The Office: Dez momentos vergonha alheia de Michael Scott

O chefe da Dunder Mifflin de Steve Carell já se humilhou muito!

27/11/2020 13h30

Por Alexandre Dias

The Office foi encerrada em 2013, mas a produção continua a fazer sucesso nos catálogos dos serviços da Amazon Prime Video e do Globoplay. A trama da sitcom mostra o dia a dia de uma pequena fabricante de papel, a Dunder Mifflin.

Cada funcionário da empresa caiu no gosto do público, até mesmo o inconveniente chefe, Michael Scott. Interpretado pelo gigante da comédia Steve Carell (O Virgem De 40 Anos), o personagem é conhecido pelo desejo de criar um ambiente amigável no trabalho, mas completamente às avessas, o que já ocasionou alguns momentos de muita vergonha alheia. 

Confira dez vezes em que Michael Scott deu vexame:

Jogo de basquete

 

A última coisa que falta a Michael é autoconfiança. Na primeira temporada, ele marcou um jogo de basquete entre os funcionários do escritório e do estoque. Obviamente, ele achou que seria o astro da partida, mas fez muito feio e ficou atrás de Dwight (Rainn Wilson) e Phyllis (Phyllis Smith).

 

Dança no cruzeiro 

 

Para alguém que terminou a noite algemado pelo capitão do Cruzeiro, a vergonha é óbvia, não é mesmo? Na segunda temporada, Michael levou os funcionários da Dunder Mifflin para o passeio em alto-mar e, além de querer "dar uma de chefe" na embarcação, ainda teve momentos bizarros como a sua dança única. 

 

"Caridade" no cassino 

 

Outro momento embaraçoso de Michael foi a festa "beneficente" da segunda temporada. O estoque foi transformado em um cassino, o que fez o chefe da Dunder Mifflin inventar desculpas para os funcionários sobre as doações do evento para a caridade. Como era de se esperar, eles não engoliram essa.

 

Pé queimado 

 

Um dos maiores dramas de Michael Scott. Na segunda temporada, ele conseguiu "queimar" o pé no grill de casa e tentou emplacar a falsa seriedade do machucado na empresa a todo custo. Inclusive, Dwight teve uma concussão para ajudá-lo!

 

Diwali

 

A festa típica indiana dos parentes de Kelly (Mindy Kaling) na segunda temporada teve vários vexames de Michael. Um deles foi o pedido de casamento para Carol (Nancy Carell, a esposa de Steve na vida real) após nove encontros. O outro foi uma apresentação dele com Dwight de fazer o espectador querer cobrir os olhos. 

 

Mike prisioneiro

 

Michael imitando o que seria um detento na visão dele. Não há vexame maior! Na terceira temporada, o chefe da Dunder Mifflin coloca um lenço na cabeça e faz a sua performance cheia de ofensas e gritarias depois de ouvir que a prisão seria melhor do que o ambiente da empresa. 

 

Camisa de força

 

Por que não se prender em uma camisa de força e correntes? Na terceira temporada Michael fez isso e garantiu que iria escapar sozinho. Sem surpresas, não aconteceu.

 

Despedida do Toby

 

Quando Toby Flenderson (Paul Lieberstein) saiu da Dunder Mifflin na quarta temporada, Michael não conseguiu disfarçar a sua felicidade. O chefe nunca foi o maior fã do funcionário do RH, mas mesmo assim fez uma apresentação para ele de despedida com Goodbye Stranger, do Supertramp. O resultado final já era previsível...

 

Chiclete no cabelo 

 

A quarta temporada reservou outro momento hilário da série. Um chiclete ficou grudado no cabelo de Michael. Só isso já seria engraçado e embaraçoso? Sim, mas como se não bastasse Dwight ajudou o chefe a tirá-lo da cabeça espalhando manteiga de amendoim por ela. 

 

Parkour

 

Um dos melhores momentos da série. Na sexta temporada, Michael tenta fazer parkour no escritório e nos arredores dele, o que deixa alguns (ou vários) objetos fora do lugar. Nessa vergonha, ele foi acompanhado por Dwight e Andy (Ed Helms). 

 

Nesta lista você leu sobre: O Virgem De 40 Anos.

Veja também: 

Como seria a quarentena de Modern Family

As melhores comédias de Steve Carell

O Virgem de 40 anos: as curiosidades mais irreverentes do filme


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus