cineclick-logo
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • Fale Conosco|Política de Privacidade
    © 2010-2020 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Um dos filmes mais fascinantes do ano, Dois Lados do Amor estreia no dia 12

    Diretor transformou história em três filmes sob diferentes pontos de vida, mas apenas um deles será lançado por aqui
    Por Gustavo Assumpção
    06/03/2015

    Na próxima semana estreia nos cinemas brasileiros o drama Dois Lados Do Amor, estrelado por Jessica Chastain e James McAvoy. O que o público brasileiro não saberá é que originalmente a história não é contada apenas em um filme, mas em três: um pelo ponto de vista de McAvoy (The Disappearance of Eleanor Rigby: Him), outro pelos olhos de Cha'lstain (The Disappearance of Eleanor Rigby: Her) e um terceiro que engloba as duas visões (The Disappearance of Eleanor Rigby: Them). É este último que estreia nos cinemas nacionais.

    Três filmes, uma história

    A produção de The Disappearance of Eleanor Rigby começou em 2012. Um ano depois o filme fazia sua primeira aparição no Festival de Toronto, ainda não totalmente finalizado. O longa também foi selecionado para a principal mostra paralela do Festival de Cannes, a Un Certain Regard. Desde então, tem passeado por festivais de todo mundo.

    Dois Lados Do Amor conta a história do casal Connor LudlowEleanor Rigby. Ambos moram em Nova York, vivem felizes em suas vidas. Ele passa os dias trabalhando em seu restaurante, enquanto ela é estudante universitária. Mas, uma sucessão de eventos cotidianos ameaçam a estabilidade do casamento. Há uma grande tragédia que vai se abater sobre esse relacionamento e teremos acesso a ela sob dois pontos de vista.

    O filme é todo construído para nos mostrar os dois lados desse conflito. A ideia do diretor e roteirista Ned Benson foi mostrar a influência do narrador no ato de contar uma história. Mudando quem conta, muda também o que é contado.

    Dois Lados do Amor

    Os desafios da produção

    O caráter inédito das gravações do drama foi um desafio para os atores. Jessica Chastain explicou em entrevista que nunca viveu algo parecido. "Foi como a criação de dois personagens diferentes. No primeiro filme tive que interpretá-la sob sua própria ótica, depois reinterpretá-la com base na percepção de Conor." 

    "Insano é provavelmente a melhor maneira de descrever tudo isso", disse Benson em entrevista para o Deadline. "A ideia de criar uma terceira maneira de ver esta história, para se relacionar diretamente com outro filme é um desafio. E o resultado é alucinante, como ganhar na loteria", disse após a exibição em Cannes.

    E no Brasil?

    Por aqui, The Disappearance of Eleanor Rigby: Them, versão que engloba trechos dos dois pontos de vista, virou Dois Lados Do Amor. Ned Benson concebeu seu longa como duas obras distintas que podem ser visualizados em conjunto ou separadamente. Por isso, não é necessário assistir aos três filmes para entender a história.

    Mas, não há planos para o lançamento das versões She e He por aqui, o que talvez seja feito apenas em DVD. "Fiz dois filmes diferentes para capacitar o público para ver a história a partir de dois pontos de vista diferentes. É emocionante para dar-lhes uma escolha para vê-lo de outra maneira", disse o diretor em coletiva em Cannes. Infelizmente, por aqui não teremos esta opção. Ossos do ofício.

    Continua após o anúncio