Três motivos para ver Ninguém Tá Olhando, nova série da Netflix

A divertida atração é dirigida por Daniel Rezende e já está disponível no catálogo

25/11/2019 15h17

Por Thamires Viana

Ninguém tá Olhando, nova série nacional da Netflix, já está disponível no catálogo! Dirigida por Daniel Rezende, a atração é estrelada por Kéfera Buchmann, Victor Lamoglia, Júlia Rabello e Danilo De Moura e traz em oito episódios as trapalhadas de um anjo da guarda, ou melhor, de um Angelus!

Na trama, Uli (Victor Lamoglia) é o mais novo Angelus no 5511° Distrito. Sob a tutela dos veteranos Greta (Júlia Rabello) e Chun (Danilo de Moura), e o olhar implacável do inspetor Fred (Augusto Madeira), ele aprenderá as regras do Sistema Angelus e os castigos para quem desobedecê-las. 

Separamos três motivos para você correr para a Netflix conferir a divertida atração! Confira:

1 - Tem um humor ácido muito acertivo! 

Cena de Ninguém Ta Olhando - Netflix


Com Angelus curiosos e questionadores em tela, o diretor Daniel Rezende - que também é criador da atração - insere em seus personagens um humor afiado e muito inteligente. Em oito episódios, a história do trio principal é construída de forma leve e divertida, mas sempre com pitadas de reflexão! Há ainda referências a filmes clássicos, memes de internet e bordões próprios que deixam a série ainda mais engraçada.


2 - Tem críticas sociais relevantes 

Cena de Ninguém Ta Olhando - Netflix

Tá pensando que humor não faz a gente pensar? Pensou errado! Embora utilize da comédia para contar sua história, Ninguém tá Olhando insere diversas reflexões ao público. O questionamento do Angelus Uli ao chegar na Terra é uma delas: ele quer saber porque obecedem um sistema, porque preenchem relatórios, porque seguem ordem restritas, porque usam gravatas, porque ajudam humanos específicos... Aos poucos, as pequenas dúvidas de Uli se tornam grandes questionamentos para nós mesmos!

3 - A série cria identificação com o público 

Cena de Ninguém Ta Olhando - Netflix

Mesmo que não encontremos nenhum Angelus perambulando pelas ruas (quer dizer, será?), a história é quase um dia a dia na vida de um humano! Sabe aqueles pensamentos que temos e não contamos para ninguém, ou aquelas perguntas que nunca fazemos? Bem, elas estão lá! Outros pontos dessa identificação também estão na linguagem coloquial e na forma como as referências são inseridas na trama. Esses detalhes deixam a atração ainda mais confortável e gostosa de assistir.

Veja também:

Entrevista exclusiva: "Ninguém tá Olhando questiona a humanidade", diz Daniel Rezende

Confira o trailer:


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus