cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Wagner Moura dedica prêmio a filhos de pedreiro desaparecido no Rio

    Ator foi homenageado no Festival de Gramado pela carreira
    Por Roberto Guerra, enviado especial a Gramado
    11/08/2013
    Wagner Moura Gramado

    Na noite deste sábado (10), no friorento alto da serra gaúcha, o ator Wagner Moura recebeu o Troféu Cidade de Gramado em reconhecimento à carreira na telona. Em seu discurso de agradecimento, lembrou que festivais podem ser palco de manifestações e pediu licença ao pai, falecido em 2011, para dedicar o prêmio aos seis filhos do ajudante de pedreiro Amarildo, que desapareceu no Rio após ser detido por policias da UPP da Rocinha.

    "Amanhã sei porque não vou almoçar com meu pai. Os filhos desse cara não sabem. [...] Eu queria pedir às autoridades do Rio que dessem uma resposta a esses meninos", disse Moura.

    A homenagem prestada pelo Festival de Gramado se justifica fácil. Aos 37 anos, Moura tem uma filmografia invejável para qualquer ator brasileiro, mesmo os veteranos – 25 filmes entre curtas e longas. Interpretou um dos personagens mais famosos do cinema nacional, o Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, filme cuja sequência, O Inimigo Agora é Outro, é a maior bilheteria de todos os tempos no país.

    Mesmo tendo feito cinema ininterruptamente nos últimos 15 anos, esta é a primeira vez de Wagner no festival. "Eu estou arrasado porque vou ter de ir embora amanhã. Gramado é uma cidade linda demais e adoro passar frio. É uma pena que seja assim tão rápido", lamentou.

    O ator, que vive grande fase na carreira, deixou o calor californiano para trás há poucos dias para enfrentar o frio do sul do país. Na última quarta-feira (7), participou do lançamento da ficção científica Elysium, em Los Angeles, pela qual teve sua atuação elogiada por críticos do jornal The New York Times e da revista Variety, entre outros. Elysium marca o debut de Moura em Hollywood e tem estreia prevista para 20 de setembro no Brasil.

    Fellini

    O projeto no qual interpretaria o cineasta Federico Fellini - bruscamente interrompido com a morte do roteirista e diretor Henry Bromell, vítima de um ataque cardíaco em março deste ano - será retomado."O filme havia sido suspenso, mas quando estive agora em Los Angeles para lançar Elysium encontrei com o produtor e foi decidido que vamos encontrar um novo diretor. Então, está confirmado, vamos fazer", revelou.

    A produção vai tratar de um episódio pouco conhecido da vida do cineasta italiano. Quando foi indicado ao Oscar por A Estrada da Vida, Fellini pediu à produção do evento um Cadillac vermelho para passear e conhecer Los Angeles. Pegou o carro e desapareceu por um dia, retornando pouco antes da cerimônia de entrega do prêmios de onde saiu vencedor.

    "São 24 horas perdidas da vida de Fellini. E nunca ninguém soube o que aconteceu nesse tempo. O filme é um exercício de imaginação muito fellliniano sobre o que teria se passado. É uma comédia muito bem escrita, divertida, mas não uma biografia. É uma invenção".

    O Festival de Gramado segue até o próximo dia 17 agosto, quando serão conhecidos os vencedores de sua 41ª edição.