cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Godzilla vs King Kong, a briga épica começou lá em 1962

    Entenda a história dos dois gigantes que chegam às telonas
    Por Alexandre Dias e Daniel Reininger
    16/12/2020 - Atualizado há 3 meses

    Duas das criaturas mais famosas do cinema voltam a se encontrar em Godzilla Vs. Kong, um dos maiores sucesso de 2021 nos cinemas.

    O Monsterverse da Legendary Pictures, o universo compartilhado dos montros, começou com o reboot do largartão. Aí, em 2017, o gorila gigante retornou com um filme solo. 

    A ligação entre os longas ficou bem clara com a sequência do lendário Godzilla, o qual pavimentou de vez o terreno para o futuro confronto. 

    Obviamente, a briga é explicada pela visão dos humanos, mas as três produções anteriores formaram personalidades bem definidas para ambos e fica fácil entender o motivo da pancadaria. 

    Sabemos que Kong é o preferido dos humanos, mas Godzilla parece estar fora de controle quando uma nova ameaça surge.

    Dessa forma, vamos destrinchar os motivos em torno da briga de gigantes:

    Os reis

    Em 1962, os monstros se encontraram pela primeira vez nos cinemas em King Kong vs. Godzilla. O embate deles no longa é muito mais um acaso de se juntarem no mesmo espaço, fato que se deve aos personagens humanos. O que é um tanto natural que aconteça, afinal, estamos falando de dois reis. 

    O gorila tem no próprio nome essa alcunha. Em Kong: A Ilha Caveira, ele é o governante do local do título, como é afirmado pelo personagem Hank Marlow (John C. Reilly), quando as outras criaturas assassinas são despertadas pelas bombas dos militares. Kong se "afeiçoa" a Mason Weaver (Brie Larson) e James Conrad (Tom Hiddleston), contudo seu objetivo, mais do que protegê-los, é manter o seu domínio sob controle. 

    Godzilla também tem essa função de regente do equilíbrio, só que em praticamente todo o mundo. Ele é o guia dos Titãs e apenas dá as caras nas últimas histórias para balanceá-los com a humanidade novamente. Por isso, o dragão de três cabeças Ghidorah é tão mítico e descrito como um ponto fora da curva por trazer o caos - e, sem coincidências, é outro que possui "King" ("Rei") no nome - em Godzilla 2 - O Rei Dos Monstros

    Houve uma guerra muito tempo antes e os dois são os últimos sobreviventes. É tudo que sabemos até o momento.

    Cena de Kong: A Ilha da Caveira
    Continua após o anúncio

    Ilha da Caveira

    A ilha de Kong é apontada como um local importante em Godzilla Vs. Kong, mas não pode mais ser o lar do gorilão.

    Nos créditos Godzilla 2 - O Rei Dos Monstros, há uma menção de que o lugar seria possivelmente uma fonte de respostas sobre a origem dos Titãs, algo que vemos nesse filme, mas não diretamente no local.

    A sequência do filme do lagarto mostra que os monstros já não são mais um segredo para a sociedade e até existe um "estudo" de que os dejetos dos Titãs podem ser uma fonte de energia, o que implica, também, em outros estudos e teorias que podem mudar o equilíbrio da Terra.

    Além disso, Kong se torna grande demais para ficar confinado na Ilha da Caveira e é preciso encontrar um lar para ele, mas se ele sair do local, será alvo de Godzilla, que quer manter o controle dos Titãs do mundo.

    Quando os humanos tentam levar Kong para a Antártida, Godzilla percebe e parte para o ataque.

    É, de certa forma, uma luta por dominância. Mas não só.

    Linha do tempo

    O maior conhecimento da sociedade em torno dos Titãs também é importante na timeline do universo compartilhado. 

    Afinal, Kong: A Ilha Caveira se passa em 1973 e a citação a Godzilla feita na cena pós-créditos comprova que o estudo sobre a existência de monstros era recente e muito misterioso.

    A agência que investiga as criaturas, a Monarch, ponto-chave de Godzilla 2 - O Rei Dos Monstros, foi fundada em 1946, como é descrito no longa solo do gorila. Então, em teoria, a exploração sobre esses seres estaria em vigor há décadas. 

    Os filmes do lagarto se passam nos últimos anos do século XXI, o que deu muito tempo aos cientistas para estudarem o assunto.

    Além disso, existem novos rumos na investigação graças às duas aparições de Godzilla. A conclusão lógica é: os humanos, como sempre, vão estar no centro da briga dos gigantes em Godzilla Vs. Kong e agora terão que usar toda sagacidade para sobreviverem ao combate.

    Madison Russell (Millie Bobby Brown), de O Rei dos Monstros , retorna para o novo filme, e deve ajudar a fazer essa "ponte teórica" sobre o que está acontecendo.

    Cena de Godzilla: O Rei dos Monstros

    Dois mocinhos

    As três produções do universo compartilhado dos monstros deixam muito claro que Godzilla e Kong não são vilões destruidores. Logo, veremos novamente a lógica de Batman Vs Superman: A Origem Da Justiça: o confronto inicial resulta em uma aliança contra uma ameaça maior, que não vamos revelar qual é, obviamente.

    Como as personalidades deles foram bem desenvolvidas, os dois gigantes acabam por ter o mesmo objetivo: defender o seu território e seus protegidos contra o caos causado por outro ser Titã. Talvez uma troca de palavras poupasse uma briga, mas não será o caso, não é mesmo?

    Veja mais

    Continua após o anúncio

    Novo filme

    A próxima aventura épica no Monsterverse cinematográfico da Legendary mostra como as lendas se enfrentam em Godzilla vs. Kong. Os adversários míticos se encontram em uma espetacular batalha, na qual o destino do mundo fica em jogo.

    Kong e seus protetores embarcam em uma jornada perigosa para encontrar seu verdadeiro lar. Com eles está Jia, uma jovem órfã que tem uma ligação única e forte com Kong. Mas eles não sabiam que estavam no caminho de um Godzilla enfurecido, que está deixando um rastro de destruição pelo planeta.

    Esse combate épico entre os dois titãs, instigado por forças ocultas, é apenas o começo do mistério que jaz no núcleo da Terra.

    O filme é estrelado por Alexander Skarsgård (Big Little Lies), Millie Bobby Brown (Stranger Things), Rebecca Hall (Christine: Uma História Verdadeira), Brian Tyree Henry (Coringa), Shun Oguri (O Tempo com Você), Eiza González (Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw), Julian Dennison (Deadpool 2), Kyle Chandler (Godzilla II: Rei dos Monstros) e Demián Bichir (A Freira).

    Dirigido por Adam Wingard (O Hóspede), Godzilla vs. Kong será lançado nos cinemas no começo de maio e promete ser um sucesso também no Brasil.

    Cena de Godzilla vs Kong (2021)Reprodução

    Trailer oficial

    Conteúdo Relacionado