cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Them, nova série de terror racial, tem cenas traumatizantes e está sendo bombardeada

    O terror racial tem crescido cada vez mais no cinema, mas o desconforto gerado vale o entretenimento?
    Por Da Redação
    28/04/2021 - Atualizado há 3 meses

    A nova série de terror da Amazon Prime Video mal foi lançada e já está dando o que falar. Criada por Little Marvin e produzida por Lena Waithe, Them integra a nova tendência de produções que abordam o terror racial.

    Com estética semelhante a Corra e Us, de Jordan Peele, a série tem dividido opiniões de espectadores e da crítica. Há quem diga que a primeira temporada da antologia é inovadora por abordar questões raciais de forma desconfortável, mas muita gente acredita que as cenas de brutalidade são apenas violência gratuita e, ao invés de trazer conscientização, levantam traumas, especialmente no público negro.

    Neste post, destrinchamos o enredo, o formato e a linguagem narrativa utilizada em Them. Confira a seguir sem se preocupar com spoilers!

    Cena de ThemReprodução

    O enredo de Them

    Lucky (Deborah Ayorinde) e Henry Emory (Ashley Thomas), junto de suas filhas, decidem se mudar da Carolina do Norte para um bairro de Los Angeles, após sofrerem um evento traumático. A pequena família afro-americana tenta escapar da discriminação e segregação racial fortemente predominante no sul do pais, nos anos 50, tempos em que as Leis de Jim Crow ainda estavam em vigor nos Estados Unidos.

    Henry é surpreendido por uma proposta de emprego em sua área (Engenharia), visto que naquele período o mercado era dominado por brancos (ainda mais do que hoje em dia) e os negros só eram chamados para cargos de cunho serviçal. Empenhado em dar uma vida melhor à sua esposa e filhas, Henry suporta todo o tipo de preconceito e humilhação no novo trabalho, aguentando quase tudo em silêncio.

    As coisas não são melhores para as mulheres da família. Embora a casa dos Emory esteja localizada em uma bela rua arborizada no subúrbio californiano (daquelas clássicas dos filmes norte-americanos), uma série de fenômenos sobrenaturais começa a se manifestar. Além disso, a vizinhança, majoritariamente composta por pessoas brancas, começa um revoltante processo de perseguição e degradação moral em cima de seus vizinhos negros.

    Continua após o anúncio
    Cena de ThemReprodução

    Por que a série está revoltando muita gente?

    A série entrega ao público tudo o que se espera de uma produção de alto calibre com maestria. Para que você tenha uma ideia, muito se fala que Them fechará 2021 entre as melhores obras do ano. Em termos de fotografia, direção de arte, trilha sonora, atuações e produção em geral, a crítica é quase unânime: a série é impecável.

    O problema está na execução do enredo. Muitos espectadores e críticos têm dito que o seriado é uma espécie de show de horrores, no qual o sofrimento negro e a crueldade são explorados como ferramentas de entretenimento. As reflexões sobre racismo, que deveriam ser despertadas no público, acabam sendo ofuscadas pela forma como a brutalidade é retratada explícita e graficamente, trazendo gatilhos desnecessários à tona.

    Assistir Them pode ser uma experiência traumática, especialmente para pessoas mais sensíveis ou que tenham sido vítimas de temas pesados que a série aborda sem se preocupar em chocar, como racismo, humilhação, estupro e até mesmo violência contra crianças.

    As pautas sustentadas na realidade são tão polêmicas e desconfortáveis que tornam as partes em que o sobrenatural é abordado um alívio para quem está assistindo. E embora todo o tipo de cenas angustiantes tenha acontecido com os membros da família Emory, nos primeiros episódios da série, é o quinto episódio que provoca sensações perturbadoras no público.

    Para que você tenha uma ideia, diferente dos capítulos anteriores dessa horripilante história, o episódio intitulado “Covenant” tem um aviso de gatilho. Nada do que havia sido mostrado até então pode ser comparado com o nível de violência a que o espectador é exposto.

    O formato de Them

    Produzida por Lena Waithe, Them foi criada por Little Marvin, que além de criador da série, atua como produtor executivo ao lado de Roy Lee e Miri Yoon da Vertigo Entertainment (uma espécie de linha mais adulta da DC Comics).

    A série é comparada a produções de Jordan Peele, como Corra, Us e LoveCraft County (criada por Misha Green, mas produzida por Peele), e isso se deve tanto à representatividade negra quanto por questões técnicas e, é claro, por explorar questões como os horrores do racismo na história dos Estados Unidos.

    Apesar de ainda não ter tido nenhuma confirmação de que uma segunda temporada será lançada, já sabemos que Them foi criada para seguir uma narrativa antológica, isto é, uma história diferente a cada nova temporada.

    Cena de CorraReprodução

    Produções que, assim como Them, abordam terror racial

    Corra, Us e LoveCraft Country

    Corra é considerado uma das obras primas do novo gênero de terror. O roteirista e diretor, Jordan Peele, utiliza uma linguagem própria para trazer reflexões sobre temas delicados, mas que precisam ser discutidos, como racismo estrutural e falta de representatividade negra não apenas em Hollywood, mas em toda a sociedade, ainda nos dias atuais.

    A narrativa mostra um jovem negro prestes a ser apresentado à família de sua namorada branca, Rose, mas logo percebe que há algo muito sinistro e perturbador com aquelas pessoas. Já em Us, um casal negro decide levar sua família para repousar em uma casinha de veraneio, mas acabam se tornando reféns de um grupo misterioso.

    Em LoveCraft Country, a vida de um veterano do exército sofre uma grande reviravolta quando seu pai desaparece de forma misteriosa. Decidido a encontrá-lo, ele ingressa em uma viagem de carro ao lado de uma amiga de infância e de seu tio, mas a empreitada acaba se revelando muito mais perigosa do que ele esperava. Assim como Them, a série se passa nos anos 50 e tem a segregação racial dos EUA como pano de fundo.

    Them, o novo seriado que mistura sobrenatural com realidade, estreou no serviço de streaming da Amazon no dia 9 de abril, com 10 episódios, tendo em média 30 minutos cada. Assista ao trailer da série aqui.

    Você já assistiu à nova série de terror racial da Amazon Prime Video? O que achou da linguagem que a produção usa para explorar temas tão delicados? Compartilhe a sua opinião com a gente deixando um comentário em nossas redes sociais!

    Continua após o anúncio

    Veja mais