cineclick-logo
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • Fale Conosco|Política de Privacidade
    © 2010-2020 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Rafiki: Três motivos para conferir o longa LGBTQI+ queniano

    O filme proibido no Quênia chega aos cinemas nesta quinta-feira (08)
    Por Thamires Viana
    07/08/2019

    Rafiki, segundo longa-metragem da diretora Wanuri Kahiu, chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (08). O filme que acompanha a história de amor entre Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva) chegou a ter sua exibição proibida no Quênia por conta de sua temática LGBTQ. 

    Confira cinco motivos para conferir a estreia da semana:

    1 - Primeiro longa queniano a ser exibido no Festival de Cannes

    Atrizes e diretora de Rafiki


    Proibido de passar no seu país de origem, pois, segundo o governo, o filme "promovia o lesbianismo", Rafiki brilhou em sua estreia no Festival de Cannes neste ano. Com a presença das atrizes Samantha MugatsiaSheila Munyiva e da cineasta Wanuri Kahiu, o longa foi aclamado com poderosas críticas, além de mensagens de apoio à diretora queniana.  

    2 - Traz uma poderosa mensagem sobre os desafios de um amor homossexual 

    Continua após o anúncio
    Cena de Rafiki

    Rafiki é inspirado no conto "Jambula Tree" da escritora ugandense Monica Arac Nyeko e acompanha a história de amor e companheirismo entre duas jovens mulheres que vivem em um país que ainda criminaliza a homossexualidade. Por essas e outras, a abordagem do longa é poderosa e muito realista, transmitindo os verdadeiros desafios de um casal para assumir a relação. Além disso, é um trabalho marcante na carreira de uma mulher que desafiou o governo de seu país para contar uma história.  

     3 - Tem uma fotografia impecável 

    Cena de Rafiki


    Já sabemos que a paixão das meninas é intensa e isso garante a atenção do espectador durante todo o decorrer do longa. Mas, obviamente, não é só o roteiro bem elaborado que garante as boas críticas de Rafiki. O filme é voltado para um público jovem, descolado, e isso se destaca na sua fotografia impecável! As cenas externas incluem belíssimos pores do sol e paisagens, além de trazer diversos elementos coloridos para compor os cenários e o visual dos personagens.

    No Brasil, Rafiki estreia comercialmente no próximo dia 08 de agosto.