cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    São Paulo exibe raridades do cinema

    Por Da Redação
    26/12/2007

    Entre o período que compreende o Natal e o Ano Novo, muitas pessoas viajam e as metrópoles esvaziam. Enquanto a programação dos grandes filmes de férias "bombam", o circuito alternativo e de festivais ficam bem vazios. Aproveitando esse período, a Cinemateca Brasileira e o Centro Cultural Banco do Brasil traz para o público cinéfilo de São Paulo a mostra Clássicos e Raros do Nosso Cinema.

    A seleção dos filmes, com a curadoria de Francisco César Filho, cineasta e "agitador cultural" em parceria com a programação da Cinemateca, contempla critérios técnicos como a carência de cópias e estéticos, com filmes clássicos e de gênero. Todos os filmes serão exibidos em cópias novas, muitas delas feitas especialmente para essa mostra.

    "Pelo próprio recorte indefinido, a idéia é cobrir o maior segmento possível de gêneros e cineastas" diz Remier Lion, da programação da Cinemateca. Francisco César Filho enfatiza que "as jóias raras estão nos filmes de gêneros". Como o bangue-bangue A Filha do Padre (1975), de Tony Vieira, e Crônica da Cidade Amada (1965), de Carlos Hugo Christensen, primeiro longa-metragem colorido do Brasil feito em cinemascope - processo de captação de imagens combinado com um sistema de projeção.

    Entre os filmes clássicos e de grandes bilheterias estão: O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rogério Sganzerla, obra-prima do Cinema Marginal e
    Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia (1976), de Hector Babenco, que fez 5,4 milhões de espectadores.

    Nem só de ver filmes, vive um cinéfilo

    Os destaques da mostra serão os encontros com os cineastas, que são realizados após a exibição dos filmes, no CCBB de 09/01 a 12/01 e na Cinemateca de 16/01 a 20/01.

    "A grande idéia não é só ver os filmes, mas conversar com as pessoas que o fizeram", conta Carlos Reichenbach, que participa com Amor, Palavra Prostituta (1980). Filme que ficou dois anos e meio interditado na censura e somente foi exibido integralmente em 2005. A mostra contará com a participação de Andrea Tonacci (Bang Bang), Ivan Cardoso (As 7 Vampiras), David Cardoso (A Herança), entre outros.

    Confira a programação completa aqui .

    Clássicos e Raros do Nosso Cinema
    26 de dezembro de 2007 a 20 de janeiro de 2008
    Centro Cultural Banco do Brasil
    Rua Álvares Penteado.112 - Centro, São Paulo - SP
    Sala Cinemateca / BNDES
    Largo Senador Raul Cardoso, 207 - Vila Mariana, São Paulo - SP