Polêmica! Conheça as maiores tretas dos bastidores do cinema

Confira alguns dos momentos mais tensos dos sets de filmagem

02/11/2020 14h00

Por Daniel Reininger

Um set de filmagem pode ser um local maravilhoso, mas também caótico. Tudo depende de como os diretores e produtores lidam com o trabalho. Muitas vezes egos e desentendimentos tornam os bastidores um inferno. O pior são alguns diretores, que maltratam seus atores para conseguirem um melhor resultado diante das câmeras. Por isso, não é incomum as coisas sairem do controle. Confira as maiores tretas:

Liga Da Justiça

A polêmica envolvendo Ray Fisher, o Ciborgue, e a Warner Bros. começou quando o ator acusou o diretor Joss Whedon, que substituiu Zack Snyder, de ser abusivo durante as filmagens. A acusação foi seguida de uma série de outras revelações sobre o comportamento de produtores da Warner.

Tudo começou quando Gal Gadot se recusou a fazer a cena em que o Flash cai em cima da Mulher-Maravilha e fica sem jeito porque encostou no seio dela. A cena foi feita com uma dublê, motivo pelo qual o rosto da atriz não é visto no momento da queda. Gadot aparece apenas depois deitada e olhando para cima. Joss Whedon teria trancado a dublê em uma sala e ameaçado sua carreira caso ela não fizesse a cena. A partir daí, começou uma investigação da Warner e Ray Fisher passou a fazer diversas acusações, especialmente contra o produtor Geoff Johns.

 

Mad Max: Estrada Da Fúria

A tensão era alta no set do filme, especialmente devido à difícil relação entre as estrelas Tom Hardy e Charlize Theron, que muitas vezes entraram em confronto durante as cansativas filmagens do filme. A própria Theron confessou os rumores de que as duas estrelas se odiavam, dizendo à Esquire que eles "enlouqueciam um ao outro" no set.

"Foi o isolamento e o fato de que ficamos presos em um veículo durante toda a filmagem", disse Theron. "Filmamos um filme de guerra em um caminhão em movimento - há muito pouca tela verde. Foi como uma viagem familiar que nunca foi a lugar nenhum. Nunca chegamos a lugar nenhum. Apenas dirigimos. Dirigimos para o nada e isso às vezes era enlouquecedor. " 

Imaginou a tensão?

 

O Iluminado

Stanley Kubrick é um diretor conhecido por levar seus atores ao limite. Durante as filmagens de O Iluminado, ele estabeleceu um recorde mundial com 127 tomadas de uma cena só. Mesmo assim, Kubrick e Jack Nicholson tiveram uma relação de trabalho produtiva durante as filmagens.

Já ele e Shelley Duvall, por outro lado...a atriz sofre tanto que ela começou a se deteriorar fisicamente por conta dos abusos. A intensidade da atenção ao detalhe de Kubrick fez com que a atriz perdesse um pouco do cabelo e bebesse água constantemente no set, porque ele a fazia chorar muito.

 

Batman Eternamente

Val Kilmer é conhecido como um cara difícil no set. E se ele não arruma briga, no mínimo deixa o clima desconfortável. E é óbvio que o mesmo se repetiu no set do filme do Batman, onde ele tinha ataques de estrelismo com o diretor Joel Schumacher e com os outros atores.

Kilmer, o Batman, reclamava que Jim Carrey, o Charada, tinha mais falas que ele e, em um desses surtos, o diretor Joel Schumacher saiu na mão com o ator. Eles ficaram uma semana sem se falar e, segundo Schumacher, esse período "foi uma maravilha".

  

Quarteto Fantástico

Esse filme foi definido pela tensão nos bastidores. O diretor Josh Trank foi escolhido pela 20th Century Fox para ser o próximo J.J. Abrams - um jovem cineasta com uma voz única capaz de injetar nova vida em uma franquia obsoleta. Trank era um dissidente solitário no set e seu foco em um estilo de atuação sombrio tornava as atuações sem graça. Kate Mara se tornou o saco de pancadas emocional de Trank e Miles Teller quase se tornou o saco de pancadas literal de Trank com os dois envolvidos em um confronto agressivo durante uma cena.

O estúdio entrou em ação e cenas foram descartadas, um novo final foi criado e Trank foui supervisionado intensamente pelo restante da filmagem. Tudo veio à tona quando Trank postou um tweet irritado explicando sua insatisfação com o filme e o estúdio respondeu com evidências das deficiências do cineasta.

 

Diário De Uma Paixão

Essa é uma história de amor ao longo da vida que exigiu muita química do casal principal, entretanto, as estrelas Ryan Gosling e Rachel McAdams brigavam constantemente no set de filmagens e não se suportavam.

Gosling chegou a exigir que o diretor Nick Cassavetes removesse McAdams do set: "Tire-a daqui e traga outra atriz para ler fora da câmera comigo? Eu não posso fazer isso com ela. Não estou conseguindo nada com isso", disse, segundo relatos. Esse antagonismo se acalmou depois de um tempo e as estrelas chegaram a namorar. 

 

Azul é a Cor Mais Quente

Acusações de machismo e abuso de poder cercam esse filme consagrado em Cannes. O diretor Abdellatif Kechiche e as atrizes Léa Seydoux e Adèle Exarchopoulos pareciam em sintonia, mas logo começaram a surgir rumores de que as filmagens tinham sido tensas. As atrizes confessaram então que se sentiam traídas, que o diretor havia abusado da confiança de ambas, forçando-as a trabalharem à exaustão, várias horas seguida.

A famosa cena de sexo do longa teria sido filmada logo no primeiro dia, para que o desconforto das atrizes fosse transmitido às personagens. Outros membros da equipe alegaram que o ritmo de trabalho era abusivo. A reputação de Kechiche foi abalada após o longa. 

 

O Último Tango Em Paris

O cineasta Bernardo Bertolucci tinha temperamento difícil e fazia mudanças bruscas de última hora, enlouquecendo sua equipe. Isso enfurecia Marlon Brandon no set desse filme, mas a pior confusão foi com Maria Schneider.

Bertolucci e Brandon resolveram fazer a famosa cena de sexo lubrificado com manteiga e não avisaram a atriz, que foi tomada de um completo pânico numa cena forte de assistir. Maria Schneider contou posteriormente que se sentiu "humilhada e até um pouco estuprada". Depois disso, a atriz tornou-se depressiva e tentou o suicídio.

 

O Regresso

O diretor Alejandro González Iñárritu pode ter conquistado o respeito de todos os principais atores de Hollywood, mas muitos membros de sua equipe ficaram descontentes por trabalhar com ele em O Regresso. A filmagem foi longa e árdua graças a uma combinação de condições climáticas infernais, terreno traiçoeiro e longas horas de espera pela luz natural perfeita antes que as câmeras pudessem rodar. Vários membros da equipe saíram a produção durante as filmagens e descreveram a experiência como um "inferno".

A tensão ficou tão forte que o ator Tom Hardy brigou com o diretor no set. Desde então, Iñárritu afirma que suas escolhas de direção foram "irresponsáveis", mas afirma que nunca mentiu para a equipe. Todos eles sabiam no que estavam se metendo, todos têm seus limites e certamente foram testados durante essa feroz experiência de filmagem.

 

Veja também:

Enola Holmes: Entenda a polêmica do filme da Netflix

Whitewashing: 15 vezes em que Hollywood embranqueceu personagens

Ozzy Osbourne vai ganhar filme e polêmicas não faltam; entenda

Entenda a polêmica da escolha de Gal Gadot para viver Cleópatra nos cinemas


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus