cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Relembre Gigantes de Aço, o Rocky Balboa de robôs com Hugh Jackman

    O longa com o intérprete de Wolverine está na Sessão da Tarde desta sexta
    Por Alexandre Dias
    16/10/2020

    Em outubro de 2011, chegava aos cinemas Gigantes De Aço, um dos filmes mais divertidos de Hugh Jackman. O eterno Wolverine dos cinemas viveu o ex-pugilista Charlie, que entra em uma campeonato de robôs boxeadores junto com o filho, Max (Dakota Goyo).

    O longa rendeu mais de US$ 299 milhões ao redor do mundo e foi indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Visuais. O sucesso da produção ainda repercute nos dias de hoje, com o carinho dos fãs.

    Antes de matar as saudades de Gigantes De Aço na Sessão da Tarde desta sexta-feira (16), relembre os motivos do filme ser diversão garantida: 

    Influência dos anos 80

    Apesar de Gigantes De Aço se passar em um futuro próximo, a trama é influenciada pelos filmes dos anos 80. A referência mais escrachada é Falcão - O Campeão Dos Campeões, de 1987. Nesse longa, Lincoln Hawk (Sylvester Stallone), assim como Charlie, também conhece o filho já criança e se aproxima dele por meio de uma competição - no caso, a de queda de braço.

    Não à toa, o diretor de Gigantes De Aço é Shawn Levy, um dos produtores executivos de Stranger Things. A série sabe como referenciar a cultura pop da década de 80 e trabalhar com crianças. Em Gigantes De Aço, Max não perde o protagonismo para o pai nem por um segundo. 

    Elenco da Marvel

    Ao olhar o time de atores do filme, conseguimos entender um pouco mais o porquê nos afeiçoamos tanto aos personagens. Vários astros sensacionais da Marvel participaram do longa e são tão carismáticos quanto no universo de super-heróis.

    Jackman, que fez história como o mutante Logan, dá vida a um ex-boxeador bem-humorado, mas traumatizado pelo fim da sua história no esporte. Goyo, o Thor criança no primeiro filme do deus do trovão, também não perde uma piada, ainda que só queira o amor do pai. 

    O interesse amoroso de Charlie é Bailey, interpretada por Evangeline Lilly, a Vespa em Homem-Formiga E A Vespa. A atriz teve um papel essencial na trama, pois a sua personagem é a encarregada revelar a Max o passado de Charlie. Anthony Mackie, o Falcão, também está no elenco como Finn, que cuida das apostas das lutas de robôs. O astro tem uma ótima performance como um vendedor das disputas entre as máquinas. 

    Robôs

    Por fim, é impossível não se encantar com os robôs boxeadores. Os combates funcionam como se os Jaegers de Círculo De Fogo estivessem em um ringue. Quando o espectador percebe, está torcendo loucamente como o público da história. 

    Inclusive, ao melhor estilo Rocky Balboa, as identidades dos lutadores robóticos são bem definidas. Atom, a máquina controlada por Charlie e Max, é o clássico competidor que passa despercebido no início, mas se engrandece na luta, como o próprio Rocky (Sylvester Stallone). Zeus, o "chefão" do final, é maior e mais perigoso, da mesma forma que Ivan Drago (Dolph Lundgren) em Rocky Iv

    Levy também trabalha bem pequenos detalhes nas personalidades dos personagens, que acabaram por marcar o longa. O principal deles, sem dúvida, é Max controlar Atom em apresentações de dança. De longe, essas cenas podem parecer alívios cômicos, mas são mais do que isso; além de Atom ganhar fama na trama como dançarino, Max coloca as suas habilidades nele tanto quanto Charlie.

    Portanto, cada personagem tem o seu momento na história de brilhar. E Gigantes De Aço segue brilhando mesmo após nove anos, com diversão e nostalgia. 

     

    Veja o trailer do longa: