cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Renato Gaúcho dos cinemas, Gunn ressuscita franquia

    Diretor comanda novo Esquadrão Suicida capaz de redimir grupo com bom filme
    Por Daniel Reininger
    04/08/2021 - Atualizado há cerca de 2 meses

    James Gunn assumiu Esquadrão Suicida com a missão de repetir o que fez com Guardiões da Galáxia: transformar um grupo desconhecido e desacreditado em um sucesso.

    Como já vimos o novo filme, podemos dizer com tranquilidade que novamente o cineasta conseguiu seu objetivo, criando um filme extremamente divertido para a Força Tarefa-X.

    E tem gente aqui na redação do Cineclick comparando ele com o Renato Gaúcho, aquele jogador que hoje é treinador. Como isso rendeu um bom papo por aqui, decidimos levar essa brincadeira até vocês:

    Renato Gaúcho

    Para quem não acompanha futebol, basta dizer que Renato foi um bom jogador com passagens pelo Grêmio, Flamengo e Roma. Mas ele se destaca mesmo como técnico e tem se transformado num salvador da pátria para times em situação complicada.

    Ele assumiu o desacreditado Grêmio e foi campeão da Copa do Brasil em 2016, da Copa Libertadores da América em 2017 e da Recopa Sul-Americana em 2018.  

    Mais recentemente, no dia 10 de julho, assumiu o time do Flamengo após a demissão de Rogério Ceni e quatro dias depois venceu o tome Defensa y Justicia por 1 a 0, pela Libertadores. Já no dia 18 de julho, mais uma vez fora de casa, dessa vez contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo teve grande atuação e goleou por 5 a 0. Conseguiu sua terceira vitória seguida no dia 21 de julho, no jogo da volta contra o Defensa y Justicia, dessa vez com o Flamengo goleando por 4 a 1.

    Com isso, Renato chegou a 46 vitórias na Libertadores e tornou-se o segundo técnico que mais venceu jogos na história da competição sul-americana, se igualando a Luis Cubilla e ficando atrás apenas de Gabriel Uribe, que possui 49 vitórias.

    James Gunn

    E chegamos ao Renato Gaúcho dos cinemas, o cara que pega grupos desacreditados e os transforma em sucessos. 

    Nem é preciso falar do surpreendente Guardiões da Galáxia, um grupo esquecido da Marvel Comics, transformado em um estrondoso sucesso nos cinemas.

    E aí Gunn assume e salva Esquadrão Suicida, grupo também meio renegado, que por sinal já tinha ganhado um filme muito criticado e, convenhamos, de qualidade duvidosa. 

    O primeiro Esquadrão Suicida não consegue nem ser divertido e se resume a algumas poucas boas cenas, enquanto o novo filme é entretenimento puro, com muitas referências ao universo DC dos cinemas e quadrinhos e com um grande entedimento da obra original, o suficiente para fazer desse longa algo realmente sensacional.

    Esquadrão Suicida

    O Esquadrão Suicida é um dos filmes mais aguardados de 2021 e promete trazer aos cinemas uma história à altura desse grupo de degenerados.

    Além de muita ação e porradaria, o novo longa de James Gunn promete apostar no bom humor e nas piadas ácidas para compor a trama do grupo.

    Seguindo uma linha parecida com Guardiões da Galáxia, franquia de filmes dirigida pelo cineasta na Marvel, Gunn parece ter encontrado a fórmula ideal para dar um novo olhar a esse grupo de deliquentes.

    Na trama, Capitão Bumerangue, Caça-Ratos 2, Sanguinário, Pacificador, Sábio, Tubarão-Rei, Blackguard, Dardo e Arlequina estão presos na Belle Reve, a penitenciária com a maior taxa de mortalidade nos Estados Unidos. Usando suas habilidades, esse grupo está disposto a fazer qualquer coisa para escapar de lá e cumprir uma nova missão.  

    O Esquadrão Suicida traz no elenco nomes já conhecidos do público como Margot Robbie, Viola Davis, Alice Braga, John Cena, Sylvester Stallone, Joel Kinnaman, Pete Davidson, Taika Waititi, Tinashe Kajese e Idris Elba

    A estreia está agendada para o dia 05 de agosto nos cinemas. 

    Veja o trailer:

    Veja mais