cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Saiba tudo sobre a produção O Senhor dos Anéis

    Por Da Redação
    18/01/2001

    Em todo o mundo fãs do grande clássico da literatura fantástica de J.R.R. Tolkien, O Senhor dos Anéis, estão contando os dias para a estréia do primeiro filme sobre o livro, marcada para dezembro deste ano. Um trailer com imagens do filme começará em breve a ser exibido em cinemas dos EUA e do Canadá.

    Desde que foi anunciada a transposição para as telas da saga O Senhor dos Anéis, os fãs foram tomados de uma verdadeira histeria coletiva. Os três filmes da série estão sendo rodados simultaneamente na Nova Zelândia, sob a direção de Peter Jackson (Os Espíritos) e envolto numa aura de mistério.

    Apesar da marcação cerrada da imprensa e dos fãs, ninguém conseguiu saber como a história está sendo adaptada pelo cineasta. Boatos sobre a trilogia rendem diariamente debates acalorados o filme na Internet.

    O sucesso já é enorme. Em abril de 2000, mais de 1,67 milhão de pessoas no mundo inteiro baixaram imagens exclusivas da filmagem secreta de O senhor dos anéis nas primeiras 24 horas em que o filme está disponível, superando o recorde do primeiro episódio de Guerra nas Estrelas.

    No primeiro filme estão os atores Elijah Wood, Viggo Mortensen, Sean Astin e Ian Mc Kellen. A única coisa que sabe até o momento é que a trilogia segue a mesma história dos livros, narrando a história de Frodo, um jovem que depois de herdar um anel mágico se vê envolvido em perigosas aventuras para salvar os habitantes da Idade Média das forças do mal.


    A HISTÓRIA

    O livro O Senhor dos Anéis surgiu a partir de um outro livro do mesmo autor chamado O Silmarillion. A história se passa alguns anos após a história do livro O Hobbit, que é considerado como a introdução do Senhor dos Anéis.
    Conta a lenda que, em tempos imemoriais, foram feitos anéis mágicos dotados de poderes extraordinários. Os Grandes Anéis, cheios de poder, eram muito perigosos - principalmente se utilizados por humanos. Ao todo foram feitos três anéis para os Reis-Elfos, sete para os Senhores Anões, Nove para os Homens Mortais e um para o Senhor do Escuro em seu trono na Terra de Mordor, onde as sombras se deitam.

    Sauron, o Senhor da escuridão, havia sido vencido há muito tempo em uma batalha muito importante, conduzida por reis humanos, elfos e anões. Mas ele não havia sido totalmente derrotado. E no momento ambientado na história, ele volta a reunir forças e seduz os portadores dos Nove Anéis (os nove cavaleiros negros, assustadoras criaturas fantasmagórica), na tentativa de estabelecer seus domínios por toda a Terra-Média (palco imaginário da aventura).

    Acontece que, durante a batalha, um anel se perde. Ele só é encontrado alguns anos depois por uma criatura desprezível chamada Sméagol dentro das profundezas de um rio. Sméagol, ao colocá-lo em seu dedo, descobre que pode ficar invisível e aproveita-se disto para praticar atos maliciosos e roubar. Quando sua família descobre, expulsam-no de casa e ele torna-se um ser abandonado, vivendo no lodo e na escuridão, passando a ser conhecido como Gollum.
    Este tal Gollum vai para as profundezas de uma montanha e lá fica por muitos anos, comendo peixes e filhotes de orcs (que ele roubava de suas mães quando estava invisível). Até que encontra Bilbo, que numa jogada de charadas consegue enganar a criatura Gollum, e ganha o anel.


    Sobre o autor

    John Ronald Reuel Tolkien (1892-1973), nasceu na cidade de Bloemfontein, África do Sul, em 03 de janeiro de 1892. Mudou-se para a Inglaterra aos três anos de idade com a mãe, Mabel Tolkien, e seu irmão Hilary.

    Em 1910, Tolkien ganha uma bolsa de estudos para a Exeter College de Oxford, onde passou a estudar, se formando em 1915, com honras, em Língua Inglesa e Literatura.

    Tolkien se alistou nas forças armadas e em 1916 e embarcou para a França, como Segundo Tenente na Primeira Guerra Mundial. Em 1919, contraiu tifo e recebeu baixa do serviço militar, sendo enviado para um hospital onde começa a trabalhar no Livro dos Contos Perdidos, que deu origem à mitologia de O Senhor dos Anéis.

    Existem referências de que os primeiros manuscritos de O Senhor dos Anéis foram escritos por Tolkien ainda em 1937. Nos 14 anos seguintes, ele leria trechos do livro a seus amigos e filhos, o que teria o encorajado a continuar.

    Somente em 1949 O Senhor dos Anéis é terminado. A idéia original era o lançamento em um só volume, mas, para baratear os custos, o original foi dividido em três partes: "A Sociedade do Anel", "As Duas Torres" e "O Retorno do Rei".