cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Príncipe da Pérsia ultrapassa Tomb Raider e lidera bilheteria dos games

    Por Heitor Augusto
    23/06/2010

    Até a estreia de Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo, Lara Croft: Tomb Raider detinha o recorde de mais lucrativa adaptação cinematográfica de um game, com a marca de US$ 274 milhões ao redor do mundo.

    Já não é mais o líder. O longa-metragem, protagonizado por Jake Gyllenhaal e baseado no jogo Prince of Persia, alcançou nesta quarta-feira (23/6) a marca de US$ 295,2 milhões. Os números são do Box Office Mojo. Com isso, torna-se a maior arrecadação de filmes em live-action baseados em jogos desde 1993, quando foi produzido Chao ji xue xiao ba wang, adaptação de Street Fighter.

    O que diferencia os filmes é a participação do mercado internacional nas bilheterias. No caso de Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo, 72% da renda (US$ 213 milhões) foi arrecadada fora dos Estados Unidos, enquanto Lara Croft: Tomb Raider teve 52,3% (US$ 143 milhões) vindo fora dos EUA.

    Quando é considerado apenas o mercado norte-americano, o filme com Angelina Jolie ainda se mantém à frente da produção com Gyllenhaal.

    Adaptar game dá prejuízo

    Desde 1993, foram produzidos 35 longas-metragens em live-action baseado em videogame. Apenas 31%– ou 11 filmes – cobriram os custos de produção.

    No caminho, rastros de desastres de bilheteria, muitos filmes que “apenas” ficaram no vermelho e raras exceções de sucessos estrondosos. A lista das tristezas conta com ilustres como BloodRayne, que custou US$ 25 milhões, mas arrecadou apenas US$ 3,6 milhões. Ou Super Mario Bros., para o qual foram gastos US$ 48 milhões, mas lucrou menos da metade, US$ 20 milhões. Ou também Postal, que arrecadou apenas 1% (US$ 146 mil) do orçamento (US$ 15 milhões).

    A única franquia consolidada é Resident Evil, que já gerou quatro longas-metragens – o mais recente, Afterlife, chega aos cinemas em setembro.