RIO 2011: Comportado, novo filme de Cronenberg não empolga

Longa que mostra confrontos entre Freud e Jung representa face mais discreta do diretor

10/10/2011 07h56

Sessão abarrotada e concorrida de Um Método Perigoso, novo filme de David Cronenberg, no Festival do Rio, antes do apagão prejudicar as sessões de sábado (8/10). Alguns aplausos no fim da sessão e opiniões divididas. Há os que gostam incondicionalmente e os que consideram o filme tépido. Integro o segundo grupo.

Essa divisão depende especialmente da preferência por qual estilo do cineasta o espectador tem mais carinho. Quem prefere os riscos de Cronenberg certamente sairão desapontados de Um Método Perigoso.

Existe, porém, no filme, interessantes passagens, especialmente de roteiro. O enredo reconstroi a trajetória de Sabina Spielrein, peça-chave que contrapôs duas escolas diferentes da psicologia: Sigmund Freud e Carl Jung. É dela e do choque que se estabelece a psicanálise que, por si só, já torna o filme digno de curiosidade para além da grife Cronenberg.

O mais interessante é certamente a fricção de duas gerações: Freud (Viggo Mortensen, que trabalhou com Cronenberg em Marcas da Violência e Senhores do Crime) é a velha-guarda que estabelece as bases. Jung (Michael Fassbender) é o contraditório desafiante às postulações freudianas. Sabina (Keira Knightley) é o elo que ora une, ora separa os dois.

Desse confronto entre o velho e o novo surge o que realmente interessa no longa. É como se Cronenberg quisesse prestar um tributo a uma mudança radical na percepção e compreensão do comportamento humano e, para tal, decidiu tomar uma postura mais discreta, deixando o palco para a história e seus porta-vozes (os atores), brilharem.

O que, de fato, eles fazem, assumindo com carinho e serenidade as contradições desses três personagens históricos. Espanta, porém, que até mesmo nas cenas em que está em jogo um delicioso jogo masoquista, Um Método Perigoso seja comedido.

Fã de um cineasta pouco comportado como David Cronenberg, seu novo filme não deixa de ser um desapontamento. Interessante, sim, mas não empolgante. Aí está a diferença. Quiçá, numa revisão, seus méritos cresçam? A propósito, o filme tem distribuição garantida no Brasil pela Imagem Filmes.

Serviço

Sessões de Um Método Perigoso no Festival do Rio

Segunda-feira (17/10), às 13h20, no Estação Sesc Ipanema 2 [IP251]
Segunda-feira (17/10), às 17h40, no Estação Sesc Ipanema 2[IP253]
Quarta-feira (19/10), às 15h40, no Estação Vivo Gávea 5 [GV562]
Quarta-feira (19/10), às 19h30, no Estação Vivo Gávea 5 [GV564]
Quinta-feira (20/10), às 17h, no Estação Sesc Rio 1 [ER187]
Quinta-feira (20/10), às 23h45, no Estação Sesc Rio 1 [ER190]


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus