A Vigilante Do Amanhã e outras vezes que Hollywood embranqueceu personagens

A polêmica é grande mas não é nova

18/10/2020 22h00

Por Daniel Reininger

Hollywood tem um longo histórico de controvérsias raciais envolvendo o "embranquecimento" de personagens e o uso desrespeitoso do "black face" (termo usado quando os atores pintam o rosto de preto e simulam feições semelhantes as de pessoas negras).

O assunto ganhou força com Scarlett Johansson no papel de Major em A Vigilante Do Amanhã: Ghost In The Shell, originalmente japonesa no anime O Fantasma do Futuro (1995) e a polêmica é grande mas não é nova. Confira outros exemplos:

A Grande Muralha, de Zhang Yimou

A Grande Muralha


No filme, Matt Damon vive um mercenário britânico do século 15 que vai parar na China em busca de pólvora e acaba se tornando aliado do exército que defende A Grande Muralha. Apesar de ser baseada em um livro, a história causa estranheza ao mostrar o personagem ocidental como herói em plena China antiga.

Death Note,  Adam Wingard

Cena do filme Death Note


O novo filme original da Netflix nem estreou ainda, mas já está recebendo críticas pela escolha de Natt Wolff no papel de Light Turner, que no original se chama Light Yagami. A justificativa seria de que a história é ambientada nos Estados Unidos, portanto a escolha do elenco seria plausível. O que vocês acham?

CONFIRA OUTROS CASOS EM NOSSA GALERIA


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus