cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Você sabia que Paul McCartney quase foi Frodo? Beatles queriam filmar O Senhor dos Anéis

    Conheça a história da adaptação que nunca aconteceu
    Por Daniel Reininger
    01/12/2021 - Atualizado há cerca de 2 meses

    Get Back, série documental da Disney+ sobre o cotidiano da banda Beatles, se tornou um grande sucesso. São 60 horas de filmagem e 150 horas de gravação de áudio, organizadas pelo diretor Peter Jackson, para dar um grande presente aos fãs de Beatles.

    Mas a relação entre Beatles e o Senhor dos Anéis não para no diretor de Get Back, o mesmo da trilogia clássico e do prólogo O Hobbit. Os próprios Beatles queriam fazer sua adaptação de Senhor dos Anéis e Paul McCartney seria o protagonista Frodo!

    Senhor dos Anéis, o musical

    Em 1968, Peter Jackson tinha apenas seis anos e não fazia ideia que dirigiria O Senhor dos Anéis algum dia. Esse foi o ano em que o autor dos livros, J.R.R. Tolkien, recusou aos Beatles a permissão para fazer uma versão cinematográfica de seu épico de fantasia.

    Se o filme tivesse recebido luz verde, a adaptação seria um musical com composições dos Beatles e teria McCartney como Frodo, Starr como Sam, Lennon como Gollum e Harrison como Gandalf. O diretor escolhido era Stanley Kubrick, que tinha acabado de fazer 2001: Uma Odisséia no Espaço.

    De acordo com o Screen Rant, Kubrick gostava da obra de J.R.R.Tolkien, mas não achava possível fazer um live-action do longa com a tecnologia da época. Sem o cineasta, os próprios músicos começaram a perder o interesse no projeto, embora a proibição de Tolkien tenha sido definitiva.

    Ainda bem, porque permitiu a Jackson produzir os três filmes ganhadores do Oscar, como ele mesmo revela.

    Jackson foi atrás da verdade

    Trabalhar com os Beatles também deu a Jackson a chance de perguntar a Sir Paul McCartney sobre o que realmente aconteceu com a versão deles de O Senhor dos Anéis.

    Jackson admite que estava curioso para descobrir a verdade sobre o assunto. "Tenho juntado pequenos pedaços de informação. Tenho interrogado Paul sobre isso. Ringo não se lembra muito", disse Jackson.

    “O que entendi é que Denis O'Dell, que foi o produtor de filmes da Apple e produziu Um Beatle no Paraíso, teve a ideia de fazer O Senhor dos Anéis. Quando eles (os Beatles) foram para Rishikesh, na Índia, após cerca de três meses com o guru Maharishi, no início de 1968, Denis mandou os livros para os Beatles".

    No entanto, a intervenção do autor fez com que a ideia não saísse do papel. "No final das contas, eles não conseguiram os direitos de Tolkien, porque ele não gostou da ideia de um grupo pop fazendo sua história. Eles tentaram fazer isso. Não há dúvida sobre isso. Por um momento, eles estavam pensando seriamente em fazer uma adaptação no início de 1968", conta Jackson à BBC.

    Ele também reconhece como sua própria vida poderia ter sido diferente se os Beatles já tivessem feito O Senhor dos Anéis. “Paul disse: 'Bem, estou feliz por não termos feito, porque você pôde fazer o seu e eu gostei do seu filme'", conta Jackson.

    Pena que nunca ouviremos a trilha que seria composta pela banda, “O que os Beatles teriam feito com uma trilha sonora para O Senhor Dos Anéis? Teriam sido 14 ou 15 canções incríveis de ouvir.", comenta o cineasta.

    Ele admite ter opiniões conflituosas sobre o filme que nunca existiu. "Eu teria adorado ouvir aquele álbum, mas também estou feliz por ter tido a chance de fazer os filmes. Mas aquelas canções teriam sido fascinantes."

    O Senhor dos Anéis

    Os três filmes de O Senhor dos Anéis de Jackson foram lançados entre 2001 e 2003 e foram aclamados, tanto que foram indicados para diversas premiações. O Retorno do Rei venceu até o Oscar de Melhor Filme. O longas fizeram, juntos, US$ 2,9 bilhões nas bilheterias mundiais.

    Get Back

    Sem dúvidas a obra de Peter Jackson consegue trazer, através de uma perspectiva intimista, quem eram os Beatles daquela época e explica o motivo da separação do grupo, com todas as angústias que antecederam esse momento. Assim como o diretor consegue capturar a essência do livro O Senhor dos Anéis.

    Os filmes clássicos sobre a obra de Tolkien estão disponíveis na HBO Max, enquanto o documentários do cineasta sobre os Beatles está na Disney+. Veja o trailer:

    Veja mais