo diretor Paul W. S. Anderson. O diretor, inclusive, disse que gostaria de partir para novos projetos.

    Ou seja, o novo filme não é uma continuação porque a franquia anterior sempre foi uma obra separada dos games e uma visão de um único diretor sobre aquele mundo iniciado nos games. Com o fim dessa saga, a Sony viu a chance de recomeçar a franquia com muito mais foco nos games e nos personagens adorados pelos jogadores.

    É uma boa jogada, principalmente porque os filmes anteriores sempre foram criticados pela sua distância do material original. Resta saber se o novo filme vai fazer jus aos games.

    Elenco e personagens

    O novo longa conta com alguns velhos conhecidos dos gamers:

    • Kaya Scodelario como Claire Redfield
    • Robbie Amell como Chris Redfield
    • Hannah John-Kamen como Jill Valentine
    • Avan Jogia como Leon S. Kennedy
    • Lily Gao como Ada Wong
    • Tom Hopper como Albert Wesker
    • Neal McDonough como William Birkin
    • Donal Logue como Chefe Brian Irons
    • Chad Rook como Richard Aiken
    • Marina Mazepa como Lisa Trevor

    Claire Redfield

    O foco numa personagem clássica dos jogos é outro destaque da nova franquia. No projeto, Kaya assume o papel de Claire Redfield, personagem do jogo Resident Evil 2. Ela é uma das preferidas os fãs. 

    Ela é a irmã mais nova de Chris Redfield. De personalidade forte, sabe manejar armas muito bem, graças às lições que aprendeu com o irmão mais velho. Claire levava uma vida perfeitamente normal como estudante até o repentino desaparecimento de Chris. Ela decide então ir até Raccoon City tentar descobrir o paradeiro de seu irmão, mas se envolve no trágico destino da cidade. A partir daí, Claire se tornou uma ativista para combater ativista contra a pesquisa ilegal de armas biológicas.

    "Com este filme, eu realmente queria voltar aos dois primeiros jogos originais e recriar a terrível experiência visceral que tive quando os joguei pela primeira vez, enquanto ao mesmo tempo contava uma história humana fundamentada sobre uma pequena cidade americana que parece ao mesmo tempo identificável e relevante para o público de hoje", disse Roberts ao Deadline.

    Assista

    Os fãs dos jogos precisam ver o novo filme, já que ele está repleto de fan service e situações que deixaram os jogadores contentes com a adaptação. 

    Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City já está nos cinemas brasileiros.

    Veja mais