cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Roteiro perdido de Ingmar Bergman será filmado por ex-rival

    Suzanne Osten é uma das principais cineastas da Suécia
    Por Daniel Reininger
    29/10/2016

    Um roteiro escrito pelo cineasta sueco Ingmar Bergman (O Sétimo Selo) para um filme feito em colaboração com o italiano Federico Fellini (A Doce Vida) e o japonês Akira Kurosawa (Os Sete Samurais) será transformado em filme pela diretora sueca Suzanne Osten (Um Skinhead No Divã), rival de Bergman, informa o jornal Dagens Nyheter.

    Sessenta e quatro minutos com Rebecka é apontado como uma trama feminista escrito em 1969, Infelizmente, a colaboração entre os diretores nunca aconteceu.

    Suzanne é uma das principais cineastas da Suécia, mas ela e Bergman eram abertamente rivais. Não só por diferenças de visão, mas também por conflitos pessoais. O primeiro filme de Suzanne, Mamma, narra a luta de sua mãe no meio dominado por homens e Bergman é um dos criticados.

    Além disso, em 1990 ela lançou The guardian angel e ganhou prêmios em diversos festivais, mas não conseguiu nenhuma estatueta no Festival de Glasgow, do qual Bergman era o presidente do júri. 

    Quando leu o roteiro de Sessenta e quatro minutos com Rebecka, Suzanne decidiu adaptar a obra também para o cinema. "No começo eu estava um pouco relutante. Eu tinha zero ideia do que era. E então eu fiquei muito entusiasmada quando li. Eu gritei na hora: uau! Ele foi feminista por 64 minutos!", disse a diretora ao The Guardian.

    Muitos dos roteiros do cineasta nunca foram filmados, mas Sessenta e quatro minutos com Rebecka ficou perdido por anos e era desconhecido até mesmo para os estudiosos da obra do sueco.

    O lançamento do longa metragem deve acontecer em 2018, quando será comemorado o centenário de Bergman.