cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    'Rua do Medo' se saiu melhor do que encomenda

    Trilogia de terror da Netflix superou as expectativas e virou febre na internet
    Por Thamires Viana
    16/07/2021 - Atualizado há 15 dias

    Em junho deste ano, quando foi anunciada pela Netflix, a trilogia Rua do Medo virou um dos assuntos mais comentados da internet. 

    Os três filmes focados no terror adolescente são baseados nos best-sellers do autor R.L. Stine e chegaram com tudo ao catálogo. Prova disso é que a produção virou febre entre o público em poucas horas após o lançamento do primeiro filme. 

    As histórias são ambientadas na cidade de Shadyside e divididas em três épocas diferentes: 1994, 1978 e 1666. Nos anos 90, que marcam o primeiro filme, um grupo de adolescentes descobre eventos aterrorizantes que assombram a cidade há gerações e que podem estar todos conectados. Além disso, eles podem ser as próximas vítimas! 

    No segundo filme a trama retorna à década de 70 para revelar mais alguns mistérios que levaram a uma onda de assassinatos no Acampamento Nightwing. Já no terceiro e último longa, a trama volta ao século XVII para, enfim, contar como a maldição da bruxa Sarah Fier caiu sobre Shadyside.

    Olivia Scott Welch e Kiana Madeira em cena de Rua do Medo: 1994Reprodução / Netflix

    Melhor que encomenda

    Se o gênero do terror já atrai - e muito - o público, o que dizer então de uma história voltada ao mundo teen? Era a chance da Netflix de criar uma nova febre e alcançar o patamar de Stranger Things. Bom, o tiro no escuro deu certo! 

    Para isso, trouxe ao elenco nomes como Sadie Sink e Maya Hawke, duas atrizes que dominaram a terceira temporada da icônica atração. Além delas, Kiana Madeira, uma jovem de 28 anos conhecida pela série Gatunas, que encantou o público como a destemida Deena.  

    Quer mais elementos que são a chave do sucesso? Rua do Medo tem! A homenagem a grandes clássicos do terror estão ali com claras referências de Pânico, Sexta-Feira 13, Halloween, A Hora do Pesadelo e O Novo Mundo. Essa 'ressurreição' do slasher, subgênero do terror que estava apagadinho há algum tempo, foi muito construída, inclusive. Para fechar o combo, a trilogia ainda inseriu um drama lésbico adolescente que fez toda a diferença: o amor de Deena e Sam (Olivia Scott Welch). 

    A trilogia não se limitou e arriscou em roteiros consistentes que se conectam bem entre as três produções. Escritos por cinco roteiristas diferentes, incluindo a diretora Leigh Janiak, os três filmes ampliam o universo criado por R.L. Stine de forma convincente e pontual.  

    A inserção de uma trilha sonora impecável também é algo para se prestar atenção. Há canções icônicas de Garbage, Iron Maiden, Radiohead, David Bowie - incluindo uma homenagem ao seu alter ego Ziggy Stardust em Rua do Medo: 1978 -, Pixies, Nirvana, The Runaways e Buzzcocks. 

    Além da trama atrativa, elenco carismático, nostalgia das décadas 70 e 90 e romance fofo no ar, algumas manobras inteligentes da plataforma de streaming foram fundamentais para garantir o sucesso. Os três filmes são interligados, ou seja, aguçam completamente a curiosidade dos assinantes para saber o que vem a seguir. A ideia de lançá-los semanalmente foi outra sacada interessante, já que desde a estreia de Rua do Medo: 1994, o primeiro filme, as redes sociais foram tomadas de comentários, memes e até páginas de fãs criadas para a atração. Isso 'segurou' o público por três semanas consecutivas e, possivelmente, não será esquecida tão cedo!

    Continua após o anúncio
    Kiana Madeira em cena de Rua do Medo: 1666Reprodução

    Qual a ordem certa para conferir os filmes?

    Ainda não viu a trilogia completa e está em dúvidas de por onde começar? Calma, eu te conto! A Netflix lançou as três produções na ordem certinha de acontecimentos, então é fácil!

    • ORDEM

    Rua do Medo: 1994, lançado em 02 de julho. 
    Rua do Medo: 1978, lançado em 09 de julho.
    Rua do Medo: 1666, lançado em 16 de julho.

    RUA DO MEDO: 1994

    RUA DO MEDO: 1978

    Continua após o anúncio

    RUA DO MEDO: 1666

    Veja também: