cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Wolf Maia estréia na direção em Sexo com Amor?

    Por Da Redação
    22/01/2008

    Na última segunda-feira (21), parte do elenco, o diretor e produtores da comédia Sexo com Amor? reuniu-se com a imprensa paulistana para falar mais sobre o longa-metragem. Dos mesmos produtores de Sexo, Amor e Traição e Se Eu Fosse Você - este último um dos maiores sucessos de bilheteria do cinema brasileiro contemporâneo -, Sexo com Amor? é a estréia de Wolf Maia na direção de um longa-metragem. O que soa estranho, já que ele é um conhecido diretor de teatro e TV, além de ter seu rosto conhecido por conta de sua carreira como ator. Mesmo assim, somente agora ele resolveu fazer esta incursão na direção cinematográfica. "Sou de uma geração que foi à TV para fazer cinema", explica Wolf Maia. "Portanto, fazer cinema é conseqüência para mim", conclui. "Trabalhar em família me deixou à vontade. O cinema está aberto, então não é uma estréia especial", afirma o diretor.

    Como não poderia deixar de ser, o principal alvo dos fotógrafos presentes na coletiva de imprensa foi o galã Reynaldo Gianecchini. Exibindo um sorriso largo, o ator foi coberto de flashes não somente quando entrou na pequena sala que abrigou jornalistas e entrevistados num hotel da Zona Sul da cidade, mas também durante a coletiva, mesmo tendo falado pouco. Não eram suas palavras que interessavam aos fotógrafos, no caso.

    "Trabalhar com a Malu Mader é a realização de um sonho, ela é a musa da minha geração", revela o ator, deixando a atriz extremamente corada. No filme, Gianecchini interpreta Rafael. Apesar de casado com a personagem de Malu, ele não deixa de transar com todas as mulheres que pode. Mesmo com ela carregando uma barriga de quase nove meses de gestação. "'Peguei' muita gente neste filme", brinca o galã. "O retrato do personagem é muito comum ao homem brasileiro, ele separa claramente o sexo do amor", explica Gianecchini. Malu concorda: "Traição existe desde que o mundo é mundo". Carolina Dieckmann, intérprete de uma professora apaixonada por um homem casado, é categórica: "Lá em casa tem regras, mas muita gente não respeita. Sou contra o que ela (sua personagem) faz no filme, não 'pego' homem casado."

    Diversão no set - "Foi um processo muito prazeroso fazer este filme", afirma Carolina. "Acho que isso fica explicito", completa. "A idéia foi chamar um grupo de atores excelentes, eles são meus amigos íntimos", revela Wolf Maia. "Foi uma confiança e relaxamento que transparece na tela, meu trabalho é calcado nos atores e são todos estonteantes", completa o diretor. Eri Johnson concorda: "O Wolf é amigo e mestre, então dava espaço pra criarmos". Em Sexo com Amor?, ele contracena com Maria Clara Gueiros, formando o núcleo mais cômico do filme. "O Wolf é um diretor de atores maravilhoso, dava muito espaço para improvisarmos", concorda a comediante.

    Claro que, ao falar de um filme como este, sobre relacionamentos, sempre surgem espaços para que os atores falem sobre o que acontece também na vida real. José Wilker já chegou na sala dizendo que odiava todos os jornalistas presentes. Não é novidade essa postura do ator em relação à imprensa, mas, alguns minutos depois, ele ainda disse que "vivemos um tempo calcado no ódio e não no amor". Um tanto quanto irônico, no caso. "É um tempo muito inspirado na inveja e na covardia afetiva. Mesmo assim, vale a pena investir no amor", completa Wilker.

    Ele é o mais experiente em cinema na mesa. Portanto, pode falar com propriedade sobre filmes, mais do que os outros presentes. "Já fiz 65 filmes e posso afirmar que cinema é sempre longe, cedo e demorado, mas é uma das coisas que me dá mais prazer", explica o ator. "De alguma maneira, me conheço e aceito melhor porque sou ator de cinema; convivo melhor comigo mesmo por isso", completa.

    Walkiria Barbosa, sócia da Total Filmes - produtora do longa -, demonstrou otimismo em relação ao desempenho de Sexo com Amor? entre o público brasileiro. "Pela primeira vez, testamos o roteiro junto aos possíveis espectadores antes mesmo de rodarmos o filme", explica. "Além disso, fizemos exibições-teste e elas foram muito bem recebidas", completa. "Em se tratando de dramaturgia, não importa a janela, o espectador reconhece a qualidade", afirma confiante. "O essencial é que você seja capaz de contar bem uma história", completa José Wilker.

    A estréia de Sexo com Amor? está prevista para 1º de fevereiro, mas alguns cinemas já têm pré-estréias desde a próxima sexta-feira (25).