cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Todas as referências de WandaVision, da Disney+

    Conheça as referências usadas para produzir a série!
    Por Da Redação
    18/02/2021 - Atualizado há 29 dias

    WandaVision estreou na Disney+ há poucas semanas, mas já se tornou uma das séries mais populares de 2021. Um dos motivos que tem levado o público ao delírio é o fato de que a série está recheada de referências a uma infinidade de elementos da cultura pop.

    A produção conduz o espectador por uma espécie de viagem no tempo, começando pela década de 50 e chegando aos tempos atuais. Veja a seguir as principais referências de WandaVision, mas atenção, porque alguns blocos podem conter spoilers.

    Linha do tempo do enredo (contém spoilers!)

    Embora seja cronologicamente ambientada após os acontecimentos de Vingadores: Ultimato — possivelmente no ano 2023 —, a estética de WandaVision conduz o espectador por uma experiência imersiva e nostálgica em diversas décadas da história do cinema.

    Da comportada e monocromática década de 50 aos frenéticos e coloridos finais dos anos 90/começo dos anos 2000, os primeiros seis episódios revisitam o formato de algumas das sitcoms mais famosas do último século, não apenas em termos estéticos como também no modo como foram produzidas.

    Mas as referências de WandaVision não param por aí. Até o momento, os fãs conseguiram contabilizar algumas dezenas de alusões escondidas na série relacionadas não somente às histórias dos personagens principais, Feiticeira Escarlate e Visão, como também a diversas HQs da Marvel e inúmeras referências à cultura pop em geral, inclusive, confirmando afirmações do produtor Kevin Feige a respeito da quarta fase do universo cinematográfico estendido da Marvel.

    Capitão América "Eu entendi a referência"Reprodução
    Continua após o anúncio

    The Dick Van Dyke Show (1961)

    O primeiro episódio — intitulado em português como “Gravado Ao Vivo com Plateia” — foi feito exatamente como sugere o nome. De acordo com Paul Bettany (Visão), o primeiro material da série foi filmado com a presença de um público ao vivo em um estúdio. Exatamente como era feito em um programa dos anos 50, como o The Dick Van Dyke Show, que foi a sitcom que serviu de inspiração central para a produção do episódio.

    Para garantir a fidelidade à série, não foram usados efeitos especiais por meio de computação gráfica nas cenas em que a Feiticeira Escarlate usa os seus poderes, mas sim técnicas práticas para dar movimento aos utensílios domésticos que estão sendo controlados.

    O mesmo foi feito em relação às risadas de fundo (característica que se popularizou graças às sitcoms dos anos 50 e 60) que, em vez de serem adicionadas na pós-produção, foram captadas diretamente da plateia durante a gravação.

    The Dick Van Dyke Show - Trailer

    A Feiticeira (1964) e Jeannie é um Gênio (1965)

    O enredo de WandaVision, especialmente nos dois primeiros episódios, deixa claro que teve grandes influências de séries como A Feiticeira, Jeannie é um Gênio e I Love Lucy, na qual a protagonista, Lucille Ball, se empenha para ser muito mais do que uma dona de casa e almeja se tornar uma artista.

    Wanda (Elizabeth Olsen), tenta viver uma vida  que era considerada normal para os padrões da época, desempenhando o clássico papel de uma esposa dedicada ao seu marido e aos afazeres domésticos, ao mesmo tempo que precisa esconder os seus superpoderes da pacata vizinhança de Westview, assim como  fazia a personagem de Samantha, na série A Feiticeira. Além disso, a abertura do segundo episódio é uma animação quase que idêntica à de A Feiticeira, como você pode ver aqui.

    A dinâmica entre Wanda e Visão é muito parecida com o romance vivido entre Jeannie e Anthony, em  Jeannie é um Gênio, no qual  a protagonista está sempre usando os seus poderes mágicos para ajudar o marido.

    Primeira aparição do Visão em uma HQ dos Vingadores (1968)

    O helicóptero de brinquedo encontrado por Wanda no jardim, enviado por Monica Rambeau em uma tentativa de fazer contato com a protagonista, tem o número 57 em sua lateral e isto não está ali por acaso. A estreia do personagem Visão nas HQs da Marvel aconteceu na edição #57 dos Vingadores, de 1968.

    Continua após o anúncio
    HQ Marvel #57Reprodução

    Brady Bunch (1969)

    No terceiro capítulo da série, o público é apresentado ao primeiro episódio que incorpora cores vívidas e uma metalinguagem bem característica das séries do começo dos anos 70, como Brady Bunch.

    Podemos ver a forte presença dos tons terrosos e da cor vermelha na decoração das casas. O estilo da vizinhança e o figurino dos personagens — com direito a estampas psicodélicas, calças boca-de-sino e penteados chamativos — também ajudam a criar uma atmosfera bem setentista.

    Três é demais (1987)

    É provável que uma parte do público de WandaVision não saiba que Elizabeth Olsen é a mais nova das irmãs Olsen. É isso mesmo! A nossa icônica Feiticeira Escarlate é irmã de Mary-Kate e Ashley Olsen, as gêmeas que estrelaram na aclamada série Três é Demais (Full House), no final dos anos 80, que, inclusive, é a sitcom na qual o quarto episódio foi baseado esteticamente e no formato da narrativa.

    Três É DemaisDivulgação
    Continua após o anúncio

    Roseanne (1988) e anos 2000

    No 5° capítulo, WandaVision incorpora a emblemática estética do final dos anos 80, mas que acabou se popularizando mais nos anos 90. O conceito visual e narrativo da famosa série Roseanne, de 1988, fica evidente neste episódio, assim como a dinâmica entre os personagens, os figurinos e os estilos das piadas.

    Já no sexto e último episódio lançado até o momento, nos deparamos com o ritmo acelerado no qual a história e os diálogos entre os personagens se desenrolam, acontecimentos exagerados, trilha sonora, movimentos e enquadramentos de câmera, além de muitos outros elementos bastante característicos das sitcoms que surgiram no início da virada do milênio, como Malcolm in the Middle, Zack & Cody, iCarly e até mesmo The Office.

    WandaVision | Trailer

    WandaVision tem uma grande quantidade de referências a personagens, histórias e elementos de dentro e de fora do universo da Marvel, discretamente espalhadas por cada episódio, seja em um comercial fictício, na revista que um personagem está lendo ou em um cartaz de cinema ao fundo de uma cena.

    Você tem acompanhado WandaVision na Disney+? Quais referências já conseguiu identificar até agora, que não foram citadas aqui? Compartilhe com a gente nas redes sociais!