cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Saiba tudo sobre a distopia de The Handmaid's Tale

    Atração é estrelada por Elisabeth Moss e aborda sociedade regida por um governo totalitário
    Por Thamires Viana
    18/05/2020

    Lançada em 2017, The Handmaid's Tale se tornou um sucesso de público e crítica ao abordar o futuro distópico de uma sociedade americana regida por um governo totalitário que retira os diretos das mulheres e minorias. Estrelada pela atriz Elisabeth Moss, a atração conta atualmente com três temporadas e foi eleita a Melhor Série Dramática no Emmy de 2017 e garantiu o mesmo prêmio no Globo de Ouro em 2018.

    Conheça mais sobre The Handmaid's Tale:

    República de Gilead

    Em um futuro próximo, a atração é ambietada em um Estados Unidos tomado por um governo totalitário e religioso, tornando-se a República de Gilead. Nela, a sociedade é organizada com novas castas sociais, nas quais mulheres perderam os direitos de trabalhar, ler e controlar o próprio dinheiro.

    Devido ao aumento de poluição e de doenças sexualmente transmissíveis, as taxas de fertilidade caíram em todo o mundo e as poucas mulheres que ainda são férteis viram 'Aias'. Elas são recrutadas para morarem nas casas da elite governante e submetidas a rituais de estupros pelos líderes religiosos para engravidarem e gerarem os filhos da família.

    Com o recrutamento, essas mulheres perdem seus nomes e são afastadas de suas famílias legítimas. Entre elas está June Osborne, personagem de Elisabeth Moss, que é obrigada a abandonar seu marido e sua filha para servir à casa do Comandante Fred Waterford e de sua esposa Serena Joy. Agora com o nome de Offred, a Aia é subetida às regras da casa, mas nutre a esperança de poder voltar a viver com seus entes queridos. Para isso, ela tenta garantir aliados para dar início à rebelião contra esse regime ultraconservador.

    Minorias

    Por se tratar de um regime religioso com regras baseadas na Bíblia, as minorias são condenadas por seus "erros" na vida pré-Gilead. Enquanto as mulheres férteis são designadas para gerar os filhos de seus Comandantes, as inférteis, lésbicas e mulheres mais velhas são levadas para a Colônia, um dos lugares mais desumanos da nova sociedade. Lá elas sofrem mutilação genital e são designadas para trabalhos braçais no campo sem condições estruturais, nem auxílio de saúde ou alimentação. 

    Inspiração para a trama

    A história do fututo próximo e conservador pode mesmo parecer atual, mas a trama de The Handmaid's Tale foi escrita em 1985 pela conceituada autora Margareth Atwood. A primeira temporada da série foi fielmente baseada no livro homônimo, no qual Atwood descorre em detalhes a história da sociedade na República de Gilead. Já as segunda e terceira temporadas foram escritas livremente, mas dando seguimento ao enredo do livro.

    Em 2019, a autora lançou The Testaments, sequência que se passa 15 anos após os eventos de The Handmaid's Tale. No entanto, ainda não há informações se a quarta temporada da série será baseada nas páginas do novo livro.

    Produção e Elenco

    The Handmaid's Tale é uma série original do streaming Hulu e foi criada por Bruce Miller. Ele também atua como produtor executivo ao lado de Daniel Wilson, Fran Sears e Warren Littlefield. Atwood participou do processo de criação da série como consultora para auxiliar Miller na expansão da trama. Além de estrelar, Moss também produz a atração dirigida por Reed Morano.

    Embora seja ambientada nos Estados Unidos, The Handmaid's Tale teve suas gravações todas centradas no Canadá - Toronto, Mississauga, Hamilton e Cambridge.  

    Além de Elisabeth Moss, o elenco também traz nomes como Samira Wiley, Alexis Bledel, O.T.Fagbenle, Max Minghella, Amanda Brugel, Ann Dowd, Joseph Fiennes, Madeline Brewer e Yvonne Strahovski.

    Premiações

    No Emmy Awards 2017, além do prêmio de Melhor Série Dramática, The Handmaid's Tale também levou Moss a vencer a categoria de Melhor atriz em série dramática, enquanto Ann Dowd foi eleita a Melhor atriz coadjuvante e Alexis Bledel saiu vencedora como Melhor atriz convidada. Já no Globo de Ouro de 2018, a serie também levou o prêmio de Melhor Série Dramática e Moss foi eleita a Melhor Atriz em Série dramática naquele ano.

    Onde ver

    No Brasil, a atração é exibida na TV fechada pelo canal Paramount. Já no streaming, as três primeiras temporadas estão disponíveis no app da Fox para assinantes Fox Premium. O Globoplay também disponibiliza aos assinantes as três temporadas completas da série.

    Veja também: Dicas de séries para quem ama histórias complexas