cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Preacher é visão polêmica sobre Cristianismo e Fim dos Tempos

    Polêmica adaptação das HQs adultas de Garth Ennis e Steve Dillon aborda o apocalipse cristão com um toque de humor obscuro e violência gratuita
    Por Cauê Nessin
    05/06/2021 - Atualizado há 16 dias

    Jesse é um pastor que perdeu sua fé em Deus, mas se esforça para coordenar uma pequena igreja no Texas da melhor maneira possível.

    Tulip é encrenqueira, debochada e uma fugitiva da lei que não leva desaforo de ninguém, escondendo um passado misterioso.

    Cassidy é um vampiro irlandês que se vê sem propósito, desiludido e entediado com a imortalidade, preenchendo seu tempo com drogas, álcool e sexo.

    O trio imperfeito, por si só, já é motivo suficiente para prender a atenção do espectador por muitas horas, mas quando a entidade milenar, chamada Gênesis, escapa do Paraíso e possui Jesse, lhe dando o único poder que Deus não tem — interferir no livre arbítrio das pessoas —, o equilíbrio entre o bem e o mal é ameaçado.

    Agora imagine toda essa loucura sob direção, produção e roteiro de Seth Rogen e Evan Goldberg. Conheça Preacher, uma verdadeira pérola "escondida" no catálogo do Prime Video!

    Jesse Custer, o controverso pastor que não dá a mínima para nada

    Cena de Preacher (2016)Reprodução

    Entre sermões espiritualizados na igreja aos domingos, garrafas de whisky e cigarros, Jesse Custer (Dominic Cooper) parece usar o colarinho como forma de se redimir de um passado obscuro.

    Sua vida entediante e sem muito sentido muda completamente quando Gênesis — uma poderosíssima entidade resultante da união carnal entre um anjo e uma demônia —  escapa dos domínios do Paraíso e foge para a Terra em busca de um ser evoluído para habitar.

    Após procurar por todo o planeta e "fulminar" (explodir em pedaços e vísceras) diversos líderes religiosos mundo afora, Gênesis decide que Jesse Custer é a alma perfeita para receber seu poder de interferir no livre arbítrio das pessoas.

    Jesse, certamente, é a escolha mais improvável devido aos seus comportamentos, mas como diz o ditado, "Deus escreve certo por linhas tortas". E, falando em Deus, o Próprio simplesmente abandonou seu trono e a humanidade, nos deixando à mercê do caos.

    Jesse usará sua força de vontade, seus amigos Tulip e Cassidy, e seu incrível poder de obrigar as pessoas fazerem literalmente qualquer coisa que ele quiser para ir atrás de Deus, em uma profana e violenta jornada de acerto de contas.

    O grande problema é que os anjos que estavam responsáveis por cuidar de Gênesis decidem ir atrás de Jesse e, quando veem que não darão conta do recado, resolvem pedir de ninguém menos do que o O Santo dos Assassinos, o vilão mais badass da história das HQs.

    Continua após o anúncio

    Santo dos Assassinos, o homem condenado a uma eternidade de violência

    O Santo em cena de Preacher (2016)Reprodução

    O Santo dos Assassinos foi um violento general que lutou na Guerra Civil norte-americana, no século XXI, ao lado dos Confederados, e também um eficiente matador de aluguel.

    Com uma espada e duas Colts forjadas pelo metal da foice da própria Morte, o "cowboy do Inferno" é capaz de acertar seus alvos a qualquer distância, não tem fraquezas e — por não ter alma — é imune aos poderes de Jesse.

    Dessa forma, ele é a ferramenta perfeita para caçar Gênesis e trazer o equilíbrio entre o bem e o mal novamente, deixando uma trilha de pólvora, sangue e tripas por onde passa.

    Sua representação na versão televisiva está simplesmente impecável. O Santo é o tipo de vilão que você ama odiar e torce para que apareça logo em cena. Graham McTavish conseguiu transmitir com maestria o olhar desalmado, cansado e frio de um homem que foi condenado a uma eternidade de morte, tortura, sadismo e violência intermináveis.

    Nas HQs de Garth Ennis e Steve Dillon, quando o Santo foi mandado para a danação eterna, seu coração era tão frio que o inferno inteiro foi congelado quando ele chegou por lá. Sem dúvida, é o tipo de cara que você atravessaria a rua para não cruzar o caminho.

    A debochada, violenta e estratégica Tulip O'Hare

    Tulip O'Hare em cena de Preacher (2016)Reprodução

    Interpretada pela talentosa Ruth Negga (AD Astra), Tulip O'Hare, assim como Jesse, parece fugir de um passado misterioso e obscuro não muito distante.

    Diferente de versão original da HQ do início dos anos 1990, a Tulip da versão televisiva é muito mais independente e não desperdiça tempo da trama com questões ligadas a um antigo relacionamento.

    O comportamento agressivo de Tulip é um reflexo de uma infância difícil, na qual ela sempre dependeu apenas de si, muitas vezes tendo que lutar e roubar para sobreviver.

    Ao lado de Cassidy e Jesse, Tulip baixa a guarda e mostra um lado mais humano por um ou outro momento. Mas, na maior parte do tempo, você a verá dando  tiro e porrada, respostas e caras debochadas e passando por cima de qualquer um que se atreva a lhe dizer o que fazer.

    Continua após o anúncio

    Cassidy, o vampiro doce e "junkie" que serve de alívio cômico

    Jesse e Cassidy em cena de Preacher (2016)Reprodução

    Se você acompanha os trabalhos de Seth Rogen e Evan Goldberg, perceberá que eles apostaram tudo no personagem Cassidy, interpretado por Joe Gilgun.

    Grande parte do humor sádico da dupla — que quase sempre envolve abuso de drogas, insultos, heresia e violência gratuita — é depositado em Cassidy, um irlandês que foi transformado em vampiro há mais de 100 anos e, cansado da imortalidade, vive intensamente se drogando com qualquer coisa que apareça pela frente e fazendo insanidades, como pular de um avião sem paraquedas.

    O que fazer quando o fim está próximo e Deus simplesmente se mandou?

    Tulip, Jesse e Cassidy em cena de Preacher (2016)Reprodução

    Publicada pela primeira vez em 1996, Preacher é uma série de HQs adultas da DC Comics criada pela genial dupla Garth Ennis e Steve Dillon.

    A série de quadrinhos com 66 edições — curiosamente o mesmo número de livros que compõem a Bíblia — narra a jornada de Jesse Custer para acertar as contas com Deus, em meio a uma lendária batalha entre o Céu e o Inferno, que antecede o Fim dos Tempos.

    Em 2016, Seth Rogen e Evan Goldberg — os caras responsáveis por Superbad, Pineapple Express, This is the End e muitas outras comédias obscuras — assumiram a adaptação televisiva de Preacher, juntamente com os criadores da história original, Garth Ennis e Steve Dillon.

    Rogen e Goldberg fizeram um trabalho excelente ao "enxugar" o enredo em 4 temporadas com 10 episódios cada.

    Por meio de plots muito bem distribuídos, personagens cativantes, diálogos inteligentes, pensamentos niilistas e muita violência gratuita, a história tem começo, meio e fim como toda série que se preze deveria ter.

    Continua após o anúncio

    Veja mais