cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Seja no BBB ou em Hollywood, veja quem já foi "cancelado" por falar demais

    A participante Sarah Andrade causou polêmica ao falar no programa sobre seu posicionamento político
    Por Thamires Viana
    05/03/2021 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Na madrugada desta sexta-feira (05), Sarah Andrade, participante do BBB21, passou a ser alvo de críticas após revelar seu posicionamento político em uma conversa informal com os brothers. Favorita ao prêmio, a integrante do programa virou um dos assuntos mais falados do dia e já vem sendo "cancelada" na internet, além de perder seguidores em suas redes sociais.

    Mas não é só no BBB que alguns posicionamentos e opiniões se tornam motivo de cancelamento. Em Hollywood, muitos astros já "falaram demais" e acabaram decepcionando o público.

    Relembre alguns casos: 

    Chris Pratt

    O ator Chris PrattReprodução

    Em 2020, o ator Chris Pratt, o Peter Quill da franquia Guardiões da Galáxia, foi extremamente criticado durante as eleições americanas na qual Donald Trump concorria com Joe Biden. Ao não se posicionar a favor do democrata como diversos outros atores, ele foi alvo de críticas que apontavam que ele apoiou o republicano Trump. 

    Para deixar as coisas ainda mais delicadas, ele usou suas redes sociais para fazer uma piada considerada "insensível" pelo público: "Com tudo o que está acontecendo no mundo, é mais importante do que nunca que você vote. Apenas pergunte a qualquer celebridade. Eles vão te dizer. Mas eu? Eu vou te dizer exatamente em quem votar". 

    Em 2019, ele já havia virado alvo de críticas ao revelar que frequenta a Igreja Zoe, em Los Angeles. O ator Elliot Page fez críticas a Pratt alegando que o local prega a cultura do anti-LGBTQI+, mas apesar de se defender afirmando que a igreja abre suas portas para todas as pessoas, Pratt foi cancelado pelo público.

    Continua após o anúncio

    Letitia Wright

    A atriz Letitia WrightReprodução

    Letitia Wright, a Shuri de Pantera Negra, foi outra que deu o que falar após declarar um posicionamento na internet! Em dezembro de 2020, quando alguns países começavam as vacinações contra a COVID-19, Wright publicou em seu Twitter oficial um vídeo que questionava a eficácia e legitimidade das vacinas, além de trazer diversos outros comentários negativos que apontavam a China como a grande culpada pela disseminação da doença. 

    Em minutos, o post se tornou um dos assuntos mais comentados da rede social e muitos alegavam grande decepção pelo posicionamento da atriz. Horas depois, ela se desculpou afirmando que "Não tinha a intenção de machucar ninguém" e em seguida desativou sua conta. 

    Vanessa Hudgens

    A atriz Vanessa HudgensReprodução

    A eterna Gabriella Montez da franquia High School Musical também acabou falando demais e sendo cancelada. Ainda no começo da pandemia de COVID-19, quando diversos eventos estavam sendo adiados ou então cancelados pelas organizações, Vanessa Hudgens se indignou com o fato de não poder ir ao Coachella, tradicional festival de música que acontece na Califórnia. 

    Ela publicou um vídeo em seu Instagram oficial onde lamentava o cancelamento do evento e também desdenhava do perigo da doença. “Me desculpem, é um vírus, eu entendo e respeito isso, mas ao mesmo tempo eu estou tipo, mesmo que todas as pessoas peguem, pessoas vão morrer, o que é terrível, mas inevitável", afirmou. Não demorou muito para que diversas críticas fossem direcionadas à atriz! 

    Continua após o anúncio

    Gina Carano

    A atriz Gina CaranoReprodução

    Há três semanas, a atriz Gina Carano, de The Mandalorian, causou muita revolta ao compartilhar uma postagem no TikTok na qual fazia comentários sobre a Alemanha nazista. Além de ser cancelada pelo público, ela ainda foi demitida da série de sucesso. 

    No post, Carano afirmava que o genocídio contra o povo judeu não foi praticado pelos nazistas. “Os judeus foram espancados nas ruas, não por soldados nazistas, mas por seus vizinhos, até por crianças. Como a história é editada, a maioria das pessoas hoje não percebe que, para chegar ao ponto em que os soldados nazistas poderiam facilmente prender milhares de judeus, o governo primeiro fez com que seus próprios vizinhos os odiassem simplesmente por serem judeus". 

    Meses antes, Carano também já havia causado polêmica ao ridicularizar o uso de máscaras contra a COVID-19 e também por fazer piadas ofensivas com pessoas trans sobre o uso de pronomes neutros.

    Conteúdo Relacionado