cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Se Beber, Não Case! 3: Diretor e elenco divulgam filme no Rio

    Terceiro e último longa da franquia chega às telas nesta quinta
    Por Roberto Guerra, do Rio de Janeiro
    30/05/2013

    Os realizadores de Se Beber, Não Case! 3 não incluíram o Brasil no circuito de divulgação do último filme da franquia à toa. No país os longas anteriores foram muito bem de bilheteria, principalmente levando em conta o elenco formado por desconhecidos do grande público à época. Em 2009, o primeiro filme rendeu R$ 15, 7 milhões e foi a 17ª maior bilheteria do ano no país. Se Beber, Não Case! 2 estreou dois anos depois e quase dobrou o faturamento, acumulando um total de R$ 27,1 milhões. "O Brasil foi muito importante para a franquia Se Beber, Não Case! Por isso fiz questão de vir aqui com todo o elenco lançar o último filme a agradecer aos brasileiros", disse o diretor Todd Phillips nesta quarta-feira (29) em evento de lançamento do filme realizado no Morro da Urca, Rio de Janeiro.

    O Bando de Lobos veio completo ao Brasil, mas se apresentou desfalcado para a entrevista coletiva. Zach Galifianakis sofre de acrofobia e o medo de altura o impediu se subir o bondinho do Pão de Açúcar. Tentou participar por telefone, mas a ligação falhou. Ele é o destaque deste último filme. Seu jeito incorrigível é o que leva os comportados Phil (Bradley Cooper), Stu (Ed Helms) e Doug (Justin Bartha) a se meterem em mais uma enrascada quando resolvem interná-lo numa clínica de recuperação. "Estudamos bastante os dois primeiros para poder fazer um terceiro que realmente parecesse uma conclusão. E o filme é concentrado no Alan justamente por ele ser o mais problemático do grupo, aquele que não se encaixa", afirmou o diretor.

    Bradley Cooper, uma das estrelas da franquia, comentou as diferenças entre fazer uma comédia como Se Beber, Não Case! e encarar um papel dramático como o de O Lado Bom da Vida, filme que lhe rendeu uma indicação ao Oscar. "Os dois são desafiadores. Cada papel tem suas especificidades. Gostei mesmo foi de trabalhar com pessoas talentosas como esses dois grandes diretores", disse Cooper.

    Outro destaque desse terceiro episódio é Chow, o vilão oriental vivido por Ken Jeong. Ao lado de Alan, são responsáveis pelos momentos mais engraçados do longa. "Fiquei muito grato de participar do terceiro filme, afinal, no segundo eu fui preso. Larguei a medicina para fazer cinema. Participar de tudo isso era tudo o que mais queria", contou. Jeong foi convencido pela mulher a seguir seu sonho de se tornar ator há oito anos. "Foi ela quem me incentivou a abandonar a carreira médica e me dedicar ao cinema. Eu mesmo não acreditava muito que pudesse viver disso".

    Questionado sobre se não sentia falta de ver seu personagem participar mais ativamente da trama, Justin Bartha brincou dizendo que Doug é do tipo de pessoa que todo mundo quer longe na hora de fazer bagunça. "Ele é meio chato. Não se encaixa na simetria de uma comédia, por isso nas tramas ele está sempre longe. Está ali para dar sentido à história", avaliou.

    Todd Phillips foi categórico ao dizer que não haverá um quarto filme Se Beber, Não Case! E confessou que, por pouco, o Rio de Janeiro não foi cenário do segundo longa. "Todas essas cidades têm o clima do filme: Rio, Bangcoc, Vegas, Tijuana. Para o segundo, ficamos entre o Rio e Bangcoc. As duas pareciam más escolhas, no bom sentido. Consideramos o Rio muito seriamente. No final, pesou o personagem de Mr. Chow, que tinha mais a ver com Bangcoc."

    Estiveram presentes também à coletiva os atores Ed Helms e Heather Graham. Ela viveu a prostituta que se casou com Stu, personagem de Helms, no primeiro longa. Se Beber, Não Case! 3 estreia nesta quinta-feira (30) em todo o país.