cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Transformers 4: Michael Bay e elenco divulgam filme do Rio

    Diretor revelou que avanços tecnológicos não tornaram os filmes da franquia mais fáceis de fazer
    Por Roberto Guerra, do Rio de Janeiro
    18/07/2014
    Transformers 4

    Parte da equipe da superprodução hollywoodiana Transfomers 4: A Era da Extinção está no Rio de Janeiro para o lançamento do filme, que estreou hoje em todo o país. Nesta quarta-feira (16) os atores Nicola Peltz e Jack Reynor, o novo casal romântico do longa, o diretor Michael Bay e o produtor Lorenzo di Bonaventura participaram da première brasileira no Cinépolis Lagoon, que fica à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas. Nesta quinta, dedicaram o dia atender a imprensa.

    A quarta edição da série Transformers deve se tornar um dos filmes de maior sucesso de público de 2014, tendência seguida pelos filmes anteriores que juntos faturaram US$ 2,7 bilhões em vendas de ingressos no mundo todo. Durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira no hotel Copacabana Palace, Michael Bay se mostrou bem humorado e levou na esportiva mesmo quando perguntado sobre o que achava dos críticos que dizem que ele está matando o cinema com sua franquia.

    "Eu não concordo com isso. Na minha visão, estou ajudando o cinema. Uma produção que é vista por 100 milhões de pessoas, é porque ele diz algo a elas. Os filmes estão aí para agradar as pessoas. E acho que ajudo o cinema porque os filmes proporcionam uma experiência criativa. Estou tirando as crianças do Ipad e levando ao cinema."

    Sobre os avanços técnicos desde os primeiros filmes da série, Bay afirmou que eles são nítidos e os fãs acompanham isso, mas negou que facilitem as coisas. "Um filme desses continua levando dois anos para ser feito. Isso porque tentamos fazer algo sempre melhor, sempre mais detalhista. Essa é a primeira vez que filmamos com a câmera Imax 3D. Foram dois anos e 4mil pessoas envolvidas neste filme."

    O casal de atores estreantes na franquia, Nicola Peltz e Jack Reynor, disse ter ficado empolgado com as sequências ação do filme. "Todas as perseguições e explosões eram reais. E acho que é isso que faz o sucesso dos filmes. E isso é muito legal do Michael, querer fazer tudo de verdade. Foi uma grande experiência", disse Jack Reynor.

    "Eu achei que ia ter mais tela verde do que teve, mas com o Michael as coisas são bem reais mesmo", revelou a bela Nicola. "O Michael só precisou explicar pra gente o quão grande era o Optimus Prime, o resto foi tudo pra valer", completou.

    A Era da Extinção se passa alguns anos após o grande confronto entre Autobots e Decepticons em Chicago, quando os gigantescos robôs alienígenas desapareceram e os Autobots se escodem.

    Mark Wahlberg (que não pôde vir ao país) é Cade Yeager, um inventor e pai solteiro que mora numa fazenda com sua filha Tessa (Nicola Peltz, a gatinha da vez), de quem morre de ciúmes. Ele encontra um caminhão dentro de um cinema abandonado e descobre posteriormente tratar-se de Optimus Prime, líder dos Autobots, a turma do bem.

    Os tempos são outros e agora o governo americano vê com desconfiança os antigos aliados. Perseguido pela CIA e por robôs mercenários aliados à agência de inteligência, Optimus reúne um grupo de Autobots e, com o auxílio de Cade, sua filha e do namorado dela (Jack Reynor), parte para combater os novos e velhos inimigos, os Decepticons, agora modificados pela ação humana.