cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Secretário de cultura de São Paulo participa de debate sobre política para audiovisual

    Por Da Redação
    13/03/2001

    Foi realizado ontem, no Teatro do Sesi, em São Paulo, debate público sobre as políticas municipais para o audiovisual. O objetivo do evento foi oferecer à cidade um encontro com o novo secretário da cultura, Marco Aurélio Garcia.

    O evento foi aberto ao público e, além do secretário de cultura, foram convidados Gustavo Dahl, presidente do Congresso Brasileiro de Cinema; Giba Assis Brasil, representante da bem-sucedida política para cinema de Porto Alegre; e Manoel Rangel, atual presidente da ABD-SP.

    O debate teve início com um discurso enfadonho de Gustavo Dahl, que aproveitou o momento para contar a história de sua infância e adolescência em São Paulo, mas muito pouco entrou no cerne da questão, que era a proposta de criação de uma política de audiovisual para São Paulo nos próximos quatro anos.

    Depois foi a vez de Giba de Assis, que explicou em detalhes como funciona a Funproarte, bem-sucedida política cultural do município de Porto Alegre, que nos últimos sete anos bancou a realização de 25 curtas-metragens, além de peças de teatro, eventos musicais etc.

    A criação do Funproarte partiu da idéia de se investir em cultura, independente das leis de incentivo federais. Depois de muitos debates, foi criada a fundação que administra um fundo municipal no valor de R$ 380 mil por ano, distribuído para a realização de diversos projetos culturais.

    Por último falou o secretário de cultura de São Paulo, que vem estudando propostas para a criação de uma política cultural para o Estado. Marco Aurélio Garcia fez elogios à política porto-alegrense, mas ressaltou que é preciso adaptar o projeto às dimensões da cidade de São Paulo.