cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Todos os Mortos discute racismo no Brasil em longa marcante

    Longa retrata diferenças sociais no Brasil da época da escravidão, até os dias de hoje
    Por Daniel Reininger
    16/12/2020

    Todos Os Mortos, filme escrito e dirigido pela dupla Caetano Gotardo (O Que Se Move) e Marco Dutra (As Boas Maneiras), se passa poucos anos após a abolição do trabalho escravo no país. A trama segue a história duas famílias, uma branca, os Soares, e outra negra, os Nascimento, e aborda as suas diferenças nesse período de transformação. Já assistimos ao longa e podemos dizer: É impactante e merece ser visto.

    Veja os motivos para ver:

    Trama

    A envolvente trama se passa na São Paulo de 1899, onde os fantasmas do passado ainda caminham entre os vivos. As mulheres da família Soares, antigas proprietárias de terra, tentam se agarrar ao que resta de seus privilégios. Para Iná Nascimento, que viveu muito tempo escravizada, a luta para reunir seus entes queridos em um mundo hostil a conduz a um questionamento de suas próprias vontades. Entre o passado conturbado do Brasil e seu presente fraturado, essas mulheres tentam construir um futuro próprio.

    Representativo

    Ambientado no século XIX, o filme é conduzido pelas mulheres das famílias Soares e Nascimento, algo interessante para uma história que racismo e o machismo, comum até os dias atuais. Após a sua exibição no Festival de Berlim, críticas internacionais, como a do site Variety, descreveram o longa como representativo, além de ser também atual. A forma como a realidade dos negros é transposta de 1899 para os dias atuais é muito bem feita e fica fácil de entender, até para quem não faz ideia do assunto.

    Festivais

    Todos Os Mortos foi o único filme brasileiro selecionado para a Competição Oficial do 70º Festival de Berlim, uma das premiações mais importantes do cinema que aconteceu entre os dias 20 de fevereiro e 1º de março deste ano. O longa também entrou para a seleção do 48º Festival de Cinema de Gramado, premiação brasileira que aconteceu entre os dias 18 e 26 de setembro. O projeto participou da Residência da Cinéfondation e da Fabriques des Cinémas du Monde, do Festival de Cannes. É um filme digno desses eventos e capaz de mexer com todos os públicos. Além disso, o longa trata muito bem as diferenças entre religiões de matriz africanas e católica, além de todo preconceito que essas diferenças envolvem.

    Questões sociais

    O longa é um retrato do descaso em relação aos negros, do descaso do governo, do preconceito, do racismo velado e de tantas outras questões presentes em nosso dia-a-dia, mas que muitos fingem não existir. As diferenças entre as famílias Nascimento, de negros libertados da escravidão com a Lei Áurea, em 1888, e Soares, de brancos ricos, antigos donos de uma fazenda de café, são óbvias. Fica fácil entender questões, por exemplo, como desigualdade e a diferença de oportunidades entre cada família. É nessa diferença que o filme encontra seu peso histórico e cultural.

    Elenco e produção

    O elenco do longa traz grandes nomes como Mawusi Tulani, Tuna Dwek, Clarissa Kiste, Carolina Bianchi e Thaia Perez. O jovem Agyei Augusto é um dos protagonistas do filme,que também tem participações especiais da cantora Alaíde Costa, da atriz portuguesa Leonor Silveira e de Thomás Aquino. O elenco está inspirado, mas destaque para as atuações de Carolina Bianchi como Ana, Mawusi Tulani como Iná e Agyei Augusto como seu filho João.

    Atenção aos detalhes

    O longa faz um bom trabalho na reproduço do fim do século XIX, faz um trabalho ainda melhor ao introduzir os elementos modernos na trama. Além disso, a ótima trilha sonora é composta por Salloma Salomão, músico, historiador e pesquisador no cruzamento entre a música brasileira e as tradições da cultura e da música africanas.

    Lançamento

    Todos Os Mortos chega aos cinemas no dia 10 de dezembro.

    Trailer