cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Rio de Janeiro pode ser sede da 'Hollywood brasileira'

    Cinco empresas já estariam interessadas no edital
    Por Felipe Minozzi
    05/08/2013

    A RioFilme, empresa municipal de fomento audiovisual do Rio de Janeiro, pretende lançar, ainda em agosto, um edital para que o Polo Rio Cine e Vídeo, que fica na Barra da Tijuca, ganhe ampliações e investimentos em infraestrutura no valor de R$ 90 milhões.

    O Polo é, atualmente, a única alternativa de grande porte para as produtoras independentes, com oito estúdios que funcionam sob administração conjunta de 86 produtoras. O terreno ocupado abrange menos da metade do espaço disponível.

    O edital vai oferecer a concessão do local por 30 anos, atrelado à obrigação de se construir mais 5.000 m² a mais de estúdios, além da reforma completa dos já existentes, obras que, somadas, chegariam aos R$ 90 milhões citados anteriormente.

    Diler Andrade, produtor dos filmes de Xuxa e Renato Aragão, disse que o valor de investimento é muito alto, e não retornaria em 30 anos.

    Segundo Adrien Muselet, diretor comercial da RioFilme, o investidor terá o valor recuperado em 17 anos. Ele afirmou que cinco empresas já mostraram interesse pelo edital: Quanta, Casablanca e CiaRio, além das europeias Pinewood e FremantleMedia.