cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Romenos querem processar produtores de Borat

    Por Da Redação
    16/11/2006

    O comediante inglês Sacha Baron Cohen pode ser processado pela vila romena que serviu de locações para Borat, filme que está há duas semanas no topo da lista dos mais vistos pelos norte-americanos. Os habitantes da vila também foram inspiração para a criação do personagem.

    Os habitantes da vila de Glod estão espantados, no sentido negativo, com a forma que Cohen ridicularizou sua cultura no filme. O líder da comunidade local Nicolae Staicu disse que pretende tomar atitudes legais contra o comediante e a produtora de Borat, a Fox Films. Staicu também alega que Cohen pagou aproximadamente US$ 4 para cada habitante a fim de usá-los como figurantes em cenas degradantes. A comunidade aceitou participar do filme por acreditar se tratar de um documentário. Pelo menos foi isso que os produtores disseram, sem firmar qualquer contrato legal com os habitantes de Glod. Dana Luca, uma das residentes, disse: "Pensei que eles vieram nos ajudar, não zombar. Não temos nada por aqui, nem mesmo água encanada. Somos pessoas pobres, mas somos pessoas acima de tudo."

    Borat é um mocumentário (produção fictícia filmada como se fosse um documentário) sobre um repórter da TV cazaque que tem medo de judeus e parte para os EUA em um intercâmbio cultural. O filme custou apenas US$ 18 milhões para ser produzido e já rendeu mais de U$ 26 milhões somente nos EUA.

    Borat está previsto para estrear no Brasil em fevereiro de 2007.