cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Programa Rumos Itaú Cultural divulga selecionados

    Por Da Redação
    03/07/2001

    Foi anunciada nesta terça-feira, a lista dos projetos selecionados na terceira edição do programa Rumos Itaú Cultural Cinema e Vídeo - Apoio à Produção Audiovisual, que recebeu 540 inscrições de 18 Estados. As 15 propostas contempladas representam sete Estados - Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. São curtas, médias e longas-metragens que tratam de temáticas como a vida nas prisões paulistas, a arte de sambistas cariocas, o imaginário de moradores no interior de Minas, o cotidiano de mulheres indígenas no Amapá, o desenvolvimento de um trabalho artístico de vanguarda em Belo Horizonte e ritos de possessão em Brasília.

    O programa, criado em 1998, apóia a produção de documentários com temas relacionados a arte e cultura brasileiras, em três modalidades: Desenvolvimento de Projetos (apoio à pesquisa e formatação, no valor de até R$ 15 mil); Produção (realização, até R$ 100 mil); e Jovens Realizadores (para diretores com até 25 anos de idade, até R$ 8 mil).

    Os projetos selecionados para produção foram Brasil 500 Séculos? (Marcos Jorge, PR), Me Erra! (Paola Barreto & Márcia Derraik, RJ), Na Garupa de Deus (Rogério Corrêa, SP), Nasceu o Bebê Diabo em São Paulo (Renata Druck, SP), O Prisioneiro da Grade de Ferro (Paulo Sacramento, SP) e 33 (Kiko Goifman, SP).

    Na modalidade Desenvolvimento de Projeto, os contemplados foram Eu Vou de Volta (Camilo Santos Cavalcante, PE), Jardelina da Silva e Sua Assinatura do Mundo (Cristiane Mesquita, SP), Linha de Organdi (Glauber Filho, CE) e Tão Longe, Tão Perto (Inês Cardoso, SP).

    Os escolhidos na categoria Jovens Realizadores foram E Agora, José? (Maya Da-Rin, RJ), Encomenda Ao Ganso (Pablo Lobato, MG), Outras Amazonas (Marina Weis, SP), Roda de Bamba (Ilana Feldman & Guilherme Coelho, RJ) e Tranca Abre (Paula de Siqueira Lopes & Ricardo Calaça, DF).

    Os projetos inscritos foram analisados por uma comissão julgadora formada pelos cineastas Bruno Vianna (diretor do curta Geraldo Voador, RJ) e Francisco Cesar Filho (do documentário Rota ABC, SP) e pelos programadores Paulo Biscaia (Cinemateca de Curitiba), Alexandre Veras (Espaço Alpendre, Fortaleza) e Roberto Moreira Cruz (Itaú Cultural Belo Horizonte). A assinatura dos contratos com os realizadores dos projetos está prevista para 30 de julho.