Ranking: Os melhores filmes sobre futuros opressores

Confira alguns dos melhores longas sobre futuros decadentes

18/09/2020 13h00

Por Daniel Reininger

Hollywood adora mostrar uma distopia, ou seja, um futuro opressor, decadente, terrível. Não são filmes necessariamente pós-apocalipticos, embora possam ser, mas o que têm em comum é um mundo sem esperança, dominado por forças que impedem os seres humanos de exercerem sua liberdade ou tão absurdos a ponto do ser humano perder sua identidade ou humanidade. Aproveite a estreia de Jogos Vorazes no streaming e confira os melhores longas do gênero:

10. Equilibrium (2002)

O filme com Christian Bale merecia muito mais atenção do que recebeu, afinal é um ótimo filme de ação. O longa mostra um futuro sombrio, onde a arte foi banida junto com as emoções humanas. Nesse mundo, as pessoas são obrigadas a tomar o remédio Librium, que as impede de sentir emoções. O agente John Preston (Christian Bale) é encarregado de administrar o uso da droga, mas ele passa por mudanças que o o colocarão contra o medicamento e em choque com seus superiores. O filme mostra a transição do personagem principal do estágio em que não sente nada até o momento em que ele próprio passa a experimentar emoções de forma profunda. Tenso. 

 

9. Jogos Vorazes (2012)

O futuro de Jogos Vorazes é sombrio e opressor. Para começar, o país é dividido entre capital e distritos e a diferença de qualidade de vida entre esses locais é gritante. A diferença social é evidente até dentro desses locais afastados. E, para piorar, esse país coloca 24 crianças e adolescentes para lutar até a morte em um evento anual televisionado para toda nação. Esse torneio foi criado como punição após um levante contra a capital, no qual os distritos têm de sacrificar um casal de jovens de sua região. Eles são chamados de "tributos" e devem lutar nos jogos vorazes do título. O jogo é cruel e desumano, mas é visto pelos cidadãos da Capital como o evento do ano: um misto de reality show, jogos romanos e American Idol.

 

8. Mad Max: Estrada Da Fúria (2015)

A franquia deu origem ao visual punk apocalíptico tão comum no entretenimento. Embora todos os filmes de Mad Max sejam ótimos, o quarto é simplesmente sensacional e merece representar o épico de George Miller. Na trama, Max é obrigado a fugir de um grupo de selvagens, mas acaba capturado e a ação se desenrola a partir daí. Nesse universo, gangues violentas assolam o deserto nuclear de um mundo destruído. Cada grupo de sobreviventes possui seus próprios costumes e regras, normalmente violentos e sanguinários.

 

7. Wall-e (2008)

Com muita delicadeza, a animação discute sobre o que significa ser humano e também a importância de apreciar a beleza do mundo e do amor. Na trama ambientada aproximadamente 700 anos no futuro, a Terra está infestada de poluentes e devastada. Por isso, os humanos vivem em uma nave que percorre a atmosfera do planeta, só que eles se tornaram seres sedentários e consumistas. Nesse cenário sombrio, um robô que vive na Terra coletando lixo se apaixona por uma máquina que vive na companhia dos humanos e, juntos, se tornam os seres mais humanizados do filme.

 

6. Expresso Do Amanhã (2013)

O longa mostra uma locomotiva que circunda o planeta congelado e é a última esperança de sobrevivência. Só que, como sempre, a humanidade não sabe compartilhar as coisas, então o trem é dividido por classes sociais. Enquanto 1% vive no luxo dos vagões dianteiros, 99% da população apodrece no último vagão, mas um líder, interpretado por Chris Evans (Capitão América), pode mudar as coisas. O mundo é bem criativo e o congelamento da Terra é algo brutal. Porém, são os vagões absurdamente diferentes, com figuras excêntricas. A absurda diferença do vagão "salão de beleza", com madames bem vestidas, e o de pobreza total onde moram os rebeldes é um tapa na cara, que nos lembra também de nossa realidade.

 

5. Matrix (1999) 

Um mundo dominado por máquinas, onde a humanidade nada mais é do que fonte de energia para a civilização que destruiu a humanidade. E, para manter as "pilhas" funcionando e sem se revoltar, foi criada uma ilusão computadorizada chamada Matrix para que as pessoas acreditem estarem vivendo no mundo real. Tenso é pouco. Matrix é um marco e também um filme incrível e reflexivo com conceitos inspirados em grandes pensadores como Platão e Sócrates, como o Mito da Caverna de Platão, que tenta explicar a condição de ignorância dos seres humanos e o que seria necessário para atingir o verdadeiro "mundo real", baseado na razão acima dos sentidos. Um mundo devastado é uma boa forma de metáfora para a incapacidade do homem de ver com objetividade o mundo ao seu redor.

 

4. Laranja Mecânica (1972)

Quando o terrível líder de uma gangue que aterroriza sua cidade, Alex (Malcolm McDowell), é preso e colocado por seus crimes, ele se oferece para um experimento científico não convencional que promete corrigir suas tendências sociopatas em troca de uma sentença mais curta. A partir do conceito de condicionamento mental, Laranja Mecânica trabalha a forma como a humanidade busca manipular o cerébro mesmo em busca de punições violentas e sinistras para tentar acabar com o crime e com as atitudes fora da norma.

 

3. Filhos Da Esperança (2006)

A extinção da humanidade se aproxima em um mundo onde a guerra parece não ter fim e ninguém tem esperança, afinal todos se tornaram inférteis. Um grupo guerrilheiro conhecido como Fishes, que luta contra a opressão do sistema, encontrou a primeira mulher a engravidar em 20 anos e corre para levá-la a uma área segura e longe da guerra. Filhos da Esperança oferece uma visão terrível do futuro de um mundo que sucumbiu totalmente à guerra e traz Clive Owens e Julianne Moore em performances perfeitas e emotivas.

 

2. Blade Runner - O Caçador De Androides

Pobreza, decadência, terror, medo e opressão dão o tom do mundo visto nesse clássico. Numa Los Angeles futurista, robôs semelhantes a humanos conhecidos como replicantes foram considerados ilegais. A divisão da polícia Blade Runners está encarregada de encontrá-los e destruí-los. Rick Deckard (Harrison Ford) é convidado a voltar da aposentadoria para encontrar quatro replicantes que se revoltaram e roubaram uma nave espacial, mas, em sua busca, ele passa a se perguntar quão humanos os replicantes realmente são. O universo do longa é detalhado e sombrio e a trama levanta a questão do que é ser humano.

 

1. 1984

Impossível falar de mundo opressor sem falar do maior ícone do gênero, cuja frase mais famosa diz: "Se você quer uma imagem do futuro, imagine uma bota prensando um rosto da humanidade para sempre." Deu para entender, certo? A trama coloca homem contra estado, liberdade contra opressão e o filme ainda coloca John Hurt contra Richard Burton. A população vive na probreza e sem permissão para pensar ou agir por si próprios. Todos os seus movimentos são monitorados por câmeras, a população é manipulada e qualquer atitude ou pensamento diferentes são tratados com força bruta pelo estado. Terrível, é pouco, mas uma obra magnífica de conhecer, tanto na literatura quando no cinema.

 

Menção honrosa: V De Vingança, Robocop - O Policial Do Futuro, Brazil, O Filme e O Lagosta quase entraram para a lista, mas ficaram de fora por muito pouco. Entretanto, vale conhecê-los também.

Esquecemos de algo? Comente abaixo!

 

Veja também:

Melhores filmes apocalípticos

Pandemias de zumbis são metáforas para questões humanas

Contágio: Conheça 10 filmes sobre vírus mortais


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus